13 agosto 2020

UERN abre Matrículas para Especialização em Mídias na Educação. Matrículas podem ser feitas até dia 21 de agosto

CURSO GRATUITO A DISTÂNCIA


A Diretoria de Educação à Distância da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) informa que os candidatos aprovados para Especialização em Mídias na Educação devem fazer matrícula até o dia 21 de agosto.

As inscrições devem ser feitas através da solicitação de matrícula através do endereço eletrônico da DEAD, por meio deste link.

As aulas do curso de especialização estão previstas para iniciar no dia 31 de agosto.

VACINA Covid-19: 9 países já testam vacinas em humanos e 3 já estão na etapa final

PAÍSES QUE LIDERAM CORRIDA POR IMUNIZAÇÃO 

Reino Unido, China e Estados Unidos lideram na corrida por uma imunização para o coronavírus Sars-Cov-2; Há 164 pesquisas em desenvolvimento, segundo a OMS.

Ao menos nove países que desenvolvem uma vacina para o coronavírus Sars-Cov-2 já testam em humanos, segundo a atualização mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas apenas o Reino Unido, a China e os Estados Unidos chegaram à terceira e última etapa.

Segundo a agência de saúde da ONU, até segunda (27), são 164 pesquisas em desenvolvimento. Destas, 25 já em estágio clínico mas apenas cinco na Fase 3. É somente depois desta prova, em um número maior de participantes, que uma vacina pode ou não ser licenciada e liberada para a comercialização, veja quais são:

Além desses países, a Índia é responsável por mais três candidatas nas fases 1 e 2. A Austrália e a Alemanha têm mais duas promissoras vacinas ainda em estágios iniciais dos ensaios, assim como a Rússia e o Japão, com uma cada, segundo a OMS.

Há também mais dois estudos feitos em cooperação internacional, com mais de um país responsável pela imunização, liderados pelo Instituto Internacional de Vacinas, com sede na Coreia do Sul, mas organizado pela ONU.

Duas das vacinas mais avançadas são testadas no Brasil, a vacina inglesa da Universidade de Oxford e a chinesa Sinovac. A primeira é feita a partir de uma tecnologia conhecida como vetor viral recombinante. Ela é produzida a partir de uma versão enfraquecida de um adenovírus (que causa resfriado em chimpanzés).

A esse imunizante foi adicionado o material genético usado na produção da proteína “spike” do Sars-Cov-2 (a que ele usa para invadir células), induzindo os anticorpos. A vacina foi considerada segura e as principais reações são algum inchaço ao redor da injeção, febre, dores musculares, que são esperadas para vacinas virais.

Já a concorrente chinesa utiliza o vírus Sars-Cov-2 inativado (vírus morto ou por partes dele), que é o o mesmo princípio das vacinas contra a hepatite e a influenza (gripe). Nesses casos, existe um risco menor, porque o vírus não consegue se duplicar no corpo.

Ela implanta uma espécie de memória celular responsável por ativar a imunidade de quem é vacinado. Quando entra em contato com o coronavírus ativo, o corpo já está preparado para induzir uma resposta imune.
Etapas para a produção de uma vacina

Para se produzir uma vacina, leva tempo. A mais rápida desenvolvida até o momento foi a vacina contra a caxumba, que precisou de cerca de quatro anos até ser licenciada e distribuída para a população. Injeção com vacina em teste para o coronavírus é aplicada na Alemanha — Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters/Arquivo

Antes de começar os testes em voluntários, a imunização passa por diversas fases de experimentação pré-clinica (em laboratório e com cobaias). Só após ser avaliada sua segurança e eficácia é que começam os testes em humanos, a chamada fase clínica – que são três:
Fase 1: é uma avaliação preliminar da segurança do imunizante, ela é feita com um número reduzido de voluntários adultos saudáveis que são monitorados de perto. É neste momento que se entende qual é o tipo de resposta que o imunizante produz no corpo. Ela é aplicada em dezenas de participantes do experimento.
Fase 2: na segunda fase, o estudo clínico é ampliado e conta com centenas de voluntários. A vacina é administrada a pessoas com características (como idade e saúde física) semelhantes àquelas para as quais a nova vacina é destinada. Nessa fase é avaliada a segurança da vacina, imunogenicidade (ou a capacidade da proteção), a dosagem e como deve ser administrada.
Fase 3: ensaio em larga escala (com milhares de indivíduos) que precisa fornecer uma avaliação definitiva da sua eficácia e segurança em maiores populações. Além disso, feita para prever eventos adversos e garantir a durabilidade da proteção. Apenas depois desta fase é que se pode fazer um registro sanitário.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para se fazer um ensaio clínico no Brasil, é preciso da aprovação do Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), órgão vinculado ao Ministério da Saúde. Os voluntários são recrutados pelos centros de pesquisa.

G1

ELEIÇÕES 2020: Registro Partidário dos Partidos como pessoa jurídica não será exigido

A Câmara Federal aprovou ontem a noite (11), a Medida Provisória nº 983/20, que acaba com a necessidade de diretórios partidários registrarem-se como pessoa jurídica perante os Cartórios, considerando as certidões emitidas eletronicamente pela Justiça Eleitoral como de fé pública para atestar sua constituição.
Caberá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto cadastrador dos órgãos partidários, providenciar a inscrição de diretório perante o cadastro de pessoa jurídica (CNPJ) da Receita Federal.
O texto atribui igual procedimento à Justiça no caso de reversão de baixa automática de CNPJ, por falta de movimentação de recursos.  Atualmente, os partidos é que tem de pedir à Receita federal a reativação do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica.

Sinmed-RN convoca médicos para entrar com ação individual contra o Estado cobrando salários atrasados


SERVIDORES DO GOVERNO DO RN NÃO RECEBERAM DEZEMBRO DE 2018  E O 13º SALÁRIO DO MESMO ANO

Foto: reprodução

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte está convocando os profissionais médicos para ingressar com uma ação individual pedindo o pagamentos do salário atrasado dos servidores referente ao mês de dezembro e 13º salário do ano de 2018.

O Sinmed RN já havia obtido vitória na Justiça em ação coletiva contra o Estado. Agora o sindicato, diante do não pagamento dos atrasados, informa que os médicos podem ingressar com esta ação individual para que possam receber os valores devidos com aplicação de juros e correções monetárias.

De acordo com o Sinmed RN, podem entrar com o pedido os médicos ativos, inativos ou pensionistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

RETOMADA DO TURISMO: Azul lança empresa de voos regionais para potencializar turismo doméstico

RETOMADA DO TURISMO COM VOOS REGIONAIS

“Azul Conecta” tem o objetivo de ampliar a malha aérea nacional e pode chegar a 200 destinos


Frota de aviões monomotores permite conectar cidades remotas à malha aérea tradicional. Crédito: Luis Neves/Azul

A Azul Linhas Aéreas lançou, nesta terça-feira (11.08), a nova empresa sub-regional “Azul Conecta” que será responsável por ampliar a malha aérea nacional, potencializando o turismo doméstico. Com uma frota de 14 aeronaves turboélice para transporte de passageiros e de três para carga, a empresa vai atuar em 36 destinos brasileiros.

O evento de lançamento, realizado no aeroporto de Jundiaí (SP), contou com o “batismo” de aeronaves e a apresentação da logo da empresa pelo presidente da companhia, John Rodgerson. Segundo ele, a ideia é ampliar ainda mais a malha e atingir destinos antes isolados do restante do país.

“Temos aeronaves pequenas, médias, grandes, supergrandes, cada uma alcançando as respectivas cidades de mesmo porte. Dessa forma, vamos transformar o Brasil e chegar a 200 destinos brasileiros”, destacou.

Durante a cerimônia, o Secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, reforçou que a nova empresa vai ser fundamental para reerguer o mercado aéreo e, também, para conectar passageiros de todos os cantos do país. “O Brasil possui mais de 5 mil municípios com grandes dificuldades e desafios logísticos. 200 cidades é o mínimo que podemos dar em termos de políticas públicas para a sociedade brasileira”, comentou.

Edição: Lívia Nascimento


12 agosto 2020

"Carta Selo Turismo" é encaminhada aos proprietários de Bares, Restaurantes e Pousada. Secretaria Municipal de Turismo deste município faz um grande esforço para organizar o comércio da sua área


TURISMO NO PERÍODO DE PANDEMIA ESTÁ SE REINVENTANDO

SELO TURISMO RESPONSÁVEL, LIMPO E SEGURO
Prezados,

Segue, anexo, para conhecimento e divulgação.

PREPARE-SE PARA RECEBER TURISTAS COM O SELO

TURISMO RESPONSÁVEL.

Conheça o selo oferecido pelo Ministério do Turismo para retomar as atividades turísticas com mais segurança, higiene e responsabilidade.

É com grande entusiasmo que o Ministério do Turismo apresenta a você o selo Turismo Responsável. Ele é a primeira etapa, e uma das mais importantes, do plano de retomada do turismo brasileiro que será implementado em todos os destinos do Brasil.

Esse selo é um atestado de compromisso, gratuito e de adesão espontânea, pelo qual as empresas que integram a cadeia produtiva do turismo poderão demonstrar a seus clientes, turistas e usuários que estão comprometidas com os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelos órgãos oficiais para conter a disseminação da Covid-19 em seus estabelecimentos. Também estão disponíveis protocolos específicos para os guias de turismo.

A adesão às boas práticas previstas nesse protocolo é uma forma de compartilhar a responsabilidade da prevenção com todos e, assim, incentivar a retomada do turismo em nosso país. Motivos não faltam para que esse segmento – responsável por 8,1% do PIB Nacional e por 7 milhões de empregos antes da pandemia - possa recuperar sua importância econômica e social o mais rápido possível.

Você, prestador de serviços turísticos, é parte fundamental desta campanha. Pois é a sua participação que vai demonstrar, por meio de uma comunicação clara ao turista, que seu trabalho está seguindo todas as normas de segurança para reabertura do seu empreendimento.

O turismo é uma atividade que abarca 52 atividades econômicas, e diversos desses segmentos poderão aderir ao selo. Para recebê-lo, o primeiro passo é estar formalmente ativo no Cadastur, o sistema federal de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no turismo, que também é gratuito e de fácil e rápida adesão

Acesse e saiba mais, em: turismo.gov.br/seloresponsavel

Acreditamos que, juntos, poderemos promover a retomada dessa importantíssima atividade e reescrever um novo capítulo do nosso turismo.

Contamos com você!

Muito obrigado.

PROGRAMA DESCONTO POTIGUAR: Servidores do Governo do RN terão descontos na compra de bens e serviços

Economia para os servidores públicos do Rio Grande do Norte na hora de adquirir produtos ou serviços em época de pandemia e ajudar a aquecer a economia do Estado. Esse é o objetivo do programa Desconto Potiguar, um clube de descontos que será lançado pelo Governo do Estado, cujo decreto será publicado nesta quarta-feira (12) no Diário Oficial do Estado.
O Clube de Descontos é uma parceria com empresas privadas de diversos ramos de atuação para oferecer descontos na aquisição de bens e serviços em estabelecimentos comerciais a todos os servidores públicos ativos, inativos e pensionistas do Poder Executivo.

Para a governadora Fátima Bezerra, o programa motiva o servidor público na medida em que proporciona preços mais acessíveis e facilidade na aquisição de produtos e serviços. "O programa é importante porque beneficia microempresas e a agricultura familiar. Além disso, favorece a economia potiguar tendo em vista que são mais de 100 mil servidores e aplicamos, mensalmente, mais de R$ 495 milhões na economia local com a folha de pagamento estadual”, ressalta a chefe do Executivo.

A governadora destaca ainda que à medida que os servidores ganham descontos, aumenta seu poder de compra e isso faz com que circule mais dinheiro na economia. "Nosso olhar é para o servidor, que terá inúmeros benefícios, e também para o aquecimento da nossa economia, tão importante nesse momento que atravessamos”, completa.

A Secretaria de Estado da Administração (SEAD) ficará responsável por credenciar as empresas interessadas e pelo desenvolvimento do site e aplicativo do clube de compras nos quais os servidores terão acesso às informações referentes às promoções oferecidas pelas instituições que aderirem ao programa. “Através da tecnologia disponível, o Governo do Estado pretende garantir meios para que o servidor continue adotando as medidas de isolamento social, quando possível, e realizando suas compras”, explica a secretária de Administração, Virgínia Ferreira.

Segundo ela, cada empresa credenciada deverá oferecer um percentual de desconto sobre seus produtos ou serviços. Não haverá padronização das ofertas e o servidor receberá o desconto no ato da compra mediante a apresentação do último contracheque e documento oficial de identificação com foto.

As empresas que quiserem fazer parte do programa Desconto Potiguar deverão preencher e assinar o Termo de Adesão e cumprir os requisitos listados. De início, já podem manifestar interesse mandando um e-mail para descontopotiguar.rn@gmail.com.


Clique AQUI e Veja Decreto

ELEIÇÕES 2020: Ministro do TSE fará convite para OEA acompanhar eleições municipais no país


Uma comitiva da Organização dos Estados Americanos (OEA) deverá vir ao Brasil para acompanhar as eleições municipais deste ano. O convite será feito pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. A decisão de convidar a OEA foi comunicada nesta segunda-feira (10) ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Como chanceler, o ministro Ernesto Araújo, tem a responsabilidade de adotar as providências necessárias para formalizar o convite à entidade, com sede em Washington (EUA). Nas eleições majoritárias de 2018, a OEA também enviou uma missão ao Brasil. Desembarcaram no país 30 especialistas de 17 nacionalidades. Em virtude da pandemia do covid-19 a missão deverá ser reduzida este ano.

Em 2018, os representantes da entidade elogiaram a segurança das urnas eletrônicas brasileiras. Por outro lado, criticaram os atos de violência nas eleições, além da disseminação de notícias falsas, impulsionadas por redes sociais, durante a campanha.

“A missão lamenta o uso irresponsável que vários setores políticos fizeram dessas ferramentas, que, quando empregada de forma positiva, podem contribuir ao intercâmbio de informação entre candidatos e eleitores e ajudar a autoridade eleitoral a aproximar a cidadania do processo eleitoral”, afirmaram os integrantes da missão, à época.

A pandemia também fez com que o Congresso Nacional adiasse em seis semanas o início das eleições municipais. Dessa forma, o primeiro turno das eleições municipais será adiado de 4 de outubro para o dia 15 de novembro. A data do segundo turno passa para o dia 29 de novembro. Antes de tomada a decisão, os parlamentares ouviram vários especialistas. O próprio presidente do TSE também foi consultado e apoiou a medida.

REFORMA ADMINISTRATIVA: Governo Federal adia para 2021 envio de reforma administrativa, que muda regras de servidores

GOVERNO PRETENDE AUMENTAR PARA 10 ANOS O ESTÁGIO PROBATÓRIO
Foto: Fabiana Domingues de Lima

Depois de adiar várias vezes o envio da reforma administrativa ao Congresso, o governo decidiu só encaminhar a proposta no ano que vem. Segundo técnicos da equipe econômica, a estratégia agora é esperar o resultado das eleições para as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado para avançar com o projeto. A estratégia de pautar as mudanças no funcionalismo público depois de tratar do sistema de impostos — alvo da reforma tributária — é criticada por especialistas.

De acordo com fontes, o governo teme gastar capital político em ano de eleições municipais, que tendem a influenciar o humor no Legislativo nos próximos meses. Historicamente, entidades que representam servidores públicos exercem pressão sobre parlamentares, dificultando a aprovação de propostas sobre o tema.

O texto do projeto ainda não foi divulgado pelo governo, mas trechos da reforma já foram ventilados pela equipe econômica nos últimos meses. Técnicos têm frisado que as mudanças não afetariam servidores atuais, apenas os contratados após a aprovação da medida.

“Trainee do funcionalismo”

Um dos principais pontos da proposta elaborada pelo Ministério da Economia é a mudança nas regras de estabilidade para os futuros aprovados em concursos públicos. A ideia é aumentar o período do chamado estágio probatório para até dez anos.

Hoje, servidores recém-contratados passam por três anos de avaliação, período no qual podem ser demitidos por mau desempenho. No ano passado, reportagem do GLOBO mostrou que, entre 2016 e agosto do ano passado, 99,7% dos concursados haviam sido aprovados nesse processo. Ou seja, na prática, todos os servidores obtêm a estabilidade, mesmo após a fase de testes.

Ao ampliar esse prazo, o governo também pretende rever os métodos de avaliação para criar o que chegou a ser apelidado de “trainee do funcionalismo”. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também já levantou a possibilidade de que as regras de estabilidade variem de acordo com carreira. Assim, nem todos os servidores fariam jus ao benefício.

Fim da progressão automática

Em outra frente, a equipe econômica quer acabar com a progressão automática no funcionalismo. Hoje, 33% dos servidores alcançam o cargo máximo em 20 anos, em média. Também está nos planos rever a estrutura dos cargos de nível auxiliar e intermediário, como assistente administrativo.

Atualmente, existem 223 mil servidores nessas categorias. A ideia é reduzir esse número à metade em 15 anos. Para isso, as aposentadorias de posições como datilógrafos e ascensoristas não serão repostas.

Embora o governo afirme que o principal objetivo da reforma administrativa é ganhar eficiência, há uma expectativa sobre o impacto fiscal da medida. Por isso, tributaristas criticam a estratégia do governo de tratar primeiro do sistema de impostos. Isso indicaria uma intenção de fazer o ajuste das contas públicas pelo lado das receitas e não pelas despesas.

— Você só pode planejar um aumento de arrecadação, quando já ciente de que a despesa é a menor disponível. Se você aumenta a receita primeiro e reduz despesas depois, o que vai fazer com o que sobrou? Vai reduzir impostos em seguida? — indagou o tributarista Ilan Gorin.

Na semana passada, em entrevista ao GLOBO, o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel também criticou a ordem das reformas proposta por Guedes, por acreditar que a reforma tributária resultará em aumento da carga de impostos sobre determinados segmentos da economia, como o setor de serviços.

O planejamento para encaminhar a proposta de reforma administrativa tem sido marcada por idas e vindas há meses. No ano passado, após a aprovação da reforma da Previdência, o governo começou a sinalizar que enviaria a proposta em sequência.

Guedes afirma que, em novembro, o governo estava pronto para apresentar a medida, mas recuou por um pedido do presidente Jair Bolsonaro, preocupado com a turbulência política na América Latina. A orientação de Bolsonaro, segundo Guedes, foi para que o assunto só voltasse a ser abordado após as festas de fim de ano.

Em fevereiro, o presidente fez nova previsão de encaminhar o texto ainda naquele mês — desde que não houvesse nenhuma “marola”. Na ocasião, ele afirmou que a reforma estava “muito tranquila” e que servidores atuais seriam preservados. A proposta, mais uma vez, não se concretizou.

Reforma em fases


Por trás da sequência de adiamentos, há uma resistência de Bolsonaro à medida. Em reunião fechada no fim de julho, a qual O GLOBO teve acesso ao áudio, o ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, disse estar tranquilo com relação à reforma administrativa, pois Bolsonaro é “completamente contra”.

Além disso, Rosário comentou que Bolsonaro deseja conceder aumento salarial aos funcionários públicos antes do fim de seu mandato em dezembro de 2022.

Mesmo após o envio de uma primeira proposta, a mudança de regras deve demorar a ter efeito prático. Em janeiro, o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, disse que a medida seria encaminhada em fases e incluiria uma proposta de emenda à Constituição (PEC), projetos de lei e decretos. No cronograma apresentado na ocasião, esse processo duraria até 2022.

O Globo

VACINA JÁ: Rússia registra a primeira vacina contra Covid-19 do mundo

O Ministério da Saúde da Rússia concedeu a aprovação regulatória para a primeira vacina contra Covid-19 do mundo, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Moscou, após menos de dois meses de testes em humanos. O anúncio foi feito nesta terça-feira (11) pelo presidente do país, Vladimir Putin.
Ele afirmou que espera que a Rússia comece em breve a produção em massa da vacina, e anunciou que sua filha já recebeu uma dose da substância.

Segundo Mijaíl Murashko, ministro da Saúde do país, a vacina mostrou eficácia e segurança.

Em declaração recente, a vice-primeira-ministra Tatyana Golikova, que supervisiona a resposta russa ao novo coronavírus, disse que o país planeja começar a produzir duas vacinas em setembro e outubro.

“Uma delas é desenvolvida em conjunto pelo Instituto Gamaleya do Ministério da Saúde e pelo 48º Instituto de Pesquisa do Ministério da Defesa”, disse Golikova. “Em agosto, planejamos registrá-la condicionalmente, o que significa que, após o registro, haverá ensaios clínicos em 1,6 mil pessoas. A produção em massa da vacina está prevista para setembro de 2020″

O desenvolvimento acelerado da vacina russa preocupa especialistas, além de despertar dúvidas sobre a segurança, efetividade e a possível supressão de etapas essenciais no desenvolvimento. Até o momento, a Rússia não divulgou dados científicos sobre os testes de sua vacina e a CNN não conseguiu verificar sua segurança e eficácia.

O governo russo diz, no entanto, que os dados científicos estão sendo compilados e serão disponibilizados para revisão por cientistas e publicados no começo de agosto.

Críticos também afirmam que os esforços do país para desenvolver uma vacina ocorrem em meio à pressão política do Kremlin, que pretende mostrar que a Rùssia é uma força científica global.

Nesta terça, a Rússia reportou 4.945 novos casos de Covid-19 e 130 mortes em apenas 24 horas.

ADUERN: Assembleia docente debate eleições na UERN e reforça tradição democrática da ADUERN

Professores e professoras da UERN reunidos em assembleia virtual na tarde de ontem (06) debateram amplamente os processos eleitorais internos na universidade. O debate foi motivado pela aprovação no CONSUNI da minuta que ampliou a lista tríplice também para os chefes e sub chefes de departamento. A ADUERN, representada pela vice-presidente Kelânia Mesquita votou contra a decisão.

Para o sindicato, a substituição da escolha através de eleições diretas por uma consulta com a formação de uma lista tríplice, reduz drasticamente a democracia dentro da UERN e coloca a autonomia da instituição sob grande risco, uma vez que o contexto atual já é marcado pela retirada de direitos e ataque à liberdade dentro das universidades.

Muitas falas durante a assembleia destacaram que outras medidas aprovadas anteriormente já haviam fragilizado a democracia interna na UERN e atacado diretamente a pluralidade de ideias nas instâncias representativas da instituição. Dentre essas ações, destaca-se a retirada do direito dos aposentados de serem eleitos para o Consuni e a substituição do modo de escolha dos representantes nos conselhos, que era realizada em assembleia com votação direta nos sindicatos e passou a ser feita por meio de votação virtual coordenada e apurada pela administração da Universidade. Outro ponto lembrado pelos docentes se refere à composição do Consuni, hoje composto por diversos membros da gestão administrativa, além de Reitoria e Vice-Reitoria.

Membros da categoria rememoraram o processo de estatuinte da UERN, destacando que desde o princípio foi travada uma grande luta para por fim às listas tríplice dentro da universidade, e que a ADUERN sempre teve uma posição clara acerca das listas e dos riscos que ela representava à democracia na universidade.

Após amplo debate sobre a temática a categoria aprovou os seguintes encaminhamentos: Luta e defesa da autonomia das entidades representativas e suas categorias nas eleições da UERN; Retirada de todas as listas tríplices para todos os dirigentes na UERN; retomada do termo “eleição” ao invés de “consulta” na resolução da minuta aprovada pelo Consuni; Possibilitar aos aposentados o direito de participar das eleições para representar a categoria no Consuni; Encaminhar ao Governo do Estado a revisão e retirada da Lei que prevê a lista tríplice para Reitor da Universidade.

11 agosto 2020

DEFESA CONTUNDENTE: Blogueiro Gilberto Dias se defende de acusações infundadas e ainda apresenta a "Folha Corrida Positiva" do ex-prefeito Jackson Queiroga

Blogueiro José  Gilberto Dias sofreu várias acusações infundadas  do ex-prefeito Jackson Queiroga através de Áudio do WhastApp veiculado a partir de  sexta-feira (08).
Por isso, o Blogueiro apresenta documentos que comprovam sua conduta ilibada e idoneidade moral, como também traz à tona documentos que Provam que José Jackson Queiroga de Morais é ficha suja em decorrência de várias condenações  na Justiça.
Enfim, apresenta a extensa  "Folha  Corrida Positiva"  de Jackson Queiroga.
Depois de tudo isso, será que o povo deste município terá coragem de votar em uma pessoa para ser  teleguiada do ex-prefeito?

Clique AQUI e Veja matéria completa  de autoria do Blogueiro Gilberto Dias sobre Jackson Queiroga.

NOVIDADE NAS ELEIÇÕES 2020: Votação pode ser estendida em 1 hora e ter horário reservado para idosos

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Luís Roberto Barroso, disse nesta 2ª feira (10.ago.2020) que a Corte está estudando estender o tempo de votação nas eleições municipais por ao menos uma hora e reservar 1 horário somente para pessoas acima dos 60 anos.

As alternativas são analisadas para evitar a aglomeração dos eleitores nas urnas, na tentativa de garantir mais segurança frente à pandemia da covid-19.

“Nós imaginamos nas próximas semanas, provavelmente ainda no mês de agosto, termos uma definição do horário, sendo que muito possivelmente nós estenderemos em uma hora, pelo menos, o horário de votação, que seria de 8h às 18h”, explicou o ministro.

“Muito possivelmente nós reservaremos o 1º horário para os que têm mais de 60 anos e são considerados grupo de risco“, disse o ministro. O horário reservado seria das 8h às 11h, provavelmente.

Contudo, Barroso explica que as medidas serão tomadas com base em consultoria técnica e que ainda não há decisão oficial.

PODER 360

Dívidas: Débitos de Estados e Municípios suspensos pelo Governo Federal voltaram a ser cobrados na 1ª parcela do Fundo de Participação

Débitos foram suspensos há três meses em decorrência da Pandemia e  voltaram  a ser cobrados  na 1ª parcela do Fundo de Participação de Estados e Municípios creditados dia 10.
São dívidas parceladas de empréstimos e impostos da  Receita Federal do Brasil.
A volta da cobrança deixou alguns municípios sem a sua principal receita.

MISSÃO HUMANITÁRIA NO LÍBANO: Governo Federal publica convocação do ex-Presidente Temer

TEMER PRECISA DE AUTORIZAÇÃO DA JUSTIÇA FEDERAL
 
O governo acaba de publicar a convocação do ex-presidente Michel Temer para conduzir a missão humanitária de ajuda a vítimas das explosões em Beirute, no Líbano.

Além de Temer, foram convocados por Jair Bolsonaro o marqueteiro de seu governo, Elsinho Mouco, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf e o senador Nelsinho Trad, que vem chefiando a comissão que cobra explicações do ministro da Justiça, André Mendonça, sobre o dossiê com nomes de opositores ao governo.


Michel Temer é investigado e precisa de autorização da Justiça Federal para viajar. No ano passado, o STJ cassou sua prisão preventiva, mas o obrigou a entregar o passaporte ao juízo.


Brasileiros se adaptam às tecnologias em novo formato de turismo


SEGMENTOS E PROFISSIONAIS TIVERAM QUE SE  REINVENTAR COM NOVAS TECNOLOGIAS
Empreendimentos, profissionais e turistas têm usado da inovação para dar sobrevida ao setor


O guia de turismo Kadu Bueno é um dos responsáveis pela ideia da plataforma "Turismo Virtual". Crédito: Arquivo Pessoal

Há pouco mais de quatro meses, o turismo brasileiro viu seus índices, que até então estavam em constante crescimento, chegarem a quase zero. Hotéis atingiram seus menores índices de ocupação, agências de viagens tiveram mais de 50% de seus pacotes turísticos cancelados, entre outros setores que foram impactados negativamente pela pandemia do novo coronavírus. Com a nova realidade, muitos segmentos e profissionais tiveram que se reinventar e passaram a utilizar a tecnologia para dar sobrevivência aos seus negócios ou àquela vontade de conhecer novos lugares.

Como é o caso da dona de casa, Anna Ariel. Apaixonada por museus, ela viu na internet a possibilidade de visitar diversas exposições diretamente da sua residência. Porém, de acordo com Anna, ela não dispensará à ida aos locais quando voltarem a funcionar. “Devido à pandemia perdi a oportunidade de visitar pessoalmente alguns museus que tinha vontade de ir. Mas, com a disponibilização das mostras na internet passei a conhecer diversas exposições, que nem imaginava. É muito legal ter esse leque de opções a um clique da gente, pelo menos até que tudo se normalize”, disse.

Mas, não foi só a população que teve que recorrer às inovações tecnológicas para aproveitar os atrativos turísticos brasileiros. Alguns profissionais do setor também aderiram ao chamado “Turismo Virtual” para dar continuidade aos trabalhos e garantir uma renda nesse período.

O guia de turismo, Kadu Bueno, é um dos idealizadores da plataforma “Turismo Virtual no Brasil” que possibilita aos turistas conhecerem um pouco mais dos destinos brasileiros de forma online e com todas as informações que só um guia pode oferecer. Segundo Bueno, a ausência da atividade profissional fez com que outras opções fossem exploradas para dar sobrevida ao segmento. “Criamos naturalmente um ambiente colaborativo, com ideias de vários colegas de profissão que da noite pro dia se viram sem trabalho. Entramos em contato com guias do Brasil inteiro para fazerem a construção de roteiros. Hoje já temos mais 50 guias cadastrados e mais de 6 mil usuários que já fizeram, pelo menos, um dos nossos passeios”, disse.

Para os guias que quiserem aderir à plataforma, Kadu esclarece que é preciso seguir alguns critérios como estar regularizado no Cadastur, do Ministério do Turismo, e morar na cidade a qual deseja fazer o roteiro. A iniciativa que começou de forma despretensiosa já mostra o interesse de se expandir e proporcionar o seu uso para pessoas que não podem viajar e até mesmo para alunos de escolas públicas explorarem as diversidades do nosso país no aprendizado educacional.

INOVAÇÃO NO EMBARQUE – Quem também está aderindo às novas tecnologias para se adequar ao novo momento que o setor vive são as empresas aéreas. A Azul, por exemplo, adotou o chamado “Tapete Azul”: tecnologia pioneira no mundo de realidade aumentada que garante o distanciamento social entre os passageiros e dá mais comodidade, agilidade e conforto na hora do embarque. Segundo a companhia aérea, a inovação vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião.

Para o vice-presidente de Pessoas e Clientes da Azul, Jason Ward, as inovações tecnológicas serão essenciais para garantir o conforto e segurança dos passageiros. “O processo de embarque de uma aeronave possui regras e a necessidade de identificação dos Clientes para garantir a segurança. Essa tecnologia está nos ajudando a fazer isso com muito mais agilidade e segurança, especialmente neste período em que as pessoas precisam manter a distância uma das outras. Isso acontece porque o sistema chama de forma intercalada nossos Clientes a fazerem o embarque, tornando o processo mais fluido para quem está viajando”, concluiu.



Empresa área adotou nova tecnologia no embarque de telespectadores. Crédito: Divulgação/Azul

WAKALUA – É atrás dessa e de outras inovações que o Ministério do Turismo lançou o 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, em parceria com o Wakalua Innovation Hub - primeiro polo global de inovação em turismo e com a Organização Mundial do Turismo (OMT), agência da ONU dedicada ao setor. A competição inédita busca soluções para a retomada do turismo brasileiro através de projetos de base tecnológica que respondam tanto a necessidades imediatas do contexto pós-pandemia, quanto a desafios gerais do turismo brasileiro.

“As soluções tecnológicas e de inovação serão essenciais para ajudar o setor na retomada pós-pandemia e irão se somar às ações já desenvolvidas pelo governo federal”, disse. “Estamos certos de que o Brasil terá sucesso neste caminho”, destacou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Edição: Lívia Nascimento


10 agosto 2020

"Jackson Queiroga expulsou os eleitores do Deputado Getúlio Rego neste município", afirma em ÁUDIO O ex-prefeito Brenno Queiroga

Ex-prefeito deste município, Brenno Queiroga afirmou em ÁUDIO  que o ex-prefeito Jackson Queiroga expulsou os eleitores do Deputado Getúlio Rego neste município.
"Deputado Getúlio sempre recebeu uma votação expressiva voluntária em Olho D'água do Borges,  mas o apoio do ex-prefeito Jackson expulsou os eleitores fiéis do Deputado", disse Brenno em Áudio de WhatsApp.
Na realidade, foi a menor votação  histórica do Parlamentar neste município: 120 votos.
Partindo dessa premissa, o sistema político do ex-prefeito deverá fazer no máximo 3 vereadores e perder a eleição majoritária com uma margem de votos bem elástica.

As duas PECs para derrubar o teto de gastos


TETO DE GASTOS PODERÁ SER DERRUBADO NO PERÍODO DA  PANDEMIA

As duas PECs para derrubar o teto de gastos 

Brasilia - Foto: Adriano Machado/CRUSOE Cena da Cidade Vazia Coronavirus

Há duas propostas no Congresso Nacional que tentam derrubar o teto de gastos por causa da pandemia.

A primeira é a PEC 17/2020; a outra, a PEC 27/2020.

A primeira é de autoria da senadora Zenaide Maia (Pros-RN). Assinada por senadores de oposição e de partidos do Centrão, a proposta tenta suspender o teto de gastos até 2022.

A segunda, de Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também é assinada por parlamentares das mais diferentes siglas. A PEC prevê que o teto seja derrubado por dois anos.

A tentativa de parlamentares da oposição vai no mesmo sentido do esforço do governo. Para aumentar o investimento em obras públicas no pós-pandemia, a Casa Civil tenta conseguir um jeito de driblar o teto de gastos.

Uma consulta ao TCU para usar recursos extras do Orçamento de Guerra para o Pró-Brasil chegou a ser feita pelo Planalto. Após a repercussão negativa, o governo recuou da tentativa.


Servidores públicos do RN voltam ao trabalho presencial mas GRUPO DE RISCO permanecerá com teletrabalho

Governo publica plano que amplia jornada de trabalho presencial nos órgãos do Estado

O Governo do RN publicou neste sábado o Plano de Ampliação da Jornada de Trabalho Presencial do Poder Executivo Estadual, que estabelece os protocolos e o cronograma de retorno às repartições de servidores e empregados públicos, bolsistas e estagiários.

Os servidores comissionados já haviam voltaram ao trabalho presencial desde o dia 3.

Porém os serviços de Saúde, Segurança e da própria Secretaria da Administração não foram paralisados em função da pandemia, e que os serviços da Educação obedecerão cronograma próprio da pasta.

O Plano estabelece que servidores com idade igual ou superior a 60 anos e/ou com comorbidades não deverão retornar às atividades presenciais, permanecendo em regime de teletrabalho.

Os servidores e demais colaboradores que residirem com pessoas do grupo de risco também não deverão retornar.

Estima-se que mais de 16 mil servidores públicos estaduais das áreas administrativas voltarão à jornada de trabalho presencial.

Nova regra da Previdência: municípios correm risco de perder repasses federais

PRAZO TERMINA EM 30 DE SETEMBRO

Estados e municípios têm até o dia 30 de setembro para atualizar as alíquotas de contribuição de seus servidores, aposentados e pensionistas para pelo menos 14% dos vencimentos.

A penalidade para quem descumprir a regra da reforma da Previdência, aprovada no ano passado, é a perda do “certificado de regularidade previdenciária”, uma espécie de selo que garante o direito de recebimento de transferências de recursos da União.

Apesar do risco, diz a Crusoé, até agora somente 304 dos 2.103 municípios que têm regimes próprios de Previdência ajustaram as alíquotas de contribuição.

“Traduzindo: a atualização dos percentuais de contribuições atingiu 782.106 funcionários públicos municipais, quando deveria alcançar 3.444.154 ativos e inativos.”

09 agosto 2020

Desespero: Ex-prefeito de Olho D’água do Borges publicou ofensas pessoais ao Blogueiro Gilberto Dias

OFENDEU BLOGUEIRO E VAI PAGAR NA JUSTIÇA


O ex-prefeito Jackson Queiroga, ofendeu de forma covarde e sorrateira, através das redes sociais, a honra e a dignidade desse blogueiro e cidadão integro, Jose Gilberto Dias. Isso comprova o estado de descontrole emocional e desespero que esse indivíduo está vivendo. Para se ter o tamanho da insanidade, até meu pai, falecido há mais de três anos, ele o ofendeu.

Quero aqui agradecer as centenas de ligações e mensagens de apoio e solidariedade recebidas dos amigos, desde a hora da publicidade desse atentado, quero informa-los que estou tomando todas as providencias cabíveis para, em breve, dar uma resposta à altura a esse elemento que tem um histórico de condenações por desvio de recursos público, seja em ações criminais, cíveis e administrativas.

Estou com a consciência tranquila, podem puxar minha ficha criminal em todos os tribunais do planeta, que só vai aparecer NADA CONSTA! Já com relação a esse elemento, não posso dizer o mesmo.

Me aguardem!!! 
 
Fonte: Folha Regional, Pau dos Ferros/RN.

100 MIL MORTES POR CORONAVÍRUS: Jornal Nacional faz duro editorial, cita Constituição e questiona se Bolsonaro cumpriu dever

VÍRUS CONTINUA ATIVO

O Jornal Nacional desse sábado (8) fez um duro editorial em razão dos 100 mil mortos por coronavírus. O telejornal da TV Globo citou a Constituição e cobrou que o presidente Jair Bolsonaro seja responsabilizado.

O texto começa afirmando que os governos têm “obrigação de proporcionar aos cidadãos” o direto à Saúde. “As ações dos governantes precisam ter como objetivo diminuir o risco de a população ficar doente. E não somos nós que estamos dizendo isso. É a Constituição brasileira, que todas as autoridades juraram respeitar”, disse o apresentador William Bonner.

“Está registrado no artigo 196: a Saúde é direito de todos e dever do Estado garantido mediante políticas sociais e econômicas, que visem a redução do risco de doença e de outros agravos, e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a sua promoção, proteção e recuperação”, completou.

“Mas o Brasil está há 12 semanas sem um ministro da Saúde titular. São 85 dias, desde o dia 15 de maio. Dois médicos de formação deixaram o cargo de ministro da Saúde porque pretendia seguir as orientações da ciência e o presidente Bolsonaro não concordou com essa postura deles”, afirmou Renata Vasconcellos.

Os apresentadores destacaram que o presidente minimizou a pandemia e atuou contra medidas e orientações de autoridades de saúde que poderiam ter ajuda a salvar vidas e reduzir o número de vítimas.

“Fica a pergunta: O presidente cumpriu esse dever? Quais governadores cumpriram?”, cobrou Vasconcellos.

Revista Forum / BlogdoFM

08 agosto 2020

PIADA! Todo Gestor é processado, diz ex-prefeito Jackson Queiroga em ÁUDIO

A  meu ver, ser processado seria uma exceção para um gestor, mas para o ex-prefeito Jackson Queiroga é como se fosse uma REGRA de REPERCUSSÃO GERAL. Por isso coleciona dezenas de processos.

Eleições 2020: já está no ar a página com as estatísticas do eleitorado


ESTATÍSTICA DO ELEITORADO BRASILEIRO

Em breve, também estarão disponíveis informações atualizadas sobre candidaturas e mesários e, após o pleito, os resultados da votação

Já está disponível no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a página atualizada com as estatísticas completas do eleitorado brasileiro apto a votar nas Eleições Municipais de 2020. Os dados estatísticos brutos do eleitorado também estão disponíveis no Repositório de Dados Eleitorais (RDE).

Além de mostrar o número total de eleitores brasileiros que poderão votar este ano e de votantes por estado e município, na página, é possível saber ainda a quantidade de eleitores que pediram a inclusão do nome social no cadastro eleitoral e no título e o quantitativo de pessoas com deficiência habilitadas a votar.

O espaço também traz o perfil do eleitorado por idade, grau de instrução, gênero e estado civil, bem como informa o número de eleitores que já têm a biometria cadastrada na Justiça Eleitoral.

A página possui layout dinâmico, com infográficos e informações detalhadas dos dados apresentados. Nela, há um quadro para o preenchimento dos parâmetros de pesquisa, localizado na lateral esquerda de quem olha a tela.

Os dados da página de estatísticas ainda podem ser visualizados por meio de uma tabela no Excel (basta clicar em “exportar dados”), permitindo ao usuário filtrar e cruzar informações.

O caminho para acessar a página continua o mesmo da eleição anterior. Na aba superior do Portal, é só clicar em “Eleitor e eleições” > “Estatísticas” > “Eleições anteriores” e, por fim, no pleito desejado.

A ferramenta também dá acesso a dados dos pleitos de 2018, 2016 e 2014. As estatísticas sobre as outras eleições devem ser pesquisadas individualmente, nos links dos respectivos pleitos.

A página de estatísticas disponibilizará, em breve, acesso a outros dados, como candidaturas, mesários e resultados de eleições.

Repositório

Os dados brutos com o perfil do eleitorado das Eleições 2020 também estarão disponíveis nesta sexta-feira no Repositório de Dados Eleitorais (RDE). O banco de dados ainda reúne informações das eleições de 1945 até 2018 e oferece arquivos que podem ser baixados por meio de softwares estatísticos.

Organizado pela área de Estatística do TSE, o RDE existe desde 2009 e é uma importante ferramenta de transparência das informações geridas pela Justiça Eleitoral, além de possibilitar respostas mais rápidas a qualquer interessado. Seus dados são atualizados periodicamente, de forma a refletir todas as retotalizações ocorridas.

IC/LC

Estados e municípios já podem se cadastrar para receber recursos da Aldir Blanc


Lei inclui o Auxílio Emergencial da Cultura

Plataforma + Brasil já está recebendo planos e também informações sobre agências do 



Operacionalização será pela Plataforma + Brasil. Espaços artísticos também poderão receber recursos. Crédito: Ricardo Boni/MTur

Gestores estaduais, municipais e do Distrito Federal já podem acessar a Plataforma + Brasil para cadastramento de seus planos de ação para recebimento do recurso para auxiliar profissionais, espaços e projetos de cultura durante a pandemia. Também já é possível ter informações sobre as agências do Banco do Brasil para pagamento. O recurso total, no valor de R$ 3 bilhões, é disponibilizado pelo Ministério do Turismo e é resultado da Lei 14.017/2020, mais conhecida como Lei Aldir Blanc, sancionada no último dia 29 de junho.

De acordo com a lei, metade dos R$ 3 bilhões é destinada aos estados e Distrito Federal, e a outra metade, aos municípios e Distrito Federal. O valor repassado para cada estado, além do Distrito Federal, foi definido por uma equação que considerou: 20% dos critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e 80% em relação à proporção da população. Já o valor para os municípios, levou em conta a equação: 20% dos critérios de rateio do Fundo de Participação dos Municípios e do Distrito Federal (FPM) e 80% em relação à proporção da população, conforme critérios de decisões do TCU.

“A abertura do sistema para cadastro dos planos é um passo crucial para fazer com que esse recurso chegue na ponta, onde ele é mais necessário e onde definitivamente fará a diferença na vida dos brasileiros que trabalham com cultura. Mas reforçamos que os gestores precisam ficar atentos a todos os prazos para que tudo ocorra de maneira célere, como é o desejo do presidente Bolsonaro e do governo federal”, comentou ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O recurso poderá ser usado para pagamento de renda emergencial mensal aos trabalhadores da cultura – R$ 600 pelo período de três meses -, subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais – entre R$ 3 mil e R$ 10 mil – e iniciativas de fomento cultural, como: editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, entre outros. Para as ações de fomento foi definido um percentual mínimo de 20%, o equivalente a R$ 600 mil.

“Essa é mais uma iniciativa do governo federal para apoiar o nosso setor tão impactado por essa pandemia. Um pacote amplo de ações que pensa não apenas em ajudar o trabalhador como também resguardar espaços culturais e fomentar a cultura em todo nosso país. Sem dúvida, uma iniciativa que precisa ser valorizada por todos”, defendeu o secretário Especial da Cultura, Mário Frias.

Os valores serão transferidos do Fundo Nacional da Cultura, administrado pelo Ministério do Turismo, preferencialmente para os fundos estaduais, municipais e distrital de cultura. No caso de não haver fundo para a realização da transferência fundo a fundo, o dinheiro poderá ser repassado para outros órgãos responsáveis pela gestão desses recursos.

CADASTRO – Toda a operacionalização dos repasses será feita por meio da Plataforma + Brasil. Por isso é importante que os gestores estaduais e municipais detectem os usuários que possuem o perfil de gestor. Em até 180 dias após o fim de vigência do Decreto Legislativo nº 6/2020, o estado ou município deverá enviar um relatório de gestão e recolher os recursos não aplicados.

Edição: Rafael Brais


Parque Nacional de Jericoacoara (CE) reabre neste sábado


Portaria do ICMBio que autoriza a retomada das atividades turísticas foi publicada hoje no Diário Oficial de União


Parque Nacional de Jericoacoara (CE) reabre para visitação pública a partir deste sábado. Crédito: Jade Queiroz/MTur

Mais um destino turístico brasileiro retoma suas atividades nesta semana. O Parque Nacional de Jericoacoara (CE) reabre para visitação pública a partir deste sábado (08.08), de forma gradual e monitorada, adotando protocolos de segurança contra o coronavírus. A autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), publicada nesta sexta-feira (07.08) no Diário Oficial da União, traz diversas orientações de medidas a serem adotadas para a segurança dos visitantes.

Dentre as regras estabelecidas estão o uso obrigatório de máscara durante todo o período de visitação, a disponibilização de álcool em gel ou produto de higienização aos visitantes, a desinfecção de ambientes e de equipamentos de proteção individual, necessários para alguns atrativos. Além disso, a capacidade do parque e o tempo de permanência serão reduzidos e será necessário manter o distanciamento de dois metros de distância entre cada pessoa.

A orientação do ICMBio é de que os parques, para evitarem filas, priorizem a venda de ingressos on-line, serviços ou agendamentos. Além disso, haverá marcação no piso com distanciamento de 2 metros a partir do balcão e entre os clientes.

Refúgio de Alcatrazes (SP) - O ICMBio também autorizou a reabertura do Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes (Refúgio de Alcatrazes), em São Paulo. A retomada deve acontecer com a redução em 50% da capacidade do local. Além das regras de segurança obrigatórias, o ICMBio recomenda que os visitantes levem seus próprios equipamentos de mergulho e seu próprio alimento e bebida.

De forma gradual, o ICMBio está reabrindo os parques nacionais, conforme as regras de cada estado e município, com planejamento e obedecendo todas as orientações de segurança para evitar a proliferação da Covid-19. Até agora, dez Unidades de Conservação Federais foram abertas total ou parcialmente para visitação.

Edição: Rafael Brais



07 agosto 2020

OPOSIÇÃO DESTE MUNICÍPIO SEM NORTE

A Oposição terá que construir uma nova candidatura,  mais forasteira  do que  a anterior, pois o  ficha suja Jackson Queiroga coleciona inúmeros processos na Justiça Federal, nessa apenas 50 (cinquenta), exceto os processos dos Tribunais Superiores. Por isso será substituído por sua esposa,  que não é filha desta terra e sim, forasteira.  Diferente de Maria Helena Leite, nascida e criada neste município. É a chamada pré-candidata à reeleição NATIVA.

Clique AQUI e Veja mais.

Com informações do Blog do Gilberto Dias

PESQUISA ELEITORAL 2022: Moro empata com Bolsonaro no 2º turno e recebe 62% dos votos de Haddad e 65% de Ciro Gomes

Pesquisa PoderData mostra que 62% dos votos do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) no 1º turno da disputa à Presidência vão para o ex-ministro Sergio Moro em 1 eventual 2º turno contra o presidente Jair Bolsonaro.
O ex-juiz federal, como se sabe, foi o maior algoz do PT durante as investigações da operação Lava Jato. Inclusive, condenou o maior líder do partido, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do tríplex do Guarujá, em 2017. Agora, os petistas preferem até mesmo o lavajatismo para evitar Bolsonaro.
De acordo com a pesquisa, no 1º turno Bolsonaro lidera a disputa presidencial com 38% das intenções. Haddad vem atrás, com 14%. Moro é o 3º colocado.


Além de 62% dos votos de Haddad, Moro herda 65% dos eleitores de Ciro Gomes. Também fica com 85% dos eleitores de Mandetta e Doria.
Considerando os eleitores de Bolsonaro no 1º turno, 7% mudaram seu voto do presidente para o ex-ministro da Justiça.
A pesquisa foi realizada pelo PoderDatadivisão de estudos estatísticos do Poder360. Os dados foram coletados de 3 a 5 de agosto, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 512 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.
O levantamento também mostra a estratificação dos votos de 1 possível 2º turno entre Bolsonaro e Moro. Mais mulheres preferem Moro (45%) e homens, Bolsonaro (53%). Além de ter perdido apoio da elite brasileira, o presidente fica atrás em outro grupo que lhe foi fiel em 2018: os que têm 60 anos ou mais (32%).
Considerando as regiões, o Sul e o Nordeste são os locais mais bolsonaristas, com 49% e 43% das intenções de voto, respectivamente. Moro venceria no restante do país.
Os dados mostram ainda que o presidente é o preferido de quem tem ensino médio (45%), pelos sem renda fixa (44%) e daqueles que recebem de 5 a 10 salários mínimos. Já Moro é a escolha de quem tem ensino fundamental (42%) e também de quem cursou o ensino superior (50%).
Quanto à renda, o apoio ao ex-ministro é maior entre ricos (65%) e também entre quem recebe até 2 salários mínimos (44%).
PODER 360

Senado aprova LIMITE a JUROS de cheque especial e cartão

O Senado acaba de aprovar, por 56 votos a 14, um projeto de lei que limita em 30% ao ano os juros do cheque especial e do cartão de crédito durante a pandemia.

O texto, que ainda precisa ser aprovado pela Câmara, define que a medida valerá para operações de crédito contratadas durante o período de calamidade da pandemia, que vai até 31 de dezembro.

A proposta original, de Alvaro Dias (Podemos), estabelecia que, até julho de 2021, os bancos cobrariam até 20% ao ano em operações de crédito com cartão e no cheque especial.

Após pressão de bancos, o relator Lasier Martins (Podemos) fez alterações na proposta original. No parecer, o senador amplia o teto dos juros para 30% e antecipa o prazo para dezembro deste ano.

Os senadores aprovaram também uma emenda do PT que abre espaço para o tabelamento permanente dos juros. O texto prevê que o Conselho Monetário Nacional (CMN) regule o limite de juros no cartão, assim como faz com o cheque especial, após a pandemia.

STF DECIDE: Acúmulo de pensão e aposentadoria não pode exceder teto do funcionalismo

O plenário do STF decidiu nesta quinta (6) que o teto remuneratório do funcionalismo deve incidir sobre a soma de aposentadoria e pensão nos casos em que um servidor público acumule os dois benefícios.

O valor do teto é de R$ 39.200, equivalente ao salário de ministro do Supremo.

A decisão foi tomada por 7 votos a 3. Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Rosa Weber e Carmen Lúcia acompanharam Marco Aurélio Mello, o relator do processo. Foram vencidos Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, e Alexandre de Moraes declarou suspeição.
 
Fonte: O Antagonista

Translate