30 abril 2018

Servidores do Município de Olho D'água do Borges com dinheiro no bolso para comemoração do DIA DO TRABALHO


Prefeita Maria Helena Leite autorizou hoje o crédito da folha de pagamento dos servidores referente ao mês de abril. Servidores já podem fazer saque.

Com isso,  irão comemorar o DIA DO TRABALHO com dinheiro no bolso.
Funcionários  têm a gratidão  e a valorização da Prefeita Maria Helena.

Atirador gritou “Bolsonaro Presidente”, diz vítima alvejada em acampamento do PT

IG

A advogada Márcia Koakoski da Silveira, uma das vítimas dos disparos contra acampamento do PT em Curitiba na madrugada de sábado (28), afirmou que o atirador que disparou pelo menos seis tiros gritava palavras de ordem em favor do deputado Jair Bolsonaro.

O pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Social Liberal (PSL) é líder das pesquisas de intenção de voto nos cenários sem a participação do ex-presidente Lula.
 
Blog do BG

Termina hoje (30) o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

Programa está disponível no site da Receita Federal.

Termina nesta segunda-feira (30) o prazo para declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Até ontem (28), cerca de 4,9 milhões de contribuintes ainda não haviam acertado as contas com o Fisco. O prazo para entrega da declaração começou em 1º de março e vai até as 23h59 de amanhã (30).

Está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50. A multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% sobre o imposto devido.

O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2018, ano base 2017, está disponível no site da Receita Federal.

A estimativa é que sejam enviadas 28,8 milhões de declarações até o fim do prazo. Confira um passo a passo com as principais orientações sobre como preencher e enviar a declaração do IRPF, bem como os documentos necessários. 

Veja mais...

Fonte: Agência Brasil

Senado Federal: Dinheiro de multas para o SUS e prioridade para pacientes com câncer estão entre os destaques

Roque de Sá/Agência Senado

Veto parcial ao microcrédito

Esta semana, o Congresso Nacional manteve o veto parcial à lei que criou o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado, que concede pequenos empréstimos a empreendedores de baixa renda. O veto parcial 10/2018 refere-se ao PLV 1/2018, oriundo da MP 802/2017. Ao sancionar a Lei 13.636/2018, o presidente da República, Michel Temer, vetou dispositivo que fixava em 2% ao mês as taxas de juros efetivas nas operações de microcrédito com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O dispositivo vetado proibia ainda a cobrança de qualquer outra despesa, à exceção da Taxa de Abertura de Crédito (TAC) de 3% sobre o valor do empréstimo. O Congresso ainda aprovou três projetos de crédito suplementar para diversos órgãos do governo federal e também para estados e municípios (PLN 3/2018, PLN 4/2018 e PLN 5/2018).
 
Dinheiro das multas para a saúde

O Plenário do Senado aprovou esta semana proposta que destina 30% da arrecadação com multas de trânsito para o Sistema Único de Saúde (SUS). O PLS 426/2012 segue para a Câmara dos Deputados.
 
Revisão de gastos públicos

Foi aprovado o projeto que obriga o presidente da República a enviar anualmente ao Congresso um plano de revisão dos gastos públicos. O plano deve servir de base para decisões sobre o financiamento de programas e projetos da administração pública federal, por meio da análise de eficiência na execução de políticas públicas. O PLS 428/2017 — Complementar segue para a Câmara.
 
Sistema Nacional de Emprego

Outra aprovação do Plenário foi o projeto que estabelece um novo marco legal para o Sistema Nacional de Emprego (Sine). Segundo a proposta, as diretrizes do órgão devem ser a otimização do acesso ao trabalho, aos sistemas de educação e de qualificação profissional e tecnológica, e o compartilhamento da gestão, do financiamento e de recursos técnicos entres as esferas de governo que o integrem. O texto determina que o Sine seja gerido, executado e financiado pelo Ministério do Trabalho e por órgãos específicos das esferas de governo que dele participem.
 
Responsabilização de sócios

O Senado aprovou ainda, em votação simbólica, substitutivo ao PLC 69/2014, que estabelece regras e detalha ritos processuais para responsabilização de sócios que se utilizarem da empresa para a prática de fraudes ou atos abusivos, buscando proveito próprio. Como sofreu alterações, o projeto volta agora para a Câmara.
 
Pulverização aérea de agrotóxicos

A pulverização aérea de agrotóxicos em plantações poderá ser proibida no Brasil. É o que propõe o PLS 541/2015, aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A proposta também veda o registro de produtos que tenham como ingredientes glifosato, carbofuran, fosmete e lactofen. O PLS segue para a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA).
 
Condutores de ambulância

A CAS também aprovou, por unanimidade, o PLS 349/2017, que concede aposentadoria especial aos condutores de ambulância. A proposta traz como justificativa a necessidade de tutelar a saúde desses trabalhadores que ficam em contato permanente com agentes nocivos à saúde, tais como carnes, glândulas, vísceras, sangue, ossos, couros, pelos e dejeções de portadores de doenças infectocontagiosas (brucelose e tuberculose, por exemplo). Oriundo de uma Sugestão Legislativa acatada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), o projeto segue para análise em Plenário.
 
Pacientes com câncer

Pacientes que se submetem a quimioterapia ou radioterapia como tratamento para o câncer poderão entrar no rol de pessoas com atendimento prioritário, a exemplo do que acontece com idosos, pessoas com deficiência e gestantes. Projeto (PLS 403/2016) com esse objetivo foi aprovado de forma terminativa pela CDH. Se não houver recurso para votação em Plenário, a proposta segue para a Câmara.
 
Internação de idosos

A CDH também aprovou dois projetos relacionados aos idosos: o PLS 126/2016 determina que o símbolo utilizado para a identificação preferencial de idosos não pode mais ser pejorativo nem nivelar todos os maiores de 60 anos como cidadãos frágeis. E o PLS 648/2015 permite a instituições que desenvolvem programas de internação de idosos oferecer também programas limitados aos períodos matutino e vespertino. Ambos foram aprovados de forma terminativa – podem ir direto para a Câmara exceto se houver recurso para votação em Plenário.
 
Lei do Cão-Guia

As pessoas com deficiência poderão ter o direito de se fazer acompanhar de cão de assistência em locais públicos e privados, abertos ao público ou de uso coletivo, a exemplo do que já é permitido a cegos com cão-guia. A medida consta do PLS 411/2015, aprovado também na CDH, de forma terminativa.
 
Perda auditiva unilateral

Portadores de perda auditiva em apenas um dos ouvidos poderão ser considerados legalmente pessoas com deficiência. O projeto que assegura o mesmo acesso a direitos já assegurados às pessoas com deficiência foi aprovado na CDH. Com a aprovação do PLC 23/2016, o portador de deficiência auditiva unilateral também poderá ter direito à reserva de vagas em concursos públicos e à Lei de Cotas (8.213/1991), que determina a contratação de percentuais variados de pessoas com deficiência por empresas, proporcionalmente ao número de empregados.
 
Constituição nas escolas

As escolas públicas e privadas podem ser obrigadas a manter, em local visível e de fácil acesso ao público, exemplares da Constituição, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), do Estatuto da Juventude, do Estatuto do Idoso, do Estatuto da Igualdade Racial, do Estatuto da Pessoa com Deficiência e da Lei Maria da Penha. É o que determina o PLS 325/2015, aprovado pela CDH de forma terminativa.
 
Crimes contra a própria familia

Ainda na CDH, foi aprovado o projeto que amplia as hipóteses de perda de poder familiar para condenados que cometem crime contra a própria família. O PLC 13/2018 inclui entre essas hipóteses feminicídio, lesões gravíssimas e abuso sexual. O texto segue agora para a análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
 
Gastos previdenciários da violência doméstica

Condenados por violência doméstica e familiar contra a mulher poderão ser obrigados a ressarcir os cofres da Previdência Social por benefícios pagos em decorrência desse crime. A medida está prevista no PLS 282/2016, aprovado na CCJ. Com o texto, a Previdência terá a possibilidade de ajuizar ação regressiva contra os responsáveis por esse tipo de delito após o trânsito em julgado da sentença. A proposta explicita ainda que esse ressarcimento aos cofres públicos não exclui a responsabilização civil do réu. O projeto segue para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
 
Presos em fuga

Presos envolvidos em rebeliões que resultem em fuga poderão ser punidos com mais rigor. Com esse intuito, a CCJ aprovou projeto que endurece a pena aplicada a tais detentos. O PLS 157/2016 aumenta a punição prevista no Código Penal pela prática de “evasão mediante violência contra a pessoa”. A proposta foi terminativa na CCJ.
 
Veículo de guia de turismo

A CCJ aprovou também proposta que determina o registro de veículo de guia de turismo que utilizar seu próprio carro ou moto em trabalho. A medida está prevista no PLC 23/2014, que segue para a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).
Carros oficiais

O PLC 97/2017, que restringe o uso de carros oficiais, foi aprovado também pela CCJ e segue para o Plenário. Pela proposta, fica vedado o uso de automóveis, por exemplo, por titulares de cargo ou mandato eletivo, magistrados federais, membros do Ministério Público Federal, do Tribunal de Contas da União (TCU), da Advocacia da União e da Defensoria Pública da União.
 
Roubo de cargas e contrabando

A CCJ aprovou ainda medidas para reforçar a prevenção e repressão ao contrabando, ao descaminho, ao furto, ao roubo e à receptação de mercadorias. As ações estão no PLC 8/2018, que agora segue para análise do Plenário.
 
Funcionamento dos partidos

Projeto que aumenta a transparência e endurece as regras para o funcionamento dos partidos políticos também foi aprovado por unanimidade na CCJ. O PLS 60/2017 estabelece normas de compliance (conjunto de regras) para as siglas partidárias, prática já aplicada por empresas privadas no combate a atos ilícitos. A proposta foi terminativa na CCJ. 
 
Quadro fiscal

A CCJ aprovou ainda que a Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado deve, até o fim de cada semestre, apresentar a evolução do quadro fiscal à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). A determinação está no PRS 5/2018. Foi aprovado ainda o projeto (PLS 459/2016) que normatiza o chamado “contrato de desempenho” — instrumento necessário para viabilizar o novo modelo de gestão — de órgãos e entidades da administração pública.
 
Impacto financeiro

Qualquer proposta que tramitar pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) precisa ser acompanhada de informações relacionadas ao impacto fiscal e à repercussão financeira para o contribuinte. É o que estabelece projeto de resolução — ainda sem número — aprovado esta semana pela própria CAE. O texto seguiu em regime de urgência para o Plenário.
 
Rádio e TVs de universidades

Todas as instituições de ensino superior poderão receber outorga de canal de rádio ou TV educativa. É o que estabelece o PLC 91/2017, aprovado na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O texto altera a redação dos artigos 13 e 14 do Decreto-lei 236/1967, como forma de incluir as rádios no sistema de radiodifusão educativa. A matéria seguirá para análise em Plenário.

A CCT também aprovou o PLS 513/2017, que altera o limite de potência de transmissão e a quantidade de canais designados para a execução de radiodifusão comunitária. A proposta inclui na modalidade canais com potência de até 300 watts ERP, e aumenta para três os canais designados a esse serviço.
 
Jogos eletrônicos

A CCT aprovou ainda o PLS 383/2017, que regulamenta os esportes eletrônicos no Brasil, os chamados e-sports (atividades competitivas que envolvem jogos de videogame, computador e gadgets). O projeto será analisado em decisão terminativa pela CE.
 
Aviação civil na Amazônia

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) aprovou o projeto que incentiva investimentos públicos para a aviação civil na Amazônia (PLS 428/2016). O texto determina que os recursos do Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional (PDAR) e do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) sejam prioritariamente aplicados na Amazônia, em rotas com origem ou destino na região e na infraestrutura aeroportuária e aeronáutica civil da área. A proposta segue para o Plenário.
 
Produtos artesanais de origem animal

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou o projeto (PLC 16/2018) pelo qual produtos artesanais com origem animal poderão ser comercializados em todo o país a partir de selo estadual. Entre esses produtos, estão queijos, salsichas, linguiças, presuntos, mortadelas, salames e geleias. Foram aprovados ainda: instituição da Política Nacional da Erva Mate (PLC 72/2017) e mudanças nos mecanismos de subvenção governamental ao seguro rural (PLS 185/2017).
 
Juros de fundos constitucionais

Foi aprovada na comissão mista a MP que muda a forma de cálculo das taxas de juros para os empréstimos dos fundos constitucionais do Centro-Oeste (FCO), do Nordeste (FNE) e do Norte (FNO). A nova metodologia leva em conta as desigualdades regionais. A MP 812/2017, aprovada na forma de PLV, ainda terá de ser votada pelos Plenários da Câmara e do Senado.
 
Aposentadoria nos EUA

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou o acordo assinado em 2015 entre Brasil e Estados Unidos na área da Previdência Social (PDS 10/2018). O acordo permite que os trabalhadores que contribuíram para os dois sistemas somem os períodos de contribuição, com o fim de atingir o tempo mínimo necessário à obtenção de aposentadorias e outros benefícios. Cada sistema pagará ao beneficiário o montante em sua própria moeda equivalente ao período da contribuição efetuado no respectivo país. O texto segue para o Plenário.
 
Aduana do Mercosul

A CRE também aprovou o Código Aduaneiro do Mercosul, assinado pelos governos de Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai em 2010 (PDS 31/2018). O Código estabelece uma legislação aduaneira comum entre todos os países que fazem parte do bloco, o que refletirá ao final no aumento do intercâmbio comercial.

A comissão aprovou ainda duas indicações a embaixadas do Brasil: a de Claudio Frederico Arruda para atuar no Reino Unido e a de Márcia Donner Abreu para trabalhar no Cazaquistão, acumulado com o Turcomenistão e a República Quirguiz, ou Quirguistão.
 
Violência contra crianças

O Senado pode instituir a Honraria Naiara Soares Gomes, destinada a premiar anualmente cinco pessoas ou empresas que tenham desenvolvido iniciativas relevantes no combate à violência contra crianças e adolescentes. A instituição do prêmio está prevista no PRS 9/2018, aprovado na CDH. A matéria vai a Plenário.
 
Microempreendedores Individuais

Profissionais desenvolvedores de sistemas que atuam na informalidade poderão passar a ser enquadrados no regime de Microempreendedor Individual (MEI) e optar pela tributação do Simples Nacional. É o que prevê a Sugestão Legislativa (SUG) 59/2017, aprovada na CDH. A proposta agora passa a tramitar no Senado como projeto de lei.
 
CPI dos cartões de crédito

A CPI dos Cartões de Crédito ouvirá explicações de representantes de empresas do setor sobre os juros cobrados aos consumidores. As audiências fazem parte do plano de trabalho da CPI. Também estão previstos convites a representantes dos consumidores e lojistas que usam cartões de crédito. A primeira audiência pública deve ocorrer no próximo dia 9. A apresentação do relatório da CPI está prevista para 27 de junho.
 
Feminicídio

Mudanças socioculturais são necessárias para acabar com a violência contra a mulher, segundo os participantes da audiência pública da Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher realizada nessa semana. Foram ouvidos especialistas, pesquisadores e representantes do poder público para abordar a aplicabilidade da Lei do Feminicídio (Lei 13.140/2015).
 
Fronteiras na educação

A escola precisa evoluir da mera instrução para um novo paradigma de aprendizagem e de comunicação integrado com a comunidade. A avaliação foi feita por especialistas ouvidos em audiência pública interativa sobre as fronteiras da educação no país. O evento integrou o ciclo de debates “2022, o Brasil que queremos”, parceria da Comissão Senado do Futuro (CSF) com a Universidade de Brasília (UnB) e a organização União Planetária.
 
Fonte: Agência Senado

Brasil é 1º na percepção da corrupção no mundo corporativo

Pesquisa da Global Fraud Survey mostra que o número de executivos brasileiros de grandes corporações que admitem a existência de corrupção nos negócios saltou de 70% para 96% desde 2014, ano em que entrou em vigor a Lei Anticorrupção, relata o Conjur.

Quando o recorte acontece dentro do próprio setor de trabalho dos entrevistados, a percepção também aumentou de 18% em 2014 para 20% em 2018.

A contradição está no número de brasileiros ouvidos pela pesquisa que admitem cometer atos corruptos ou fraudulentos, que é de apenas 10%.

29 abril 2018

Placar e Classificação do Campeonato Brasileiro Série A

PLACAR

Botafogo-RJ 2x1 Grêmio-RS
Atlético-MG 1x0 Corinthians-SP
Paraná-PR 1x2 Sport-PE
Bahia-BA 0x0 Atlético-PR
Fluminense-RJ 1x1 São Paulo-SP
Ceará-CE 0x3 Flamengo-RJ
Palmeiras-SP 0x0 Chapecoense-SC
Internacional-RS 0x0 Cruzeiro-MG
América-MG x Vitória-BA 30/04/2018 20:00
Santos x Vasco da Gama-RJ 16/07/2018

CLASSIFICAÇÃO:

1º Flamengo-RJ 7
2º Corinthians-SP 6
3º Atlético-MG 6
4º Atlético-PR 5
5º Botafogo-RJ 5
6º Palmeiras-SP 5
7º São Paulo-SP 5
8º Vasco da Gama-RJ4
9º Fluminense-RJ 4
10º Grêmio-RS 4
11º Bahia-BA 4
12º Sport-PE 4
13º América-MG 3
14º Santos-SP 3
16º Chapecoense-SC2
17º Vitória-BA 1
18º Ceará-CE 1
19º Cruzeiro-MG 0
20º Paraná-PR 0

Foram entregues mais de 5,5 milhões de declarações do IRPF 2018 Imposto de Renda

O prazo de entrega vai até 30 de abril

Até às 17 horas de hoje, 26 de março, 5.557.060 declarações foram recebidas pelos sistemas da Receita. De acordo com o supervisor nacional do IR, Joaquim Adir, a expectativa é de que 28,8 milhões de contribuintes entreguem a declaração. O prazo de entrega da declaração vai de 1º de março a 30 de abril.

A Receita alerta que os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Neste ano é obrigatório informar o CPF de dependentes a partir de 8 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2017.
Todas as informações sobre a declaração do IRPF 2018 estão disponíveis aqui.

Servidores Públicos do Município de Olho D'água do Borges terão 'ponto facultativo' nesta segunda (30); Decreto é mais em alusão ao Dia do Trabalhador

Prefeita deste Município, Maria Helena Leite assinou Decreto que estabelece 'ponto facultativo' para os servidores municipais, neste dia 30.
Com isso, os Trabalhadores do Município poderão comemorar em 'dose dupla' o Dia do Trabalhador, 1º de maio

Normas sobre uso do Açude Brejo deste Município

Clique AQUI e veja

Parlamento do Mercosul presta solidariedade ao ex-presidente Lula

O Parlamento do Mercosul (Parlasul) – órgão democrático e legislativo da representação civil dos povos do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela – denunciou nesta sexta-feira (27), em Montevidéu, no Uruguai, a prisão que classifica como “arbitrária” de Lula e se integra à campanha para libertação do ex-presidente.

A bancada progressista iniciou a reunião com um “bom dia, Lula” e o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel fez um pronunciamento no plenário sobre a experiência de ter sido barrado na visita ao petista na Polícia Federal de Curitiba.

A senadora Fátima Bezerra, que é membro do Parlasul, assinalou que a prisão do ex-presidente já comove o mundo e que gestos como o que teve a bancada progressista do Parlamento do Mercosul fortalecem a resistência ao arbítrio e à injustiça da prisão de Lula. “Uma solidariedade que ultrapassa as fronteiras do Brasil. Somos muito gratos”, destacou a senadora.

28 abril 2018

Pagamento dia 30: Governo do RN conclui folha de março e paga 13º aos servidores que recebem entre R$ 2 mil e R$ 3 mil

Conclusão do pagamento da folha de março e 13º salário

A direção do Sinsp/RN recebeu a informação que o Governo do Estado vai concluir a folha de pagamento referente ao mês de março, para os servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4.000,00 na próxima segunda-feira dia 30 de abril.

Também na segunda-feira (30), o Governo fará o pagamento do 13º salário aos servidores públicos ativos, inativos e pensionistas que recebem entre R$ 2 mil e R$ 3 mil.

Há 28 meses que o Governo do RN vem realizando o pagamento dos servidores públicos estaduais com atraso. O Sinsp vem constantemente denunciando que o Governador Robinson Faria e o Vice Fábio Dantas estão descumprindo a Constituição Estadual que determina o pagamento dos salários dos servidores até o 30º dia do mês trabalhado.

O salário é verba alimentícia, tem que ser colocado como prioridade na administração do Estado, o pagamento dos salários precisa estar dentro da previsão do orçamento anual. Mas o Governador Robinson Faria não respeita o trabalhador do Estado, prioriza o pagamento de terceiros, fornecedores e deixa o servidor público com as contas atrasadas, devendo ao banco, se afundando em dívidas e consequentemente perdendo sua saúde.

O Rio Grande do Norte bate recordes de arrecadação e o servidor público não recebe o salário em dia. Como pode isso?

Turismo: Feriados em maio vão injetar R$ 9 bilhões na economia

Dia do Trabalhador e Corpus Christi resultarão em 4,5 milhões de viagens pelo Brasil, de acordo com o Ministério do Turismo

Crédito: Embratur

Os feriados prolongados do Dia do Trabalhador (01) e de Corpus Christi (31), em maio, irão injetar R$ 9 bilhões na economia brasileira, resultado das cerca de 4,5 milhões de viagens no período. O levantamento do Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), prevê que este será o mês mais lucrativo em viagens (levando em consideração os outros feriados após maio).

O estudo analisou a hipótese de as folgas durarem, cada uma, quatro dias, levando em conta que o Dia do Trabalhador cairá na terça-feira (1) e Corpus Christi será celebrado na quinta-feira (31). Ainda segundo o estudo, maio será o mês com mais feriados escolhidos para viajar. A folga prolongada que terá maior impacto neste ano será em Corpus Christi, com previsão de 2,4 milhões de viagens realizadas.

“Feriados prolongados são uma maneira de fazer com que o turista viaje mais e conheça diferentes destinos brasileiros, favorecendo a economia local. O valor que será arrecadado comprova que as datas devem ser aproveitadas para ampliar o faturamento no turismo e impactar outras áreas de comércio como transportes e alimentação”, informa o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

A arquiteta Raquel Maciel, 24, é uma das brasileiras que vai aproveitar a folga prolongada para passear pelo país. No Dia do Trabalhador, a brasiliense vai comemorar a data aos pés do Cristo Redentor e passará sete dias curtindo o Rio de Janeiro (RJ). Os pais e irmãos de Raquel já tinham visita marcada para o Rio por meio de uma excursão que permite uma passada pela cidade. Mas, a ideia pareceu tão boa que se estendeu para toda a família e agora Raquel, um outro irmão e a avó decidiram fazer as malas rumo à cidade maravilhosa.

