10 fevereiro 2021

CASSAÇÃO: Ex-governador Robinson Faria, Tião Couto e ex-auxiliares do governo perdem direitos políticos e são impedidos de contratar com o poder público

O placar de 3 x 3 no processo do Ministério Público Estadual por abuso de poder contra o ex-governador Robinson Faria, foi desempatado no TRE nesta terça-feira, pelo voto do presidente da Corte, desembargador Gilson Barbosa, que acompanhou o voto do relator, Ibanez Monteiro.

Por 4 x 3, o Tribunal cassou os direitos políticos de Robinson por 8 anos, tirando o ex-governador do páreo nas disputas de 2022, 2024 e 2026.

Robinson tem pelo menos um ano para se movimentar e tentar conseguir reverter o quadro junto ao TSE, para ser candidato a deputado federal no próximo ano.

Mas, o recurso junto ao TSE não tem efeito suspensivo e passará a valer a partir da publicação do acórdão.

Além de Robinson também perdem os direitos políticos e ficam impedidos de contratar com o poder público, o ex-candidato a vice-governador Tião Couto, os ex-auxiliares do governo, Francisco Vagner Gutemberg e Pedro Rattis, Pedro Cavalcanti Filho, Ana Valéria Barbalho e Josimar Custódio.

Fonte: Thaisa Galvão

DESTE BLOG: Servidores agradecem, pois deixou uma herança de 4 folhas em atraso para a Governadora Fátima Bezerra.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate