28 fevereiro 2021

MORTE DE CASAL POR COVID: Casados há mais de 60 anos, idosos morrem de Covid-19 com 5 horas de diferença em São João do Sabugi

 Foto: reprodução

João Cipriano de Araújo, 95 anos e Joana Elísia de Araújo, 86 anos, faleceram na manhã deste domingo (28) em um intervalo de pouco mais de 5 horas de um para o outro, vítimas da Covid-19, em São João do Sabugi, região do Seridó do RN. Eles eram casados há mais de 60 anos.

Segundo familiares, Seu Doca e Dona Joaninha, como eram conhecidos, testaram positivo para o novo coronavírus na semana passada e recebiam em casa os cuidados da equipe de saúde do município. Ela morreu por volta das 6h e ele às 11h30 deste domingo. Ambos tiveram cinco filhos.

Com informações do blog da Suerda Medeiros

Vereadora Larissa Rosado é eleita presidente da União dos Vereadores do Rio Grande do Norte

A vereadora de Mossoró Larissa Rosado foi eleita, neste sábado, 27 de fevereiro, presidente da União dos Vereadores do Rio Grande do Norte, UVERN, para o biênio 2021/2023. A eleição aconteceu na sede da entidade, em Natal.

Quem completa a chapa na Diretoria Executiva é: Hanne Bruno Figueiredo de Melo (1º Vice-Presidente), Edinor de Albuquerque Melo (2º Vice-Presidente), Rodolfo Guedes dos Santos (3º Vice-Presidente), Marijara Luz Ribeiro Chaves (Secretária-Geral), Paulo César Macedo de Fonseca (1º Secretário), Odair Alves Diniz (2º Secretário), Washington Carlos de Oliveira Sales (Tesoureiro Geral), José de Azevedo Dantas (1º Tesoureiro) e Márcio José Pereira de Oliveira (2º Tesoureiro).

Vereadora em seu primeiro mandato e 4 vezes deputada estadual, Larissa assume a UVERN com o compromisso de promover a interiorização da entidade e a valorização da independência das Casas.

 

UERN ofertará 2.509 vagas iniciais e suspende nota de corte no SiSU Uern 2021

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) ofertará 2.509 vagas no Processo Seletivo de Vagas Iniciais – PSVI, nos cursos de graduação, modalidade presencial, para o ano letivo de 2021.

O acesso será por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), que utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O Pró-reitor de Ensino de Graduação, prof. Wendson Dantas, destaca que a Uern não adotará ponto de corte para os candidatos inscritos no PSVI – SiSU 2021. A medida tem como objetivo promover a equidade e não prejudicar os estudantes que enfrentaram dificuldades devido à pandemia de Covid-19. Dessa forma, o candidato que não tenha zerado nenhuma disciplina no Enem está apto a concorrer às vagas do PSVI da Uern.

A inscrição do candidato será realizada exclusivamente por meio do acesso à Plataforma do SiSU (http://sisu.mec.gov.br), no período de 06 de abril de 2021, até as 23h59 do dia 09 de abril de 2021.

Conforme previsão de cronograma divulgado pelo SiSU, a convocação dos candidatos aprovados na chamada regular do PSVI 2021 UERN/SiSU ocorrerá no dia 14 de abril de 2021.

AÇÕES AFIRMATIVAS

Cota Social – Em cumprimento à Lei Estadual nº 10.480, de 30 de janeiro de 2019, nos Processos Seletivos de Vagas Iniciais da Uern, para ingresso nos cursos de graduação, serão reservados por curso e turno, no mínimo, 50% das vagas para candidatos que tenham cursado integralmente os ensinos Fundamental e Médio em escolas públicas, bem como para candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.

Do percentual destinado à Cota Social, 58% deste deverá ser preenchido por candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas, percentual que corresponde à população de pretos, pardos e indígenas norte-rio-grandense, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além do preenchimento do Formulário de Autodeclaração (disponível no ANEXO IV do Edital), os candidatos pretos, pardos e indígenas poderão passar, a critério da Uern, por procedimento de heteroidentificação, que será realizado por Comissão designada pela Uern, cujos procedimentos e requisitos serão regulamentados por edital próprio.

Cota para Pessoas com Deficiência – Em cumprimento à Lei Estadual nº 10.480, de 30 de janeiro de 2019, 5% das vagas iniciais da Uern serão destinadas a candidatos com deficiência, comprovada por atestado médico fornecido por profissional cadastrado pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

Se convocado para ocupar a vaga, o candidato que se declarou Pessoa com Deficiência deverá submeter-se a uma perícia realizada por Junta Multiprofissional constituída por profissionais nomeados pela Uern. A perícia será realizada na cidade de Mossoró/RN, em local, data e horário a serem especificados em edital próprio.

Argumento de Inclusão Regional – Fará jus ao Argumento de Inclusão Regional o candidato que tenha cursado integralmente os ensinos Fundamental e Médio em escolas públicas ou privadas localizadas no Rio Grande do Norte. Para o PSVI 2021 será acrescido na pontuação geral obtida pelo candidato que tiver direito ao Argumento de Inclusão Regional o percentual de 10%.

Veja:
 EDITAL

Todas as informações pertinentes ao presente certame estão disponíveis no Termo de Adesão ao SiSU (disponível no endereço www.uern.br/sisu).

 

Ministério da Educação prorroga prazo para a adesão do Programa Dinheiro Direto na Escola

A documentação deverá ser enviada via e-mail até o dia 31 de março de 2021

Em razão das adversidades apresentadas pelo novo sistema do PDDE Campo (Programa Dinheiro Direto na Escola), o Ministério da Educação informa que, as escolas interessadas na adesão do programa, que tiveram recursos aplicados no ano de 2019, poderão enviar os documentos através de correio eletrônico até o dia 31 de março de 2021.

A documentação que consiste no Plano de Trabalho, Relatório Fotográfico, incluindo de 3 a 5 fotos, Termo de Compromisso e a ATA de reunião com a comunidade escolar deve ser enviada no formato PDF, com o assunto de e-mail contendo o código INEP da escola, nome do município e a Unidade Federativa (UF) para o endereço eletrônico pddecampo2020@mec.gov.br. É necessário também que o cadastro dos perfis de diretor(a) de escola e secretário(a) municipal/estadual de educação seja realizado e finalizado no Sistema PDDE.

Escolas com recursos empenhados fora do ano informado serão desconsideradas. O email indicado só poderá ser utilizado para o encaminhamento da documentação. Em caso de dúvidas, o contato deve ser feito através do endereço coodenacaoeducampo@mec.gov.br ou pelos telefones (61) 2022-9034/9011.

PDDE Campo
Programa que destina recursos financeiros de custeio e de capital às escolas públicas municipais, estaduais e distritais, localizadas no campo, que tenham estudantes matriculados na educação básica a fim de propiciar adequação e benfeitoria na infraestrutura física dessas unidades, necessárias à realização de atividades educativas e pedagógicas voltadas à melhoria da qualidade do ensino.

 

Fonte: Undime com informações do Ministério da Educação

BBB vira objeto de estudo e discussão nas universidades do país

 Foto: reprodução/Globo

Ainda que algumas temporadas tenham sido mais relevantes que outras, é preciso reconhecer o potencial do Big Brother Brasil para pautar assuntos importantes na sociedade, ao mesmo tempo em que expande em audiência. Não à toa, pesquisadores e intelectuais se renderam ao reality para explorá-lo como objeto de pesquisa. Até mesmo a queridinha desta edição, a brasiliense Sarah Andrade, dedicou-se a estudar a dinâmica da atração em seu trabalho de conclusão de curso, em 2012.

Como ela, há muitos outros estudiosos desconstruindo a máxima de que BBB não passa de entretenimento fútil. Em uma busca rápida pelo Google é possível encontrar dezenas de TCCs, teses, dissertações e artigos desenvolvidos sobre o assunto. Um dos pioneiros a levar as discussões do reality para a academia foi o professor Bruno Campanella, referência para a maioria dos estudos sobre o tema.

Em 2008, ele trocou as salas de aula da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro pelos fóruns na internet que debatiam o BBB8. A imersão resultou na tese de doutorado Os Olhos do Grande Irmão – Uma Etnografia dos Fãs do Big Brother Brasil, transformado em livro mais tarde.

“Creio que todo o fenômeno cultural capaz de provocar tantas discussões e interesse, como o BBB, precisa ser investigado a fundo. Assim que percebi a mobilização que ele despertava na audiência e nos blogs na internet, lá no início dos anos 2000, comecei a imaginar que daria um ótimo objeto de pesquisa. E acho que não estava errado”, afirma o pesquisador ao Metrópoles.

Com a escolha inusitada para a época, ele não só superou o preconceito dos colegas, como foi reconhecido por eles. O trabalho ganhou da Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação o prêmio de melhor tese de doutorado defendida em 2010.

“Penso que tentar provar que o programa é bom ou ruim não nos ajuda a entender o fenômeno. O Big Brother fez sucesso no mundo todo quando foi lançado, mas em nenhum lugar ele continua causando tanto impacto quanto no Brasil. Isso não é coincidência. De alguma forma, as dinâmicas na casa despertam paixões, algumas ligeiras, outras nem tanto, que as pessoas sentem necessidade de discutir. E isso parece ser particularmente forte no Brasil. Acho importante tentarmos entender as razões disso”, disse Bruno Campanella, pioneiro em estudos sobre o BBB no país.

Reflexo na vida real

Em 2020, o Big Brother alcançou mais de 165 milhões de pessoas na audiência acumulada no Painel Nacional de Televisão, além de bater a marca de 100 milhões de horas assistidas no Globoplay. Essa audiência crescente, sobretudo na internet, também chamou atenção de Adriana Amaral, especialista em estudos de fãs e professora da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, no Rio Grande do Sul.

“É um produto de grande visibilidade, que nos ajuda a entender como as pessoas se relacionam com o consumo e com questões subjetivas, políticas, sociais e mercadológicas, por exemplo”, exemplifica a docente.

Ao estudar o BBB como produto cultural, ela encontrou, por exemplo, semelhanças entre as torcidas dos brothers e ativistas, sobretudo nas estratégias de engajamento. As conclusões podem ser valiosas para compreender o vários fenômenos sociais surgidos na internet.

“A atração traz uma série de pontos para a gente pensar a própria sociedade, os meios de comunicação e até mesmo os mecanismos das plataformas digitais, como o modo que nos relacionamos com o número de seguidores, likes etc”, disse Adriana Amaral, professora e especialista em estudos de fãs.

“Cancelamento”

Para quem ainda se questiona sobre a importância dessas pesquisas, vale pensar como o termo cancelamento, relacionado ao linchamento virtual, adquiriu relevância nos últimos dois anos, assim como debates sobre machismo, racismo e relacionamentos abusivos, provocados pelo elenco da temporada passada.

Quem também estudou o programa a partir desse viés foi a gaúcha Gabriela Habckost, mestre em comunicação pela UFRS. A tese que lhe rendeu o título foi justamente sobre a atração.

“Minha ideia foi mapear as temáticas que surgiram e foram discutidas no Twitter a partir do programa, tanto aquilo que está ligado diretamente à narrativa do programa (participantes, estratégias, paredão, torcidas) quanto pautas sociais e identitárias que surgem dentro da casa”, afirma Gabriela Habckost, Mestre em Comunicação.

“Na dissertação, por exemplo, eu identifiquei discussões sobre raça, gênero, interseccionalidade, religião, a pandemia de Covid-19“, diz.

Quando questionada sobre as criticas que o programa recebe, Gabriela é categórica: “Reduzi-lo a um movimento de alienação ou um entretenimento tosco é deixar de considerar vários aspectos”.

“Gostando ou não, o formato é bem-sucedido e historicamente motiva debates importantes, que transcendem o escopo do reality show em si. Todo produto depende muito do uso que a gente faz dele, e acho que a forma como o BBB e os acontecimentos são apropriados pelo público podem proporcionar várias reflexões interessantes sobre audiência, produtos midiáticos, convergência entre mídias, o debate público nas redes sociais, entre muitos outros tópicos possíveis”, conclui a especialista.

Metrópoles

Curso de Qualificação no Turismo à disposição dos empreendedores que querem inovar

O Ministério do Turismo tem o papel de elevar o turismo à condição de importante vetor de desenvolvimento econômico e social do país. Por meio da qualificação no turismo, a Pasta busca a geração de empregos, a contribuição para a redução das desigualdades sociais e econômicas regionais, a promoção da inclusão social pelo crescimento da oferta de trabalho e a melhor distribuição de renda.

Em consonância com o Plano Nacional de Turismo e com a Política Nacional de Qualificação no Turismo (PNQT), o ministério oferta cursos de qualificação no turismo proporcionando o aprimoramento profissional na área, destinados aos profissionais da cadeia produtiva do turismo e demais pessoas que desejam integrar o setor.

Clique AQUI  e Selecione Curso que deseja fazer  de acordo com seu empreendimento:

 

 

27 fevereiro 2021

GOVERNO DO RN QUITA FOLHA DE FEVEREIRO: Governo do RN paga restante da folha de fevereiro neste sábado

 

O Governo do Estado realiza o pagamento do restante da folha salarial de fevereiro com depósito de aproximadamente R$ 197 milhões neste sábado (27). O valor corresponde aos 70% restantes de quem recebe acima de R$ 4 mil [valor bruto] e o salário integral de quase 22 mil servidores lotados em pastas com recursos próprios.

O Governo já havia adiantado, em 13 de fevereiro, R$ 241 milhões depositados nas contas de quem recebe até R$ 4 mil e 30% para quem recebe acima desse valor, além do salário integral à categoria da Segurança Pública.

Duas das quatro folhas deixadas em atraso de anos anteriores à atual gestão já foram pagas por completo: a folha de novembro de 2018, encerrada em fevereiro de 2020, e o 13º de 2017, quitado em junho de 2019. Neste ano, já foi pago o 13º salário de 2018 para quem recebe até R$ 3,5 mil líquido e quem ganha acima desse valor receberá nos meses de maio e novembro deste ano, sem parcelamento, com faixas salariais a serem definidas no âmbito do Comitê de Negociação Coletiva Permanente, formado pelos representantes do Governo e dos Sindicatos.

TOQUE DE RECOLHER NO RN: Governadora decreta toque de recolher, suspensão de eventos religiosos, festas e aulas presenciais para alunos do fundamental 2 e ensino médio

  MEDIDA INÉDITA NO RN

A governadora Fátima Bezerra acaba de conceder mais uma entrevista para anunciar medidas duras para tentar conter os efeitos da pandemia no Rio Grande do Norte.

Fátima se emocionou várias vezes ao falar sobre tragédias familiares, de pessoas que perderam e vem perdendo entes queridos para a covid.

A governadora adiantou o que o decreto que será publicado neste sábado vai trazer.

Toque de recolher por duas semanas entre 10 da noite e 5 da manhã, o que significa que as pessoas não poderão circular pelas ruas da cidade nesse horário.

Proibição de eventos e festas públicas e privadas.

Suspensão de celebrações com presença de público em templos religiosos, sendo permitida a entrada de pessoas para adoração e atendimentos individuais.

Suspensão das aulas presenciais para alunos do ensino fundamental 2 e ensino médio, sendo permitidas as aulas presenciais no ensino infantil e fundamental 1.

Sobre possibilidade de fechamento do comércio, Fátima disse que decisões nesse sentido ficam sob responsabilidade das prefeituras.

Conheça Decreto na íntegra

 
Decreto nº 30.383 - Distanciamento social e toque de recolher no âmbiro do Estado do Rio Grande do Norte


 

FIQUE EM CASA: Portaria recomenda teletrabalho aos servidores públicos e suspensão de atendimentos presenciais nos órgãos do RN

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio das secretarias estaduais da Saúde Pública (Sesap) e da Administração (Sead), publicou nesta sexta-feira (26) portaria na qual recomenda a suspensão do atendimento presencial externo nos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta. A medida tem como objetivo prevenir a transmissão do novo coronavírus, em razão do recente aumento no número de casos da Covid-19 no RN.

Os órgãos públicos estaduais também deverão priorizar, até disposição em contrário, o regime de teletrabalho aos servidores públicos, desde que não prejudique o desenvolvimento das suas atividades. “Estamos vivenciando um período crítico da pandemia no nosso Estado. O Governo vem trabalhando com base em orientações da ciência, daí as recomendações de isolamento social enquanto o RN não atinge um nível seguro de imunização. A prioridade é resguardar vidas e conter o alastramento da doença”, destacou a Secretária da Administração, Virgínia Ferreira.

A Portaria Conjunta Nº 01/2021 – SESAP/SEAD, publicada no Diário Oficial do Estado, sugere que os atendimentos presenciais externos nos órgãos somente voltem a ser realizados mediante a taxa de ocupação dos leitos estar abaixo de 80%. Atualmente, o índice encontra-se atualmente acima desse percentual, sobretudo, na Região Metropolitana do RN.

O documento prioriza ainda que os atendimentos ao público sejam realizados de forma remota, pelos meios tecnológicos disponíveis ou por telefone. Em caso de impossibilidades, os atendimentos presenciais prestados pelo funcionalismo público estadual devem seguir rigorosamente os protocolos sanitários definidos na Portaria Conjunta nº 03 – SESAP/SEAD, de 07 de agosto de 2020.

Entre as medidas a serem seguidas, estão o cumprimento do distanciamento social entre os servidores e cidadãos; aferição de temperatura na entrada dos espaços; uso obrigatório de máscara por todos os ocupantes do órgão público; e higienização das mãos com água e sabão ou álcool 70%. “Para exercermos nossas atividades no trabalho de maneira segura e responsável contra a Covid-19, devemos continuar respeitando todos os protocolos e não relaxar nas medidas de prevenção”, reforçou Virgínia Ferreira.

Os serviços públicos assistenciais essenciais dos sistemas de saúde e de segurança pública não estão abarcados pela recomendação da Portaria Nº 01/2021. No entanto, os gestores das respectivas pastas, em seus setores administrativos, podem autorizar a utilização das alternativas tecnológicas disponíveis para atender às suas demandas.

 

ALERTA: Previsão de chuvas pesadas neste final de semana no litoral do RN

  Foto: Reprodução Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu, na manhã de sexta-feira (26), um comunicado de perigo potencial por causa das chuvas sobre 19 municípios do Rio Grande do Norte, além de cidades de Pernambuco e da Paraíba. O alerta vale até às 11h de sábado (27). De acordo com o comunicado, há previsão de chuvas com intensidade de 30 a 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros por dia, com risco de alagamentos e deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco.

As instruções gerais para a população, ainda de acordo com o instituto, envolvem, evitar enfrentar o mau tempo, observar alteração nas encostas, evitar uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada e, em caso de urgência, acionar a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

As cidades do RN sob alerta são: Arês; Baía Formosa; Brejinho; Canguaretama; Espírito Santo; Goianinha; Jundiá; Macaíba; Montanhas; Monte Alegre; Natal; Nísia Floresta; Parnamirim; Pedro Velho; Senador Georgino Avelino; São Gonçalo Do Amarante; São José De Mipibu; Tibau Do Sul; e Vila Flor.

Ontem choveu 50ml nesta cidade.

26 fevereiro 2021

PAGAMENTO ANTECIPADO: Prefeitura de Olho D'água do Borges efetua o pagamento do mês de fevereiro dos servidores municipais nesta sexta-feira (26)

De forma antecipada, a Prefeita Maria Helena Leite autorizou a Secretaria de Finanças hoje pela  a manhã,   a fazer o repasse para a agência bancária  da folha de pagamento do mês de fevereiro dos servidores permanentes, temporários e comissionados.

O dinheiro também já foi creditado nas contas bancárias dos servidores.

Além disso, nos próximos dias, a  Prefeita vai anunciar o Calendário de Pagamento dos Servidores.

Blog parabeniza mais uma vez a Prefeita pelo Zelo com o Servidor Público.


Polo Serrano de Turismo realiza Reunião Virtual na manhã desta sexta-feira. Secretário de Turismo deste município vai falar sobre Reuniões Informais do Polo

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO - SETUR

SECRETARIA EXECUTIVA DO POLO SERRANO DE TURISMO-SEPSTUR 

CONSELHO DO POLO SERRANO DE TURISMO-COPSTUR


39ª REUNIÃO DE TRABALHO

LOCAL: meet.google.com/var-xodo-nse 

DATA: 26.02.2021

HORÁRIO: 09h00

PARTICIPANTES:

-  Secretaria de Estado do Turismo;

- Secretária (Coordenadora do Conselho), Coordenadores e Técnicos da SETUR;

- Membros do Conselho de Turismo do Polo Serrano;

- Representantes dos Municípios integrantes do Polo;

- Convidados Permanentes;

- Outros Convidadoa.

 PROGRAMAÇÃO


INÍCIO

TEMPO

ABERTURA DA REUNIÃO

Ana Maria da Costa - Secretária de Estado de Turismo

09h00

10min.

APROVAÇÃO DA ATA ANTERIOR

Solange Portela - Subsecretária de Estado de Turismo

 

09h10

 

05min.

SAUDAÇÃO BOAS-VINDAS

Breve explanação: Perspectivas da Regionalização do Turismo (Polo Serrano)

José Augusto de Freitas Rêgo - Prefeito de Portalegre

 

09h15

 

10min.

INFORMES DA PAUTA

Maria Aucely Costa - Sec. Executiva do Polo Serrano de Turismo

 

09h25

 

05min.

ELEIÇÃO DE REPRESENTANTE/SUPLENTE DO POLO SERRANO PARA AS REUNIÕES DO CONETUR

Solange Portela – Subsecretária de Estado de Turismo

 

09h30

 

15min.

APRESENTAÇÃO   DA    ATUALIZAÇÃO   DO    PLANEJAMENTO   E CALENDÁRIO DE AÇÕES E EVENTOS PARA 2021.

Molga Freire - Diretora de Marketing – EMPROTUR

 

09h45

 

15min.

APRESENTAÇÃO DO RELATÓRIO DE ANÁLISE PARTICIPATIVA

(Presença/Ausência) DOS MEMBROS DO POLO SERRANO - 2020

Maria Aucely Costa – Sec. Executiva do Polo Serrano de Turismo

 

10h00

 

15min.

PROPOSTA DE REUNIÕES INFORMAIS DO POLO

Escolástico Paulino Filho – Secretário Mun. de Turismo de Olho D’Água do Borges

 

10h15

 

15min.

INFORMES E OUTROS ASSUNTOS

10h30

15min.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

10h45

15min.

ENCERRAMENTO

11h00

 

 

VACINAS MAIS PRÁTICAS: Universidade de Oxford estuda criar vacina contra Covid-19 em fórmula de pílula ou spray

A equipe da Universidade de Oxford que criou a vacina contra a Covid-19 — no Brasil, é fabricada pela Fiocruz — iniciou uma pesquisa para descobrir se o imunizante poderia ser tomado em forma de pílula. Este avanço poderia tornar os programas de imunização mais rápidos, baratos e difundidos. De acordo com a professora Sarah Gilbert, principal profissional por trás da criação da vacina desenvolvida em parceria com o laboratório AstraZeneca, um imunizante via spray nasal também poderia ser uma novidade que revolucionaria a corrida por vacinas de “segunda geração”.

Ela explicou que a via intramuscular — meio pelo qual todas as vacinas contra a Covid-19 estão sendo administradas — não é necessariamente a melhor forma de fornecer proteção contra uma infecção por vírus respiratório. E afirma que a intenção da imunização é ativar o sistema imunológico no trato respiratório superior e, em seguida, no trato respiratório inferior, que é onde o vírus está causando a infecção. Gilbert cita que algumas vacinas contra gripe são aplicadas por spray nasal e diz que esta poderia ser uma abordagem “muito boa” para combater o coronavírus no futuro.

— Também é possível considerar a vacinação oral, em que você toma um comprimido que vai lhe dar a imunização, e isso teria muitos benefícios para o lançamento da vacina se você não tivesse que usar agulhas e seringas para as pessoas — afirmou a professora da Universidade de Oxford.

Gilbert disse aos parlamentares britânicos na quarta-feira que sua equipe começou a avaliar as duas abordagens. No entanto, ela afirmou que estas novas vias de aplicação vão demorar para serem desenvolvidas. Informou também que elas precisarão ser testadas quanto à segurança e eficácia, porque as “respostas imunológicas que serão geradas por ambas as abordagens serão um pouco diferentes daquelas que obteremos com uma injeção intramuscular”.

— Mas elas têm vantagens potencialmente grandes, e é aí que vamos concentrar nossa atenção — afirmou.

Qualquer novo produto provavelmente levaria mais de um ano para ficar pronto porque teria que ser desenvolvido e então passar por testes pré-clínicos e clínicos. Os reguladores também teriam que revisá-lo para aprovação. A pequena empresa britânica de biotecnologia IosBio fez parceria no ano passado com a ImmunityBio, dos Estados Unidos, para desenvolver vacinas orais contra o coronavírus após testes promissores em macacos. Os ensaios clínicos estão em andamento na África do Sul e nos Estados Unidos.

A IosBio estava tentando desenvolver uma vacina oral para o vírus Zika — em parte por meio de financiamento do governo do Reino Unido — antes do início da pandemia no ano passado.

O GLOBO

 

CIENTISTA AVISA: Só lockdown de 21 dias evitará colapso nacional da saúde e funerário, alerta cientista

Desde dezembro, o médico, neurocientista e professor catedrático da Universidade de Duke (EUA) Miguel Nicolelis vê o colapso se aproximar no horizonte da pandemia. Alertou autoridades e orientou as medidas a serem tomadas, em especial um necessário lockdown. Na semana passada, deixou a coordenação do Comitê Científico do Consórcio Nordeste para a Covid-19.

O agravamento da pandemia da Covid-19 vem levando os sistemas hospitalares de diversos estados ao colapso, de Norte a Sul do país. No dia em que o país registrou o pior número de mortos em 24 horas de toda a pandemia (foram 1.582 óbitos registrados em apenas um dia, com recorde também na média móvel de mortes, que ficou em 1.150), Nicolelis conversou com O GLOBO e defendeu a necessidade de um lockdown nacional por 21 dias.

Só isso, diz, pode evitar o colapso simultâneo da saúde (e depois funerário) em praticamente todo o país: “A população precisa acordar para a dimensão da nossa tragédia”.

Confira matéria completa no Estadão.

 

Fecam (RN) confirma chapa de Paulinho Freire à presidência com amplo apoio, inclusive da Presidência Jéssica Queiroga, deste município

 A Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande doNorte (Fecam-RN) confirmou na noite desta quinta-feira (25) a legalidade da chapa de Paulinho Freire (PDT) à presidência da entidade. A eleição será nesta sexta-feira (26) na sede da entidade, emNatal (RN), e a candidatura do vereador natalense conta com amplo apoio dos representantes potiguares de Legislativos.

“Chegamos a eleição da Fecam com a grata sensação de que construímos um grande projeto para o futuro desta entidade tão importante para as Câmaras Municipais. Juntamente com outros amigos presidentes de Legislativos, vamos trabalhar muito para fortalecer a Federação e, consequentemente, contribuir com o trabalho dos vereadores de todo o Estado”, disse Paulinho Freire.

Entre as principais propostas de Paulinho, destaque para a iniciativa de transformar as Câmaras Municipais em mini Centrais do Cidadão. O objetivo é permitir que todos os serviços oferecidos pelas centrais sejam disponibilizados nas sedes do Legislativo pelo interior.

Nota: CNM é contra desvinculação mínima para saúde e educação

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) e as entidades municipalistas estaduais manifestam extrema preocupação com os dispositivos do Substitutivo à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/2019, em especial no que se refere à extinção das vinculações constitucionais para aplicação mínima de recursos para as áreas de educação e saúde. A medida causará uma pressão enorme sobre os Municípios e trará impactos preocupantes à sociedade brasileira.

A vinculação de impostos para a educação é um princípio inarredável e essencial para garantia do direito à educação a todas as crianças, jovens e adultos brasileiros, presente no ordenamento jurídico brasileiro desde os anos 1930. Para a saúde, a PEC também representa um retrocesso de décadas e implicará, invariavelmente, em punição e maior carga de responsabilidade aos Municípios perante a garantia de execução e financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Caso aprovada a mudança, os Municípios terão de ampliar o comprometimento da receita com as despesas de educação e saúde. Isso porque, hoje, mais de 95% dos Municípios já aplicam muito acima do mínimo constitucional em ambas as áreas, em razão da demanda que recebem na ponta da execução dessas políticas públicas. Alguns Estados e a União, por outro lado, utilizam uma contabilidade criativa para conseguirem atingir o mínimo. Dessa forma, como efeito prático da eliminação do mínimo em saúde e educação, haverá a redução drástica dos recursos destinados pela União e pelos Estados e uma consequente intensificação da demanda que estará a cargo dos Municípios, obrigando inclusive a ampliação do percentual da receita destinada para estas atividades.

Propor a desvinculação de recursos da educação não encontra respaldo e apoio da sociedade, nem dos 5.568 Municípios brasileiros, que investiram, em 2019, cerca de 28,18% na manutenção e no desenvolvimento do ensino. A desvinculação de recursos destinados à educação impõe prejuízos irreparáveis para a educação pública brasileira, implica a precarização e a redução do atendimento educacional, induz interrupção dos programas de melhoria do ensino, promove a desvalorização dos profissionais da educação e compromete todo o financiamento da educação.   

Na saúde, os Municípios também já aplicam recursos próprios em níveis muito acima do mínimo exigido de 15%. Segundo dados do Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS), em 2018 e 2019 a média nacional de recursos aplicados foi de 21,68% e 21,67%, respectivamente., uma média de 44% acima do mínimo. Os Estados, por sua vez, aplicaram, nestes mesmos anos, 13,77% e 13,49% - acima do mínimo de 12% exigido, mas bem abaixo do percentual investido pelos Entes locais e contabilizando gastos que não são propriamente com saúde. Com a desvinculação e tendo em vista o cenário de Emergência em Saúde Pública em que o país ainda se encontra, além de fragilizar os Municípios no combate à pandemia, o colapso da saúde municipal torna-se iminente e permanente.

A desvinculação proposta, além de representar grave retrocesso para as principais políticas sociais – educação e saúde –, é desastrosa e precariza serviços essenciais que precisam ser oferecidos à população. O movimento municipalista vai atuar junto ao Congresso Nacional a fim de garantir a vinculação de recursos como uma decorrência do compromisso e da responsabilidade que o Estado brasileiro tem de assegurar o direito à educação e à saúde a cada cidadão.

Brasília, 24 de fevereiro de 2021.

Glademir Aroldi
Presidente CNM

UERN suspende ponto de corte para ingressantes do SiSU 2021

Em reunião extraordinária, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) aprovou a minuta de resolução que regulamenta o processo seletivo de vagas iniciais (PSVI), referente ao ano letivo 2021. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira, 23, presidida pelo Prof. Francisco Valadares, decano do conselho. 

Conforme a minuta, a Uern não adotará ponto de corte para os ingressantes pelo Sistema de Seleção Unificado (SiSU). Desse modo, todo estudante que não tenha zerado nenhuma disciplina no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está apto a concorrer às vagas do PSVI. 

“A suspensão do ponto de corte é necessária devido às dificuldades que os alunos concluintes do Ensino Médio, sobretudo os de escolas públicas, tiveram para realizar o Enem, por causa da pandemia de COVID-19”, informa o pró-reitor de Ensino de Graduação, Wendson Dantas, ressaltando que outras Universidades também suspenderam o ponto de corte do SiSU. 

Conforme o pró-reitor, a medida visa se adequar à atual realidade do ensino no contexto de pandemia e oportunizar o acesso dos estudantes ao Ensino Superior. A ideia é discutir alternativas para não prejudicar, nem restringir ou limitar o acesso dos estudantes à Universidade. 

O Edital do PSVI deverá ser divulgado nos próximos dias. O calendário de seleção seguirá o cronograma nacional do SISU 2021, definido pelo Ministério da Educação (MEC). 

 

25 fevereiro 2021

Governadora Fátima apela à bancada para não aprovar alterações nos repasses para Saúde e Educação

A governadora Fátima Bezerra está fazendo um apelo à bancada federal do RN: não acatar nenhuma alteração no formato de repasses federais para a Saúde e a Educação.

 


FONTE: Blog Thaisa Galvão

Casa de empresários que morreram por covid-19 na Paraíba é saqueada

  Foto: divulgação

O casal de empresários que morreu de covid-19 com um intervalo de 20 minutos no interior da Paraíba teve a casa arrombada e saqueada na madrugada de hoje, segundo a Polícia Civil da Paraíba. Os corpos do casal foram enterrados ontem no município de Cajazeiras, e causou grande comoção na cidade. O casal deixou duas filhas.

Segundo a delegada Cristiana Roberta, responsável pelas investigações do caso, foram levados equipamentos de som, equipamentos automotivos e televisores.

José Carlos de Abreu Cartaxo, de 36 anos, e Lívia Gonçalves de Abreu, 35, trabalhavam com aluguel de som — ele era conhecido como Carlinhos Paredão. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o irmão de Carlos mostrou a casa revirada e lamentou o furto dos equipamentos. Agora, a família faz apelo para que os responsáveis sejam localizados e presos.

No cartaz distribuído pelas redes sociais, familiares afirmam que tudo o que foi roubado pertence às filhas do casal, e lamentam que, além da dor da perda do casal, ainda tenham que enfrentar a perda material. A polícia pede que a população colabore através de denúncias anônimas e que não adquiram equipamentos semelhantes aos que foram furtados.

O irmão de Carlos, Cristiano Abreu, disse que a família percebeu o furto quando hoje foi à casa dos empresários falecidos. “Hoje fomos na casa deles e nos deparamos com a situação lá, levaram o paredão de som. Além dele ter perdido a vida dele, perdeu o que deixou para as filhas dele. Era o único bem que deixaram para as filhas. Ele trabalhou muito para isso”, afirmou. Segundo ele, levaram tudo. “É de cortar o coração”, disse.

Abreu relatou também que toda a situação enfrentada pela família é muito dolorosa. Ele disse que a suspeita da família é que o furto foi realizado por pessoas que já conheciam a casa. As câmeras de segurança também foram levadas, segundo o irmão do empresário. “Tem máquina que não é todo mundo que tira não. Foi especialista, gente que sabia o que estava fazendo”.

Por fim, ele disse que ficaria muito agradecido se conseguisse recuperar os bens do irmão. “Não é meu, não é do meu pai, é dos filhos dele. Eu agradeço demais”, reforçou.

O casal morreu na segunda-feira (22), no Hospital Regional de Cajazeiras, onde estava internado há mais de uma semana. A situação deles se agravou e eles precisaram ser intubados. Na segunda-feira, eles morreram um após o outro com uma diferença de 20 minutos, segundo o hospital.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a Paraíba contabiliza até hoje o total de 4.419 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.320 novos casos da doença e 53 internações. A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 66%.

UOL

Imposto de Renda 2021: entrega da declaração vai de 1º de março a 30 de abril; Veja regras, limites e quem é obrigado a declarar

  Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Começa em 1º de março a entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2021, com ano-base 2020. O prazo final para entrega é 30 de abril.

As regras para declaração do Imposto de Renda foram divulgadas pela Receita Federal nesta quarta-feira (24). O programa gerador da declaração estará disponível para download a partir desta quinta-feira (25).

No ano passado, por conta dos impactos da pandemia de Covid-19, a data limite para a entrega das declarações foi estendida até o fim de junho.

Como não houve reajuste na tabela, os valores continuam os mesmos do ano passado. Ou seja, a declaração do IR é obrigatória para aqueles cuja renda tributável, que inclui salário, bônus empresariais e aluguéis, em 2020 foi superior a R$ 28.559,70.

As empresas têm até o dia 26 deste mês para entregar aos seus empregados o comprovante de rendimentos. Desde 2019, é obrigatório que o CPF de todos os dependentes seja informado, inclusive de recém-nascidos.

Do contribuinte que não realizar a declaração ou entregar o documento fora do prazo será cobrada uma multa de, pelo menos, R$ 165,74, podendo chegar a, no máximo, 20% do imposto devido.

Limites para deduções

Mantendo a mesma regra de anos anteriores, as despesas por dependentes, com educação e com saúde poderão ser deduzidas do valor total de imposto a pagar ou aumentar a restituição a ser recebidas.

– Por dependente, o desconto é de R$ 2.275,08, sem limite de dependentes.

– Nos gastos com educação, a redução pode ser de até R$ 3.561,50 por pessoa, sendo válidas tanto para o contribuinte, como para dependentes e/ou alimentandos.

– Não há limite máximo para a dedução com despesas de saúde. No entanto, elas precisam ser comprovadas com notas fiscais.

Cinco lotes de restituição

Assim como no ano passado, serão pagos cinco lotes de restituições, nas seguintes datas:

– 31 de maio

– 30 de junho

– 30 de julho

– 31 de agosto

– 30 de setembro

Aqueles contribuintes com direito à restituição e que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, devem receber as restituições mais cedo. Têm prioridade idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais.

Quem é obrigado a declarar o IR?

– Além daqueles contribuintes com rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70, também são obrigados a declarar IR aqueles que:

– Tiveram renda anual bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

– Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como indenizações trabalhistas, rendimento da caderneta de poupança ou doações) um total anual superior a R$ 40 mil;

– Pretenda compensar prejuízos de anos-calendários posteriores a 2020;-

– Obtiveram, em qualquer mês do ano, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à incidência do imposto (como, por exemplo, a venda de um imóvel);

– Realizaram investimentos financeiros tributáveis, como operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

– Tiveram, em 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

– Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e se encontravam nessa condição em 31 de dezembro de 2020.

Qualquer pessoa que não se enquadre nos requisitos acima está desobrigada a declarar o Imposto de Renda. Ainda assim, o contribuinte pode enviar seus documentos à Receita caso julgue que teve algum tipo de retenção de imposto durante o ano. Valores retidos no pagamento de férias, por exemplo, podem ser integralmente restituídos em certos casos.

Não devem enviar o Imposto de Renda pessoas que constam como dependentes em outra declaração.

Aposentados por invalidez ou por portar doenças graves (como Aids, esclerose múltipla e outras patologias listadas pela Receita Federal) são isentos de imposto sobre rendimentos relativos a aposentadorias e pensões. No entanto, devem declarar normalmente o IR caso possuam outros rendimentos.

Declaração pré-preenchida

Uma novidade este ano é a declaração pré-preenchida. Nela, já estarão preenchidas para o contribuinte informações prestadas anteriormente à Receita por outras fontes.

As informações resgatadas são da declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF), da declaração de Informações sobre atividades Imobiliárias (DIMOB); e da declaração de Serviços Médicos (DMED).

Nessa opção, o cidadão deverá apenas verificar as informações e, se necessário, corrigir eventuais distorções e/ou complementar.

Outra mudança é que os contribuintes que tiverem a declaração retida na malha fina poderão realizar a contestação de forma virtual, pelo portal e-Cac, sem necessidade de comparecer presencialmente.

Receita espera 32,6 milhões de declarações

A expectativa da Receita é de que 32,6 milhões de declarações sejam entregues. Se confirmada a estimativa, 700 mil a mais de contribuintes prestarão contas neste ano, ante 2020, quando o Fisco recebeu 31,9 milhões de declarações.

Do total esperado, a previsão ainda é de que 60% dos contribuintes tenham imposto a restituir, 21% não tenham nem impostos a restituir e nem a pagar, e outros 19% tenham impostos a pagar.

CNN Brasil

Azul Linhas Aéreas anuncia retomada do Voo Mossoró a Recife


Segunda maior cidade do Rio Grande do Norte, Mossoró terá voo a Recife a partir de 1º de março deste ano. O anúncio foi promovido pela Azul Linhas Aéreas, que definiu pela retomada do voo quando a comitiva do Governo do RN, liderada pela Governadora Fátima Bezerra, esteve em São Paulo para visitas as companhias aéreas. A comercialização do voo, que prioriza conexões de turismo e negócio do RN, já acontece desde dezembro de 2020.

O voo de Mossoró para Recife havia sido suspenso desde março de 2020, em razão do agravamento da pandemia no país. O retorno é fruto de uma agenda de articulação da Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, em conjunto com a Secretaria de Turismo (Setur), a Empresa de Promoção Turística (Emprotur) e a Secretaria de Tributação (SET), junto ao CEO da Azul Linhas Áereas em outubro de 2020, em São Paulo/SP.

O batismo da aeronave está confirmado para 1º de março, com pouso previsto para às 14h. A Azul prevê, inicialmente, três frequências semanais (às segundas, quartas e sextas) para o voo, que sai às 12h55 de Recife e chega às 14h20 em Mossoró, decolando às 15h a fim de regressar à capital pernambucana.

“O retorno do voo entre Mossoró e Recife representa um esforço coletivo alinhado ao processo de retomada turística e econômica do nosso Estado. Sabemos a importância deste voo da Azul Linhas Aéreas para Mossoró e região, conectando nossos parceiros em Recife”, aponta a secretária da Setur, Aninha Costa.

“Já planejávamos o retorno de nossas operações em Mossoró no início do próximo ano e antecipamos a volta em função de um pedido do governo do estado. Sabemos da importância da ligação aérea para Mossoró e região e vivemos um período de retomada do turismo, seja a lazer ou a trabalho. A reconexão com Recife permitirá que nossos Clientes se desloquem para qualquer destino doméstico e internacional operado pela Azul, o que proporcionará conveniência e comodidade aos viajantes”, destaca Marcelo Bento Ribeiro, diretor de relações institucionais da Azul.


Translate