27 junho 2018

PESQUISA: UERN apresentará impacto dos atrasos salariais nas famílias dos servidores públicos do RN

Servidores têm feito greve para pressionar o governo atualizar pagamento salarial

O Grupo de Pesquisas em Gestão, Finanças e Contabilidade da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) desenvolverá a partir de agosto um estudo intitulado “Mensuração do endividamento e prejuízos financeiros dos servidores públicos estaduais provocados pelos sucessivos atrasos salariais promovidos pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte nos anos 2016, 2017 e 2018”.

O objetivo é mensurar o endividamento e prejuízos financeiros dos servidores ocasionados pelos sucessivos atrasos salariais ao longo de mais de dois anos consecutivos, bem como investigar a existência de empréstimos e pagamento de juros por parte dos servidores, onerando seus orçamentos familiares, além de averiguar junto aos servidores ou seus familiares se estes enfrentam ou enfrentaram problemas psiquiátricos de saúde, tais como depressão, ocasionados por causa dos atrasos salariais.

A pesquisa também pretende descobrir o tempo que será necessário transcorrer para que as finanças dessas famílias voltem ao patamar de quando os salários eram pagos dentro do prazo legal e inquirir dos servidores públicos os valores pagos a título de prejuízos com juros de cartão de credito e/ou cheque especial por causa dos atrasos nos pagamentos de seus vencimentos.

O trabalho científico foi aprovado no Programa Institucional de Iniciação Científica da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PIBIC/UERN) e contará com atuação de três professores do curso de Ciências Contábeis. A coordenação será do Prof. Me. Auris Martins de Oliveira.

Segundo o coordenador, a captação dos dados será através de um questionário padrão com perguntas abertas e fechadas que será disponibilizado por meio eletrônico, com link para o Google Docs, aos trabalhadores prejudicados pelos atrasos salariais, em específico para as categorias de servidores públicos da Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, UERN, Auditores Fiscais, tanto ativos como inativos e pensionistas do IPERN – Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Rio Grande do Norte, incluídos nestes últimos professores aposentados da rede estadual de ensino.

Fonte: UERN.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate