01 maio 2020

Bolsonaro contraria consenso científico e seus ministros e diz que isolamento foi inútil contra Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (30) que todo o esforço para achatar a curva de transmissão do novo coronavírus no Brasil foi inútil. “70% da população vai ser infectada. Pelo que estamos vendo agora, todo empenho para achatar a curva foi praticamente inútil”, disse, sem citar dados, durante sua live semanal nas redes sociais.

A declaração acontece em um dia que o Brasil ultrapassou a China em número de casos confirmados da COVID-19. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde, o país tem 85.380 diagnósticos positivos e 5.901 vítimas fatais.

“Agora a consequência disso [esforços para achatar curva] é o desemprego”, continuou Bolsonaro. “O povo quer voltar a trabalhar. Todo mundo sabe que, quanto mais jovem, menos problema de ter consequência danosa”.

A sugestão do presidente contraria a posição do atual ministro da Saúde Nelson Teich que, mais cedo, disse que “ninguém está pensando em relaxar o isolamento” como também contraria do ex-ministro Mandetta como vai de frente a posição de toda comunicada cientifica mundial.

Ao encerrar transmissão, Bolsonaro disse querer demonstrar solidariedade aos familiares das vítimas da doença. “São seres humanos, não interessa se tinham comorbidade ou idade”, disse. “Minha mãe tem 93 anos, espero vê-la com vida por bastante tempo. Fico bastante abatido, assim como todos”.

COM INFORMAÇÕES DA CNN BRASIL

0 comentários:

Postar um comentário

Translate