10 abril 2021

Governo do RN beneficia mais de 300 famílias com distribuição de palma forrageira

 

Jefferson Luis Paiva, produtor rural do Sítio Pedra do Navio, em São Tomé, faz parte de uma das 300 famílias beneficiadas com a distribuição gratuita de raquetes - semente de palma forrageira, tolerantes à cochonilha do carmim -, feita pelo Governo do Rio Grande do Norte, por intermédio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (Sape/RN) e Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) neste primeiro trimestre de 2021.

 
“A palma vai me ajudar muito para alimentar o meu pequeno rebanho porque ela tem muita água e outros benefícios”, disse Paiva.
 
Até o final de março/21, o Governo do RN distribuíu 330.300 mil raquetes, para multiplicação das variedades Orelha-de-Elefante Mexicana, Ipa Sertânia e Miúda (também conhecida como Doce) para agricultores, produtores rurais e pecuaristas de diversos municípios do RN.
 
A iniciativa tem como objetivo promover a convivência com o semiárido e amenizar os efeitos da seca no estado. A cactácea faz parte da base alimentar dos rebanhos de zonas áridas e semiáridas do Brasil e possui entre suas principais características a alta palatabilidade (sabor agradável para o animal), produção de biomassa e resistência à seca.
 
As raquetes são produzidas nas estações experimentais da EMPARN, instaladas nos municípios de Apodi e Pedro Avelino (Terras Secas).”A EMPARN promove essa ação desde 2015 a partir de um Convênio atualmente ligado ao Ministério da Agricultura, via Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF)”, disse, o diretor Presidente da EMPARN, Rodrigo Maranhão.
 
Neste ano, a ação será fortalecida por Convênio SAPE/Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene)/EMPARN, que investirá R$ 200 mil na manutenção e ampliação das áreas de multiplicação de raquetes-semente.
 
“Com este projeto, está sendo possível garantir a um número maior de pequenos produtores a manutenção de seus rebanhos, ofertando-lhes uma alternativa a mais para se fixarem no campo, onde é o lugar destes homens e mulheres que tanto nos orgulham com seu trabalho incansável. O novo convênio firmado entre a Sape e a Sudene será capaz de ampliar este projeto, permitindo chegar a um numero ainda maior de beneficiários”, destacou o secretário da Sape, Guilherme Saldanha.
 
O convênio da palma forrageira, liderado pelo pesquisador Guilherme Costa Lima, é coordenado pela EMPARN há mais de 10 anos e aborda diversos aspectos do desenvolvimento e pesquisa dessa cactácea no semiárido brasileiro.
 
“Nessa missão, a EMPARN tem contado com a parceria efetiva de importantes instituições como EMATER, IDIARN, SENAR, Sebrae, Seapac e IFRN”, declarou Lima.
 
Para solicitar a doação das raquetes, o interessado deve procurar um dos seguintes locais: escritório da Emater do seu município; secretaria municipal de agricultura; escritório do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); sindicatos rurais ou Seapac

0 comentários:

Postar um comentário

Translate