18 janeiro 2021

TEMA DO ENEM: Estigma da Doença Mental

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 impresso terão de dissertar sobre “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. A redação deve ser do tipo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvida a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores. Os critérios de correção da redação estão detalhados em A redação no Enem 2020 – Cartilha do Participante.

O texto dissertativo-argumentativo precisa ser opinativo e organizado para a defesa de um ponto de vista. A opinião do autor deve estar fundamentada com explicações e argumentos. O texto é dissertativo porque disserta sobre um assunto proposto, descreve-o e explica-o. É também argumentativo porque defende uma opinião e tenta convencer o leitor com argumentos.

Correção – As redações do Enem são avaliadas de acordo com cinco competências. A nota pode chegar a 1000 pontos, mas há critérios que conferem nota zero. Na cartilha do participante, estão as razões que podem zerar a nota, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame.

Enem – Realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. As provas do Enem impresso 2020 serão aplicadas em dois domingos, 17 e 24 de janeiro. O Enem digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, o Inep confirmou 5.783.357 inscrições para esta edição.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate