13 junho 2019

REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Relator deixa Estados e Municípios de fora da PEC, mas poderão ser reincluídos por acordo


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, informou que estados e municípios devem ficar de fora do relatório da reforma da Previdência (PEC 6/19), cuja apresentação está prevista para amanhã (13), mas poderão ser reincluídos se houver acordo com os governadores sobre o texto.

Segundo Maia, a ideia é que durante a votação seja apresentada uma emenda com a reinserção. O presidente destacou que ainda é preciso negociar pontos divergentes na proposta.

“Nós temos interesse de manter estados e municípios, mas é uma questão política: o relatório vem sem estados e munícios e temos até a primeira semana de julho no Plenário para reincluir com o acordo que estamos construindo com os governadores para que todos os problemas previdenciários estejam resolvidos”, disse Rodrigo Maia.

Responsabilidade dividida

Caso os estados e municípios fiquem mesmo de fora da Reforma da Previdência (PEC 6/19), cuja apresentação está prevista para amanhã (13), o Rio Grande do Norte terá um grande abacaxi.

Aqui, a Previdência também é um problema.

Precisa de uma reforma urgente.

E – como deverá ocorrer – será um problema maior para os deputados estaduais.

Em Brasília, o clima é que os deputados federais e senadores não querem assumir sozinhos o ônus da Reforma.

Ou seja…ideal é dividir a responsabilidade com os governadores, prefeitos e deputados estaduais.

E assim, evitar o efeito ‘Rogério Marinho’, como diz a coluna do Estadão de hoje. Que perdeu a disputa em 2018, após ter sido o relator da Reforma Trabalhista.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate