14 outubro 2019

Governo deve usar recursos extras para pagar atrasados e não fornecedores, diz SINSP

VENDA DA  FOLHA, CESSÃO ONEROSA E OUTRAS RECEITAS  EXTRAS DEVERÃO SER USADAS NA  QUITAÇÃO DO PASSIVO DE SALÁRIOS ATRASADOS.
Em acordo feito no início do ano, entre Fórum Estadual dos Servidores e a equipe econômica estadual, o Governo do Estado garantiu o uso de todas as medidas para obtenção de receitas extras para quitação do passivo dos salários atrasados, em ordem cronológica por entender que é uma dívida do Estado para o conjunto dos servidores. A promessa é paralela ao esforço do estado de garantir o pagamento dentro do mês trabalhado.

Por essa razão, o Sindicato dos Servidores Públicos do Rio Grande do Norte só aceita o uso dos recursos extras para pagamentos dos atrasados. Consequentemente, isso exclui que esse tipo de dinheiro previsto para entrar no caixa estadual seja usado para pagar fornecedor ou qualquer outro tipo de dívida.

Sabe-se que o executivo estadual vai receber em dezembro recursos pela venda da folha ao Banco do Brasil e que aguarda o recurso da cessão onerosa, cerca de R$ 328 milhões.

Vale lembrar que no documento de acordo salarial do governo com entidades sindicais e associativas, o governo reafirmou o compromisso de aplicar as receitas extras no pagamento do passivo salarial dos servidores ativos, inativos e aposentados.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate