02 setembro 2019

OLIGARQUIA ROSADO: Em 70 anos, Mossoró teve 15 prefeitos. Só um eleito sem apoio dos Rosados

Do Blog do Barreto
                                       Jerônimo Rosado

A força política dos Rosados se tornou quase imbatível desde que Dix-sept Rosado se elegeu prefeito em 1948. Descendentes de Jerônimo Rosado sempre ocuparam espaços na política mossoroense desde o início do Século XX, mas foi a partir deste marco que a dominação começou.

Embora tenha ocupado o cargo equivalente ao de prefeito (até 1928 a função era de intendente) entre 1917 e 1919 e sido vereador em outras oportunidades, Jerônimo Rosado nunca se estabeleceu com liderança, diferente de seu filhos. Falecido em 1930, ele não os viu ascender ao topo da política local no fim dos anos 1940.

São nada menos que 15 prefeitos neste período sendo 10 eleitos pelo voto direto e quatro que encerram os mandatos em substituição ao titular (Jorge Pinto, Joaquim da Silveira Borges, Alcides Belo e Sandra Rosado). Ainda tem o caso de Francisco Mota que foi eleito indiretamente pela Câmara Municipal para encerrar o mandato de Dix-sept Rosado.

O que chama a atenção é que todos chegaram ao poder com apoio dos Rosados direta ou indiretamente. Veja o quadro abaixo:
Prefeito (a) Ano que chegou ao poder Relação com os Rosados
Dix-sept Rosado 1948 Rosado
Jorge Pinto 1950 Aliado
Francisco Mota 1951 Aliado
Vingt Rosado 1953 Rosado
Antônio Rodrigues de Carvalho 1958 e 1969 Na primeira eleição teve apoio dos Rosados. Na segunda foi opositor
Raimundo Soares 1963 Aliado
Joaquim da Silveira Borges 1968 Aliado
Dix-huit Rosado 1973, 83 e 93 Rosado
João Newton da Escóssia 1977 Cunhado de Vingt Rosado
Alcides Belo 1982 Aliado
Rosalba Ciarlini Rosado 1989, 97, 2001 e 2017 Rosado
Sandra Rosado 1996 Rosado
Fafá Rosado 2005 e 2009 Rosado
Claudia Regina 2013 Apoiada por parte dos Rosados
Francisco José Junior 2013 (interino) e 2014 (permanente) Apoiado por Fafá Rosado
Repare que somente Antônio Rodrigues de Carvalho derrotou a família mais tradicional da política mossoroense. No entanto, ele contava com a fama de bom prefeito dos anos 1950 quando ascendeu ao poder com a força dos Rosados. Isso ajudou a vencê-los em 1968 quando bateu Vingt-um Rosado por apenas 98 votos.
2020
Em 2020, como a maior liderança dos Rosados, Rosalba Ciarlini (PP), tentará a reeleição em parceria politica com a prima Sandra Rosado (cujo parentesco sanguíneo é pela família Escóssia).
A ex-prefeita Fafá Rosado (PSB) tenta se movimentar, mas seu peso eleitoral atualmente é quase nulo a ponto de sequer viabilizar uma candidatura a deputada estadual em 2018.
A oposição encontra-se fragmentada e sem nenhum nome que faça um papel de anti-Rosado.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate