05 outubro 2019

CARREIRA. "Jovens professores: o futuro da profissão" é o tema do Dia Mundial dos Docentes Comemorado hoje (05)

No dia 5 de outubro é comemorado o Dia Mundial dos Docentes e neste ano a Internacional da Educação (IE) lançou o tema “Jovens professores, o futuro da profissão” para destacar a importância de se valorizar e tornar atraente a profissão docente para jovens de todo o mundo. Para a IE, é preciso incentivar os governos a fazerem com que o ensino seja uma carreira de primeira escolha para os jovens.
Na avaliação do presidente da CNTE, Heleno Araújo, para atrair os jovens brasileiros ainda é preciso melhorar bastante os indicadores de qualidade para o conjunto dos profissionais da educação. "Necessitamos de uma formação sólida, consistente, e de forma presencial. Infelizmente aqui no Brasil temos um número maior de matrícula com cursos à distância, o que é terrível para a formação de um docente. Nós lidamos com vidas e cuidamos das pessoas. Ter uma formação à distância traz um prejuízo enorme na condição para que o profissional podessa atuar", alerta.
Para Heleno Araújo, além de buscar mais qualidade para a formação inicial é importante melhorar as condições de trabalho e valorização dos trabalhadores: "É preciso manter uma política permanente de formação continuada, ter o piso salarial garantido, pago a todos, dentro de uma carreira que estimule o profissional a permanecer na escola. Piso e carreira andam juntos", detalha. Heleno Araújo também destaca a necessidade de buscar uma gestão democrática: "Os profissionais da educação, junto com a direção da escola, pais, mães e grupos organizados da sociedade devem compor esse conselho escolar, deve construir a escola, para que definam os currículos, os rumos e o papel da escola dentro da comunidade. Tudo isso é importante para que o docente possa permanecer na carreira", conclui.
A Internacional da Educação publicou o relatório "Recrutamento, participação e representação de jovens professores em sindicatos da educação". Apesar do estudo mostrar que, nos últimos anos, muitas organizações membros da IE intensificaram seus esforços para organizar jovens trabalhadores, também aponta que muitos sindicatos acham difícil capturar e reter professores e funcionários de apoio educacional e Pesquisadores jovens e recém-incorporados. A geração de educadores que atualmente acessam a profissão o faz em um momento muito desafiador, tanto profissional quanto político, e é essencial que os sindicatos compreendam melhor os problemas que enfrentam e respondam coletivamente.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate