24 julho 2018

Eleição 2018 para governador: pesquisa Ibope aponta para polarização entre Fátima e Carlos

Pesquisas eleitorais revelam o retrato do momento

Por César Santos - JORNAL DE FATO

A pesquisa Ibope/Tribuna do Norte sacudiu a sucessão estadual no fim de semana, quebrando o clima frio que vinha reinando. Os números para governador e senador agitaram da capital ao interior e, também, provocaram corre-corre nos bastidores.

E o que os números disseram?

Se as eleições fossem hoje, a senadora Fátima Bezerra (PT), com 31% de intenção de votos, e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT), com 15%, passariam para o segundo turno. E Garibaldi Filho (MDB) e Geraldo Melo (PSDB) estariam eleitos para as duas vagas do Rio Grande do Norte no Senado da República.

E qual o cenário que o Ibope sugere para o 7 de outubro, dia de o eleitor depositar seu voto nas urnas?

As projeções apontam para Fátima Bezerra e Carlos Eduardo no segundo turno, e que o governador e candidato à reeleição Robinson Faria (PSD) fará a corrida como “azarão”. É pouco provável que esse cenário mude, mas não é impossível. Robinson aposta na força da máquina para conquistar apoios de prefeitos e lideranças regionais, que seriam os seus soldados na caça ao voto.

A situação de Robinson é bem delicada. Os 9% de intenção de votos, revelados pelo Ibope, não preocupam tanto, até porque a campanha eleitoral – em si – sequer começou. O que preocupa mesmo são a reprovação do governo e a rejeição pessoal a Robinson. Segundo a pesquisa, 80% dos norte-rio-grandenses desaprovam a atual gestão; e 54% responderam que não votam em Robinson de jeito nenhum.

O desgaste em alta escala, que é consequência do caos instalado no RN, beneficia por consequência as candidaturas de Fátima e Carlos. Pode-se afirmar, nesse momento, que muito provavelmente ocorrerá a polarização entre esses dois nomes, embora deva-se observar que pesquisa é o retrato do momento.

Quanto ao Senado da República, a pesquisa Ibope/Tribuna sugere uma disputa bem acirrada entre cinco nomes: Garibaldi Filho (24%), Geraldo Melo (22%), Styvenson Valentim (19%), Zenaide Maia (18%) e Antônio Jácome (12%). Entre o primeiro e o quinto, a diferença é de apenas 12 pontos, com números colados em escala. Além disso, o Ibope mostra que o primeiro voto tem 20% de indecisos e o segundo voto tem 40% de indecisos, mesmo na pergunta estimulada.

Tudo pode acontecer entre esses cinco postulantes ao Senado Federal.

Portanto, esse é o cenário do momento revelado pelo Ibope, à porta da campanha eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate