04 junho 2021

Transposição do 'Velho Chico': MDR divulga empresa que vai construir o Ramal Apodi

Mais um passo foi dado para a construção do Ramal do Apodi, no Rio Grande do Norte, que vai levar as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco a 48 municípios potiguares, cearenses e paraibanos.

Nesta quarta-feira (2), o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) divulgou o resultado final do edital de seleção da empresa que realizará a construção do trecho IV do empreendimento. A vencedora foi a construtora Queiroz Galvão, que apresentou o menor custo – R$ 935,8 milhões – para a execução de obras civis, aquisições, montagens, comissionamentos, pré-operação e elaboração de projetos executivos complementares.

“Esta é a última etapa do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que vai permitir que milhares de nordestinos do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte tenham acesso à água, um bem tão valioso, especialmente para o povo que reside no semiárido”, destacou Marinho. “O compromisso do Governo Federal é de não medir esforços para finalizar esta obra tão importante para o Nordeste”, completou.

A previsão é que esta quarta etapa do Ramal do Apodi seja concluída em quatro anos, a partir da assinatura da ordem de serviço, que está prevista para o fim deste mês de junho, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Ao todo, 750 mil pessoas serão beneficiadas por esse projeto que tem DNA potiguar: Aluízio Alves (in memorian), quanto Ministro da Integração Regional do Governo  Itamar Franco.

O Ramal do Apodi faz parte do trecho final do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco e terá 115,3 quilômetros de extensão. A água será transportada por gravidade a partir do Reservatório Caiçara, na Paraíba, até o Reservatório Angicos, já no Rio Grande do Norte. A vazão será de 40 m³ por segundo até o quilômetro 26, de onde deriva o Ramal do Salgado, que levará as águas para o estado do Ceará. Após essa derivação, a vazão será de 20 m³ por segundo. Toda a infraestrutura contará ainda com três áreas de controle, 23 trechos de canais, com extensão de 96,7 quilômetros, sete aquedutos, oito rápidos e um túnel.

O Rio Grande do Norte será o estado com a maior quantidade de municípios beneficiados pelas águas do ‘Velho Chico’ transportadas pelo Ramal do Apodi: são 32 cidades, com população estimada em 478 mil pessoas. A porta de entrada será Major Sales, de onde segue para o Rio Apodi, que banha Mossoró, segundo maior município do estado e importante polo regional do Nordeste.

Com a chegada das águas no Rio Apodi, o Projeto São Francisco será interligado aos açudes Pau dos Ferros e Santa Cruz, dois dos principais reservatórios potiguares, ampliando a oferta hídrica para o desenvolvimento de atividades agrícolas no perímetro da Bacia do Apodi, que tem alto potencial de solo e localização privilegiada para a exportação de alimentos para o exterior.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate