10 abril 2019

GOVERNO DO RN: 100 dias de incerteza em relação aos salários atrasados

O Governo de Fátima Bezerra chegou ao centésimo dia ainda sem apresentar uma proposta concreta para pagamento dos salários atrasados de servidores e servidoras do estado. Professores e professoras da UERN aguardam os salários de novembro, dezembro e o 13º de 2018. Aposentados e pensionistas também não receberam parte do 13º de 2017.

A presidenta da ADUERN, Rivânia Moura, destacou a importância do diálogo aberto nos últimos meses pelo Governo com o Fórum dos Servidores do RN, mas lembrou que as incertezas permanecem e que é fundamental e urgente a apresentação de um calendário de pagamento que contemple os atrasados.

“São 100 dias em que podemos apontar avanços, haja vista que o Governo tem realizado reuniões sistemáticas com o Fórum para discutir o pagamento dos salários do mês corrente. Ao mesmo tempo também são 100 dias de angústia e incerteza em relação a nossa principal pauta, que são os salários atrasados. Não podemos compactuar com esse cenário e exigimos que o Estado do RN pague o que deve aos servidores”, comentou.

A presidenta também lembrou que é fundamental lutar contra os privilégios dentro do estado, principalmente no atual cenário de crise e ataques aos direitos básicos: “Não podemos compactuar com privilégios do judiciário e do legislativo. Precisamos rever a sobra orçamentária desses poderes, porque isso é dinheiro público e tem que ser revertido para garantir o pagamento dos salários em dia”, comentou

0 comentários:

Postar um comentário

Translate