17 março 2021

ERRO NA PRESTAÇÃO DE CONTAS: Em discurso de despedida, Sandro Pimentel disse que se não tivesse a falha contábil que lhe rendeu a perda do mandato, alguém iria tirar sua vida

O deputado Sandro Pimentel, do PSOL, que teve o mandato tomado judicialmente, se despediu nesta terça-feira da Assembleia Legislativa.

Na sessão remota, ele fez seu pronunciamento ao lado de servidores e colaboradores do seu mandato, na Praça 7 de Setembro, na frente da Assembleia.

Pimentel fez um relato de seus mais de 240 requerimentos apresentados, mais de 80 projetos de lei, mais de 20 aprovadas e sancionadas. Citou a lei anti-calote, que impede que empresas terceirizadas passem calote nos contratados.

Citou seu trabalho incansável em defesa dos animais e fez muitos agradecimentos.

Aos eleitores, ao presidente da Casa, Ezequiel Ferreira, aos deputados, servidores da Assembleia…

E falou da sua ousadia e coragem ao criar a CPI da Arena das Dunas, para investigar quem desviou dinheiro na construção do estádio da Copa em Natal, e quem pode ter botado dinheiro no bolso.

Sandro mexeu com um vespeiro, ele sabe.

Mas o que chamou atenção foi a declaração sobre a cassação de seu mandato: ele disse que se não fosse a pequena falha contábil encontrada na sua prestação fe contas, que motivou a retirada de seu mandato, alguém iria lhe tirar a vida, para que ele não ousasse tanto, não fosse tão longe com seu mandato.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate