23 abril 2020

MINISTRO ENCURRALADO: Cargo de diretor da PF volta a contrapor Moro e Bolsonaro. Ministro nega demissão

A permanência do ministro da Justiça e Segurança Pública no governo Bolsonaro está incerta. O impasse começou depois de o presidente Jair Bolsonaro comunicar a Sergio Moro, nesta quinta-feira (23), que trocará a diretoria-geral da Polícia Federal, hoje ocupada por Maurício Valeixo. Segundo os sites O Antagonista e da Folha de S.Paulo, o ministro pediu demissão após ser informado sobre a saída do auxiliar.

"O ministro não confirma o pedido de demissão", respondeu a assessoria de Moro, sem, contudo, desmentir a informação, como costuma ocorrer nessas ocasiões.

O Congresso em Foco conversou com fontes próximas ao ministro que afirmaram que, se a troca realmente acontecer, Moro não deverá permanecer no cargo.

Um parlamentar ligado a Bolsonaro e ao ministro afirmou, sob condição de anonimato, que Moro pediu demissão, mas não soube informar se a decisão foi aceita pelo presidente.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate