22 novembro 2018

Auxiliar do Governador Robinson Faria poderá ser secretário de Fátima Bezerra; veja nomes cotados

Vagner Araújo, coordenador do projeto Governo Cidadão (RN Sustentável) e atual titular da Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social, poderá continuar no futuro governo estadual. Ele é visto como nome certo para Secretaria de Projetos
Vágner Araújo apresenta detalhes do projeto a governadora wlwita Fátima Bezerra
BLOG DO CÉSAR SANTOS
Um nome do governo Robinson Faria (PSD) é visto como certo no primeiro escalão da governadora eleita Fátima Bezerra (PT): Vagner Gutemberg de Araújo. E, antes que de qualquer insinuação em torno dessa possibilidade, um aviso: a escolha, se confirmada, levará em conta a capacidade técnica de Araújo.
Nos bastidores do poder, Vagner Araújo é cotado para a Secretaria Extraordinária de Gestão de Projetos e Metas de Governo, área que ele domina como poucos no Rio Grande do Norte. Já provou a sua capacidade, quando comandou o planejamento e projetos nos oito anos do governo Wilma de Faria, entre 2003 e 2010.
A sua experiência na gestão pública teve início no município de Lucrécia, localizado na região do Alto Oeste, quando foi prefeito, ainda jovem, e implantou um modelo novo governar, pondo um fim no assistencialismo e criando meios para o cidadão se sustentar com próprio trabalho. A sua gestão ganhou destaque nacional.
Na época, Vágner Araújo foi convocado pelo então governador Vivaldo Costa (hoje deputado estadual) para assumir o cargo de secretário do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS). Em seguida, passou a fazer parte de time de auxiliares de Wilma de Faria, primeira na Prefeitura do Natal, depois no Governo do Estado.
Atualmente, Vágner acumula o cargo de titular da Sethas e coordenador do programa RN Sustentável, rebatizado por Robinson de “Governo Cidadão”. Ele é responsável pela condução dos projetos que alcançam todas as cadeias produtivas do estado, além de ser o elo entre o governo e o Banco Mundial, instituição que financia o programa.
Essa posição estratégica interessa ao futuro governo. É que há possibilidade de o Banco Mundial contratar, na segunda etapa de empréstimos do RN Sustentável, mais de 180 milhões de dólares, que se somarão aos 360 milhões de dólares que já estão sendo investidos. Fátima Bezerra reconhece em Vágner o caminho para garantir a continuidade dos investimentos.
A governadora eleita se reuniu com Vágner Araújo na segunda-feira, 19, para conhecer melhor o RN Sustentável ou Governo Cidadão. Na oportunidade, o secretário foi seguro ao afirmar que para enfrentar a crise, o estado dispõe de um projeto multissetorial com importantes obras estruturantes de estradas, hospitais, escolas, apoio ao setor produtivo etc., mas para isso é preciso reafirmar a parceria com a instituição financeira internacional.
Fátima Bezerra tem evitado citar nomes que devem formar a sua equipe de governo, mas prometeu que até o final desta semana anunciará os primeiros auxiliares. No entanto, os bastidores da política apontam para a permanência de Vágner Araújo no Centro Administrativo.

Veja os nomes cotados para o governo de Fátima Bezerra
As especulações em torno da formação do secretariado do futuro governo apontam que Fátima Bezerra deve valorizar nomes próximos a ela e de seu partido. Como venceu as eleições em uma coligação que contou com apenas três legendas: PT, PC do B e PHS, a petista sente-se não recebe pressão para distribuir cargos de primeiro escalão.
As especulações, que ganham força nos bastidores da política, envolvendo os seguintes nomes e secretarias:
Gabinete Civil: Raimundo Alves Júnior ou Adriano Gadelha;
Comunicação Social: Guia Dantas;
Secretaria Extraordinária de Relações Institucionais: Adriano Gadelha ou Samanda Alves
Secretaria Extraordinária de Gestão de Projetos: Vágner Araújo
Planejamento e Finanças: Aldemir Freire;
Secretaria de Educação: Getúlio Marques Ferreira;
Saúde: Cipriano Maia de Vasconcelos ou Alexandre Motta;
Segurança: Coronel Araújo;
Justiça e Cidadania: Mauro Albuquerque de Araújo;
Secretaria de Assuntos Fundiário e Apoio à Reforma Agrária: Francisco Canindé França;
Turismo: Aninha Costa
Cultura: Rodrigo Bico, Crispiniano Neto e Laerson Maia
Trabalho, Habitação e Assistência Social: Márcia Maia
O primeiro escalão do Governo do Estado é formado por 23 pastas.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate