22 outubro 2014

Enquanto Robinson utilizou denuncias da imprensa nacional contra Henrique; Henrique formulou denuncias sobre a vida empresarial da família de Robinson

SALINA AMARRA NEGRA, FAZENDA EM MONTE ALEGRE E TERRENO HERDADO

Lobo com pele de cordeiro
O candidato a governador, Henrique Alves que no inicio da campanha pregou o ‘desarmamento politico, dizendo que numa campanha radical ‘ não tinha vencedores, tinha sobreviventes’, esqueceu de ser o príncipe do alto nível para baixar o cacete em seu adversário…
As denuncias que pesam sobre Henrique Alves foram todas geradas pela grande imprensa nacional.. Nenhuma partiu da campanha de Robinson…
As denuncias da Operação Lava Jato, do uso indevido do avião da FAB, do Bode Galego, duplicação de patrimônio pelo Ministério Publico Federal, recebimento de propinas no esquema do governador Arruda e outras já eram do conhecimento de todos…
Agora, Henrique Alves formulou denuncias contra Robinson que poderá lhe render problemas no futuro…
Mostrar um suposto funcionário da Salina Amarra Negra afirmando que ele sofria maus tratos com desrespeito a legislação trabalhista que nunca trabalhou na salina e uma senhora dizendo que o filho dela era morador da fazenda do seu pai num depoimento falso são apenas alguns artifícios falseados…
A campanha de Henrique Alves, chegou ao ponto de usar um vídeo com meu filho, Gabriel Costa Lima Dantas, de 11 anos, criticando Robinson e pedindo votos para ele sem o meu devido consentimento..
Agora, Henrique Alves, aproveitando uma transação que Robinson fez com a construtora MRV para construir apartamentos num terreno que ele recebeu de herança e que o seu pagamento foi permutado em área construída, inclusive publicando que Robinson é devedor de condomínios mostra como o candidato do acordão entrou em desespero…
Bastou a pesquisa apontar Robinson como vencedor, para Henrique  Alves tirar a pele de cordeiro…

A diferença do Residencial Caravelas de Robinson para o Residencial Cabugi e Jacumã da família de Henrique Alves

Residencial Cabugi
Eu não sou tão velho, mas fiquei sabendo que Aluízio Alves quando foi governador, em 1960, doou um terreno para Rádio Cabugi, que por sinal ele era o proprietário.. Ou seja, ele doou um terreno público pra ele mesmo..
Neste terreno por muitos anos funcionou os transmissores da rádio…
Natal cresceu e o terreno foi se valorizando e os transmissores da Rádio Cabugi foi transferido para Zona Norte onde hoje funciona o Norte Shopping..
O terreno que o governador, Aluízio Alves, pai do candidato a governador, Henrique Alves, doou a ele mesmo, depois da retirada dos transmissores, deveria ter voltado ao patrimônio público…
Mas, não voltou.. O pai de Henrique Alves, com o crescimento da cidade resolveu ganhar dinheiro com o imóvel de origem publica.. O que o pai de Henrique Alves fez?
Edilício Jacumã, também construído num terreno que pertencia ao Estado.
Fez exatamente o que o candidato a governador, Robinson Faria fez no terreno de Parnamirim, permutando o terreno por apartamentos construídos.. Assim a família Alves recebeu vários apartamentos nos edifícios, Residencial Cabugi e no Edifício Jacumã, ambos construídos na margem direita da BR 101, quase defronte ao Campus Universitário e colados com o prédio da TV Cabugi na rua Libânia Pereira Galvão, vizinho ao Centro Administrativo do Governo do Estado, onde o terreno Aluízio desmembrou pra ele mesmo..
Agora as pessoas estão achando engraçado o fato de Henrique Alves ter esquecido dessa passagem e acusar Robinson Faria de ter trocado seu terreno para construir unidades do programa Minha Casa Minha Vida…
A diferença do terreno de Robinson para o terreno de Henrique Alves são duas:
A primeira, que Robinson deu uma destinação social ao terreno em Parnamirim para ser construídos imóveis populares, enquanto o terreno de Henrique Alves serviu para construir apartamento para classe média de Natal…
A segunda diferença, é o fato do terreno de Robinson ser fruto do trabalho de seus pais, empresário, Osmundo Farias e Dona Jane Mesquita Faria, de quem Robinson herdou, enquanto o terreno dos Alves foi fruto de uma doação do então governador, Aluízio, pra ele mesmo e sua família..

Desespero: Henrique responderá na Justiça por tentar criar escândalo envolvendo Robinson

Candidato do PMDB é acusado de caluniar e difamar adversário por propaganda eleitoral sobre apartamentos

APARTAMENTOS-DE-ROBINSON
Pregador da campanha “limpa” e de alto nível, o candidato ao Governo do RN, Henrique Eduardo Alves (PMDB), baixou, de vez, o nível da campanha eleitoral neste segundo turno. Quem aponta isso é a coligação encabeçada por Robinson Faria (PSD), que na manhã de hoje ingressou com um direito de resposta e uma notícia crime acusando Henrique de calúnia e difamação por tentar envolver, na propaganda eleitoral do PMDB, o adversário num escândalo de apartamentos do programa federal Minha Casa, Minha Vida.
O motivador do “escândalo” seria o fato de Robinson ter 98 apartamentos no residencial Caravelas, em Parnamirim, que faz parte do Minha Casa, Minha Vida. A defesa de Robinson explicou que não há nada de irregular nisso. Ele era proprietário do terreno onde foram construídos os apartamentos e ficou com parte dos imóveis como permuta. Um contrato, inclusive, “totalmente legal”.
“Em sendo assim indaga-se: qual a ilegalidade ou imoralidade no ato? Ao contrário do afirmado na propaganda injuriosa e difamatória, tratou-se de negociação legal e dentro dos parâmetros do mercado imobiliário local. A única resposta para a veiculação da já mencionada propaganda é o desespero da coligação de Henrique, que se vê cada vez mais distante da vitória no pleito e busca fazer uso de meios escusos e totalmente distantes da moralidade e respeitabilidade que devem nortear as eleições”, afirmou a coligação de Robinson Faria, em trecho de pedido de resposta enviado para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
“A análise da documentação ora anexada é de fulcral clareza para esclarecer o episódio das referidas unidades habitacionais. Robinson era proprietário do terreno onde o condomínio destinado ao programa social foi edificado. A negociação foi transparente e revestida de todas as formalidades legais e devidamente registrada em cartório. Mais que isso, essa informação era de conhecimento de Henrique Alves e da sua propaganda, que forçosamente a omitiram para fantasiar uma farsa na suposta aquisição dos imóveis”, acrescenta a ação, assinada pelo advogado Fábio Sena.
“A propaganda é completamente inverídica e extrapola a crítica administrativa quando é realizada sem nenhuma base sólida para ser realizada. O primeiro viés da propaganda é fazer o eleitorado crer que ao possuir 98 unidades habitacionais em condomínio destinado ao programa Minha Casa Minha Vida, Robinson estaria cometendo algum ato imoral”, ressaltou a ação por direito de resposta, acrescentando que “a propaganda atacada distorceu as informações, com o intuito de incutir que o candidato do PSD fez uso do prestígio político que possui para conseguir as referidas unidades habitacionais, o que é ato de elevada reprovação social”.
CONDOMÍNIO
A propaganda de Henrique Alves ressaltou, ainda, que Robinson Faria teria uma dívida de mais de R$ 153 mil em condomínios não pagos do imóvel. Isso resultaria na insatisfação de condôminos adimplentes mostrados na propaganda do peemedebista que foi ao ar nesta segunda-feira. Porém, segundo a defesa do candidato do PSD, ele não teria qualquer obrigação sobre o pagamento dos condomínios, que seriam responsabilidade da construtora responsável pela obra, conforme estabelecido no contrato.
“A quantidade de mentiras constantes na propaganda veiculada assusta, posto que muito embora Robinson Faria não tenha qualquer responsabilidade para com o pagamento das taxas condominiais, devendo estas serem arcadas pela MRV Engenharia, não há atraso em seu pagamento”, afirma o advogado.
SUSPENSÃO DA PROPAGANDA
Por isso, a coligação de Robinson Faria requer uma liminar suspendendo imediatamente a propaganda eleitoral de Henrique Alves e que seja veiculado “direito de resposta em favor de Robinson Mesquita de Faria, no horário gratuito de televisão da Coligação Representada, turno noturno, por lm20s”.
Propaganda eleitoral de Henrique é “mentirosa, difamatória e injuriosa”
A propaganda de Henrique Alves contra Robinson Faria foi considerada tão grave e mentirosa que, além de um simples direito de resposta, a coligação encabeçada pelo PSD ingressou também com uma notícia crime contra o peemedebista, acusando-o de difamação e injúria. Para o advogado de Robinson, Fábio Sena, não há dúvidas que a propaganda eleitoral é “mentirosa, difamatória e injuriosa”.
Dentre os vários exemplos dados na notícia crime assinada por Fábio Sena dessa difamação feita por Henrique, ressalta-se o caso da dívida do condomínio, que não seria responsabilidade de Robinson e sim da construtora. “Mais uma vez, de maneira intencional e maliciosa, pautada pelo destempero e desrespeito para com o embate democrático de ideias, Henrique esqueceu-se de afirmar que o Robinson Faria não tem qualquer responsabilidade para com as taxas condominiais apontadas”, apontou o texto da ação.
“Importante destacar que todos os atos ilícitos narrados beneficiaram Henrique, já que ao atingir a honra e imagem de Robinson Faria, é causado grande desequilíbrio em pleito tão acirrado, no qual cada voto é fundamental para o sucesso”, ponderou o texto da ação, ao analisar a repercussão da propaganda eleitoral e justificar a necessidade de uma notícia crime para o fato.
“Se deve ter em mente o grande alcance da propaganda atacada, tendo em vista o seu meio de veiculação, qual seja a televisão, que é fundamental na tomada de decisões pelo eleitorado, sendo irreversível uma mácula de tamanho alcance e intensidade”, acrescentou o texto da ação.
Dessa forma, A notícia crime, que tem sete páginas de argumentação e outra dezena de anexos com contratos de compra e venda e extratos de condomínios, afirma que “os fatos e provas comprovam que Henrique incorre na prática do delito descrito nos artigos 325 (difamação) e 326 (injúria), ambos do Código Eleitoral, por ter ofendido a dignidade de Robinson, bem como lhe imputado fato ofensivo à sua reputação”.
“Diante de tudo quanto foi exposto e dos robustos indícios e provas de autoria e materialidade delitivas, vem noticiar a ocorrência dos crimes art. 325 e 326, ambos do Código Eleitoral, pleiteando que Vossa Excelência se digne a receber a presente Notícia Crime e processá-la nos moldes legais, investigando os fatos apontados, para fins de que o Ministério Público possa propor a competente Ação Penal Eleitoral cabível, vez que inconteste a prática dos delitos mencionados”, finalizou a ação movida por Robinson Faria contra Henrique.

PEC estabelece adicional de 60% para professores com dedicação exclusiva

Professores da educação básica podem passar a receber adicional de 60% para trabalhar em regime de dedicação exclusiva com carga horária de 40 horas semanais.
A medida consta da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/2013 que aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).O objetivo é convencer os profissionais da educação básica a se dedicar a um único cargo, o que evitaria o excesso de trabalho e melhoraria o rendimento em sala de aula.
Fonte: Marcos Dantas

América joga bem e vence o Vasco da Gama de 2x0

Com gols de Rodrigo Pimpão e Isac, o América fez uma grande partida e venceu o Vasco na Arena das Dunas. O técnico Roberto Fernandes avaliou assim o jogo, o resultado e projetou a sequencia: ” Parabenizar o grupo, a vitória foi inteira dos jogadores pela dedicação e por entenderem a filosofia de trabalho e acho que tanto no primeiro como no segundo tempo, o América foi senhor do jogo, a maior parte do jogo teve mais concepção do jogo e já no primeiro tempo criamos três ou quatro oportunidades, os gols sairam no segundo tempo e agora é buscar recuperar.

Acho dificil o Rocha e o Márcio Passos terem condições, e digo que a nossa sequencia chega ser covarde, sem espaço para trabalhar com viagens no meio, um desgaste muito grande para uma equipe com muitos jogadores no Departamento Médico, mas com o espirito de hoje vamos acreditar. O América sempre foi uma equipe de velocidade e quando cheguei aqui a gente tinha perdido, procurei no elenco um jogador assim. Colocamos o Alekito que ainda pecou pelo ritmo de jogo, mas prevaleceu o espirito de luta. 

O Judson vinha buscando esta oportunidade e a cada jogo vem se firmando, ganhando maturidade e espaço. Outro que estava de fora é o Daniel Costa, com uma bola parada agressiva como eu gosto, e ele entrou e deu esta qualidade. Os reforços estão dentro do grupo e a gente vai buscar, eram oito jogos para vencer cinco e agora são sete para vencer quatro e agora vamos encarar o América Mineiro como encaramos o Vasco aqui, como se fosse o último jogo”. 

Marcos Lopes


Do blog: Confira os números de renda e públicos do jogo de hoje, América de Natal 2x0 Vasco da Gama: 

Renda bruta – R$ 248.730,00 
Público pagante – 9.303 
Público não pagante – 1.785 
Público total – 11.088

21 outubro 2014

COMUNICADO DA JUSTIÇA ELEITORAL DA 39ª ZONA


Adesão 1: Robinson Faria recebeu apoio dos ex-prefeito e 4 vereadores em São Pedro do Potengi.




Hum...! Roda e gira para o 55...! Pelo visto a inquietação politica no Rio Grande do Norte, não para , uma hora é gente de verde entrando no clima do vira-vira 15, na outra, é gente de vermelho no ritmo do pula-pula 55. E foi nesse clima do "me leva que eu vou", que o candidato a governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria, recebeu o apoio do ex-prefeito de São Pedro do Potengi, Chagas Ribeiro, e dos vereadores Márcio Graciano, Marília Garcia, Rejane Pereira, e Adailson. 


Fonte: Facebook Fábio Faria

Adesão 2: Ex-candidato a deputado passa a apoiar Robinson Faria

“João de Beguinho” (PROS), vereador e candidato a deputado estadual dentro da Coligação União pela Mudança, está com a candidatura de Robinson Faria (PSD), da Coligação Liderados pelo Povo, nesse segundo turno. Prego batido, ponta virada.

João e Robinson agora estão juntos no 2º turno e focando 2016 (Foto: divulgação)
Anúncio formalizado ontem.
Ele obteve 11.508 votos à Assembleia Legislativa, mas sem sucesso à eleição.
Em Areia Branca, sua base eleitoral, conseguiu 4.125 votos (28,10%). Foi o segundo mais votado, ficando atrás do ex-prefeito Manoel Cunha Neto (PHS), “Souza”, que somou 7.283 (49,60%) e elegeu-se à AL.
Ambos, em palanques distintos, apoiaram Henrique Alves (PMDB) da Coligação União pela Mudança ao Governo do Estado.
Proeza
Porém, em favor de João de Beguinho, existiu a proeza de uma aliança vista como absolutamente improvável até então: juntou o grupo da prefeita peemedebista e adversária histórica Luana Bruno (PMDB) com o da ex-candidata a prefeito Iraneide Rebouças (DEM).
Luana e Iraneide enfrentaram-se nas eleições municipais de 2012. Podem reeditar em 2016 o mesmo confronto.
Com essa opção estratégica no segundo turno, o vereador do PROS dá um passo à frente, em termos de política paroquial. Pavimenta caminho para ser candidato a prefeito.
Fonte: Blog do Carlos Santos

Adesão 3: Depois de apoiar Henrique no primeiro turno, ex-prefeito de Serra Caiada usa o mesmo discurso para Robinson no segundo turno

Depois de apoiar o candidato Henrique Alves (PMDB) no primeiro turno, a prefeita Socorro e o marido Faustinho, de Serra Caiada, receberam no palanque o candidato Robinson Faria (PSD), nesta segunda-feira.
No palanque, os mesmos discursos, com endereços trocados.
"Eu não tenho dúvida de que cada um que está aqui vai conquistar mais votos. Esse homem vai ser o governador da liberdade", disse Faustinho se referindo, agora, a Robinson.
"Eu queria dizer que nunca foi tão fácil eu falar em Serra Caiada. Até porque antes o povo aprovou a aliança de Robinson com o povo e a voz do povo é a voz de Deus, então vocês praticamente já fizeram meu discurso. A vida na política é feita de encontros, desencontros e reencontros. Eu e Faustinho no passado tivemos grandes parcerias e depois tivemos um afastamento político. Vim para Serra Caiada e apoiei uma candidata a prefeita contra Socorro. Faustinho tem humildade de dizer quando erra e eu também tenho humildade de dizer quando erro", afirmou Robinson, que continuou a noite fazendo comícios em Canguaretama e Goianinha.
IMG_8070.PNG
Fonte: Blog de Thaisa Galvão

Adesão 4: Lideranças politicas de João Dias anunciam apoio a Robinson faria para o governo do RN.



Os projetos de Robinson para a população do Rio Grande do Norte são os principais motivos para o anúncio de apoio à caminhada do 55 de inúmeros prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças politicas. É o caso de Paulo de Tarso, o grande líder da politica de João Dias/RN, juntamente com o prefeito Gislândio, da presidente da Câmara de Vereadores, Luciana Campos Veríssimo e dos outros 08 vereadores de João Dias, que acabaram de anunciar apoio ao projeto de Robson Faria e Fábio Dantas para governador e vice do Rio Grande do Norte.

UERN: Inscrições ao PSV iniciaram ontem (20)

Ingresso

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) abriu nesta segunda-feira, dia 20, as inscrições ao Processo Seletivo Vocacionado (PSV 2015). O prazo segue até o dia 06 de novembro.
A solicitação de inscrição no PSV 2015 deverá ser efetuada, exclusivamente, VIA INTERNET, acessando o portal da UERN (www.uern.br) ou o endereço eletrônico da COMPERVE (www.uern.br/comperve), no qual estarão disponíveis o edital do PSV 2015 e o Formulário de Inscrição.
A taxa é de R$ 110,00, a mesma do vestibular passado. Este será o último ano que a UERN utiliza o PSV como forma de ingresso. Com a adoção do sistema misto, aprovado pelo CONSEPE, serão destinadas 865 vagas pelo PSV, o que representa 40% do total de vagas iniciais (2.184) ofertadas para 2015. Os outros 60% das vagas vão ser pelo ENEM/SiSU.
As provas PSVI serão aplicadas nos dias 14 e 15 de dezembro. Já o ENEM será nos dias 8 e 9 de novembro, seguindo cronograma do Ministério da Educação (MEC).
Todas as instruções no link: https://seguro.uern.br/psv/


Leia mais:
Mais informações: COMPERVE - 3315-2153

DESESPERO. Garibaldi Alves Filho adverte aliados: “Não vamos morrer de véspera, que nem peru”

Coordenador da campanha de Henrique, ministro da Previdência avalia pesquisa: “Eleição não está decidida”

87P78P78P
O ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB), se pronunciou sobre a pesquisa Ibope, que apontou “virada” de Robinson Faria (PSD) sobre Henrique Alves (PMDB) na disputa pelo governo do Estado neste segundo turno. Ele se disse “surpreso” com a pesquisa, mas conclamou a militância a “não morrer de véspera, que nem peru”, vez que a eleição ainda não estaria decidida. “O eleitor nosso não pode arriar a bandeira. O que posso dizer é que a eleição não está decidida. Só se decide depois do último voto depositado na urna”, afirmou o ex-governador, em entrevista ao jornal O Mossoroense, neste fim de semana.
“Não vamos nos deixar levar por esse sentimento. Nós vamos ganhar essa eleição se Deus quiser. Não vamos morrer de véspera, que nem peru”, disse o ministro, ao mencionar que não houve uma mudança substancial na campanha que justificasse a ultrapassagem de Robinson na preferência do eleitorado. “É como se o candidato adversário tivesse levado grande parte dos números de Robério Paulino e grande parte dos votos brancos e nulos”, admite.
Afirmando que, às vezes, institutos de reconhecida credibilidade, como o Ibope, erram, Garibaldi apelou para que o eleitor de Henrique não se abata. “Creio que as pesquisas às vezes cometem erros. Não estou afirmando categoricamente que a pesquisa está errada. Para dizer isso eu tenho que ter dados e eu não tenho condições de provar. Quero apenas advertir, no bom sentido. Primeiro, ao eleitor de Henrique Alves para que ele não leve a termo essa pesquisa. A eleição não vai ser decidida por uma pesquisa, não se abata”, declarou o ministro.
A pesquisa Ibope no segundo turno, divulgada na quarta-feira da semana passada, deu 54% das intenções de voto para Robinson, e 46% para Henrique. Diante das próprias reflexões, Garibaldi apelou para que o eleitor de Henrique não “arrie a bandeira”, mas faça como o próprio ministro, que, neste fim de semana, esteve em Mossoró fazendo campanha para o candidato dele.
“O eleitor de Henrique tem que ir à rua, como estou fazendo em Mossoró, rodando em busca do eleitor. O eleitor nosso não pode arriar a bandeira. Ele deve seguir dizendo ao indeciso que ele não pode se deixar levar por um sentimento de protesto. O que posso dizer é que a eleição não está decidida. Só se decide depois do último voto depositado na urna”, afirmou o ministro, ainda na entrevista à imprensa mossoroense.
JUSTIFICATIVA
Ao ser provocado a explicar a derrota de Henrique em municípios onde o peemedebista havia costurado apoios históricos tanto com governistas quanto com oposicionistas, caso de Assú e Pau dos Ferros, Garibaldi afirmou que a população, nesses locais, não assimilou bem a proposta de união de forças defendida pelo candidato. Para o ministro, ali, em vez de somar, houve subtração de votos.
“Eu acho que houve uma municipalização da eleição nesses municípios e, em face disso, as pessoas não assimilaram aquele entendimento proposto em termos altos pelo deputado Henrique Alves, de juntar esforços para evitar uma radicalização e pudessem somar votos para o projeto político de Henrique, que é o melhor. As pessoas entenderam que deveria prevalecer a radicalização. Não deixaram se convencer pelo discurso do deputado Henrique, fazendo com que houvesse certa confusão que fez com ele perdesse a eleição nessas cidades. A aritmética, em vez de somar, diminuiu”, constatou.
Ministro desiste de entregar cargo e de romper com o PT
Ainda em sua entrevista, Garibaldi voltou a criticar o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva por participar da campanha no rádio e na TV de Robinson Faria. Mesmo se aliando a José Agripino (DEM), principal adversário do PT no plano nacional, o ministro esperava que Lula ficasse neutro na campanha. Na semana passada, Garibaldi chegou a admitir, publicamente, que poderia entregar o cargo no Ministério da Previdência e romper com o PT. No entanto, na entrevista ao Mossoroense, o ex-governador disse que a posição seria uma atitude isolada que não teria repercussão.
“Houve uma preocupação grande. O ex-presidente Lula nos atropelou como aliados. Ignorou a nossa participação na campanha porque votamos em Dilma e fez a propaganda do adversário e isso gerou uma cobrança dos nossos correligionários. Não apenas dos peemedebistas, mas, dos outros partidos, porque a nossa coligação é muito ampla. Mas, é preciso ter cautela antes de uma atitude revanchista a ser tomada isoladamente que Henrique pudesse tomar em detrimento da candidatura de Michel Temer à Vice-Presidência. Isso levou a nós termos uma maior cautela a respeito dessa reação”, afirmou Garibaldi.
Instado a falar se o rompimento com o PT estava na ordem do dia, Garibaldi negou afirmando que o vice-presidente da República e companheiro de chapa de Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, Michel Temer, conduziria os acertos políticos com a cúpula nacional do PT. “Não, no momento não; não passa. Não quero tomar uma atitude isolada que não teria nem essa repercussão toda. Isso deve ser examinado no plano nacional. É preciso aguardar que Michel Temer é candidato a vice-presidente”, disse o ministro.

Garibaldi: Eu não tenho como provar que Robinson não esteja na frente

Ministro Garibaldi Alves Filho admite dianteira de Robinson
“Creio que as pesquisas às vezes cometem erros. Não estou afirmando categoricamente que a pesquisa está errada. Para dizer isso eu tenho que ter dados e eu não tenho condições de provar. Quero apenas advertir, no bom sentido. Primeiro, ao eleitor de Henrique Alves para que ele não leve a termo essa pesquisa. A eleição não vai ser decidida por uma pesquisa, não se abata”.
Do blogue:  A pesquisa a que Garibaldi se refere foi a última publicada pelo Instituto Ibope que deu 54% para Robinson Faria e 46% do eleitorado para Henrique Alves. Uma maioria de 8%. 

Datafolha: a 6 dias da eleição, Dilma ultrapassa Aécio e está na frente

Pesquisa do instituto Datafolha, a terceira no segundo turno, aponta: a 6 dias da eleição, a presidente Dilma Rousseff está na frente do adversário Aécio Neves.

A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.
Eis os números.

Dilma Rousseff (PT)- 46%
Aécio Neves (PSDB) – 43%
Brancos/Nulos – 5%
Indecisos – 6%
Levando em consideração apenas os votos válidos, sem os brancos e nulos, o resultado é o seguinte:
Dilma – 52%
Aécio – 48%

Onde está a patota que contribuiu para o desgaste do governo de Rosalba?

A GALERA QUE GOVERNOU COM ROSALBA VAI GOVERNAR COM HENRIQUE ALVES, CASO ELE SEJA ELEITO GOVERNADOR.
Na guerra dos marqueteiros das campanhas de Henrique Alves e Robinson Faria está valendo tudo…
O antigo marqueteiro de Henrique Alves, Arturo Arruda foi afastado da campanha porque não aceitou bater no governo de Rosalba, pois o Arturo Arruda, além de cunhado de Henrique é dono da agência que atende o governo.. Eticamente não seria correto ele desconstruir a imagem que ele mesmo tentou construir..
Então eles combinaram trazer um marqueteiro da Bahia para colar o desgaste de Rosalba à candidatura de Robinson na condição de vice-governador…
Agora é preciso mostrar, como diz o próprio, Henrique Alves, que ninguém governa só.. Se o governo de Rosalba foi um desastre, vamos ver quem participou do desastre..
Assim vamos verificar quem governou com Rosalba e qual o candidato que eles estão apoiando..
Paulo de Tarso Fernandes – Secretário Chefe do Gabinete Civil de Rosalba – apoia Henrique Alves
Luiz Eduardo Carneiro – Secretário de Trabalho, Habitação e Bem-Estar Social de Rosalba, está apoiando Henrique Alves para governador

Rogério Marinho – Secretário de Desenvolvimento Econômico de Rosalba está votando em Henrique Alves

Aldair Rocha – Secretário de Defesa Social do governo, Rosalba foi candidato a deputado estadual apoiando, Henrique Alves
Leonardo Rego – Secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente do governo de Rosalba, está com Henrique Alves e não abre nem para um trem..
Benito Gama – O Secretário de Rosalba que iria tirar o RN da miséria apoia Henrique Alves e foi responsável pelo apoio do PTB, partido que ele é presidente.
Flávio Azevedo – Presidente da EMATER no governo, Rosalba é quem comanda a campanha de Henrique Alves em Nova Cruz.
Deputado Getúlio Rego – Líder da bancada de Rosalba na Assembléia Legislativa é o maior cabo eleitoral de Henrique Alves na Região Oeste do RN.
Leonardo Nogueira – deputado do partido de Rosalba está com Henrique Alves e foi derrotado nesta eleição.
Shirlei Targino – Secretária e Assessora de Rosalba é uma das coordenadoras da campanha de Henrique Alves e do seu namorado, candidato a vice-governador, João Maia.
Cláudia Regina – prefeita de Mossoró e candidata de Rosalba depois de cassada é uma das comandantes da campanha de Henrique Alves em Mossoró.
Calson Gomes – Foi diretor do IPEM no governo de Rosalba e foi candidato a deputado estadual apoiando Henrique Alves.



Translate