“Tudo está favorável para realizarmos essa viagem: primeiro porque é feriado prolongado e sem essa data talvez não seria possível juntar todo mundo dessa maneira. Depois, a excursão de parte da família fez com que a outra parte também se interessasse em visitar o Rio. A partir daí, partimos para a pesquisa por passagens mais em conta e conseguimos encontrar bons preços. Tudo indica que será um momento incrível para todos nós”, explica a arquiteta.

Além do Rio de Janeiro, Raquel pretende desfrutar de outros feriados ao longo do ano para conhecer mais belezas nacionais, como Brumadinho (MG). “Vou me organizar financeiramente para fazer visitas a praias e monumentos arquitetônicos. Em Brumadinho, por exemplo, tem Inhotim, que é um dos maiores museus de arte contemporânea a céu aberto da américa latina. Vamos?”, convida, sorridente, a brasiliense.
 
Fonte: Portal do Ministério do Turismo

Copa do Mundo: Brasileiro tem pouco interesse pela Copa, mas 63,7% confiam no Hexa, afirma Paraná Pesquisas

Maioria vê Neymar como craque na Rússia e Tite como o ideal

Neymar será craque da Copa, para 35,2% (Fotos: Lucas Figueiredo/CBF)A menos de dois meses do início da Copa do Mundo da Fifa, 65,8% dos brasileiros não estão interessados na competição que costuma mobilizar milhões de torcedores da Seleção Brasileira de Futebol, a cada quatro anos. Porém, 63,7% das pessoas consultada pelo Instituto Paraná Pesquisas acreditam que o Brasil será hexacampeão na Copa de 2018, que começa no dia 14 de junho, na Rússia.

Para a maioria dos entrevistados, o atacante brasileiro Neymar será o maior destaque da Copa da Rússia, com 35,2% da preferência dos torcedores ouvidos. Os outros craques que terão destaque na competição, serão o português Cristiano Ronaldo, com 30,3%; e o argentino Messi, com 16,9%, de acordo com as respostas dadas ao Paraná Pesquisas. Mas 17,6% não souberam dizer quem seria o craque da Copa da Rússia.

TREINADOR IDEAL

Tite tem quase a unanimidade da confiança do torcedor brasileiroA maioria da torcida brasileira confia no trabalho do técnico Tite, que registrou 75,9% a percepção dos entrevistados de que é o treinador ideal para a Seleção Brasileira. Somente 7,3% reprovam Tite, e 16,8% não sabem ou não opinaram sobre o assunto.

Somente 14,5% dos entrevistados não souberam responder onde será realizada a Copa do Mundo de 2018. E, entre os 68,5% das pessoas que demonstraram desinteresse na competição, 37,5% disseram estar pouco interessado; e 28,3% nada interessado.

Dos 33,2% que disseram se interessar pela Copa da Rússia, somente 8,8% disseram estar muito interessados.

A pesquisa consultou 2.948 brasileiros em 185 municípios de 26 estados mais o Distrito Federal, entre a última terça-feira (24) e quarta-feira (25). A margem de erro é de aproximadamente 2% para os resultados gerais.
 
Fonte: Diário do Poder

Ministério da Cultura vai premiar 500 iniciativas de cultura popular com R$ 10 milhões

Ministro Sá Leitão, Lia de Itamaracá e netas de Selma do Coco durante lançamento do Prêmio Culturas Populares 2018 (Foto: Clara Angeleas/Ascom MinC)

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, lançou, nesta sexta-feira (27), em Recife (PE), a 6ª edição do Prêmio Culturas Populares. Trata-se da maior premiação da cultura popular realizada pelo MinC em termos de valores e número de premiados. Este ano serão investidos R$ 10 milhões – valor recorde – em 500 iniciativas que fortaleçam e contribuam para dar visibilidade a atividades culturais de todo o Brasil, como cordel, quadrilha, maracatu, jongo, cortejo de afoxé, bumba-meu-boi e boi de mamão, entre outras.

"O Prêmio Culturas Populares é um marco. É a maior premiação da cultura popular brasileira, é o reconhecimento da importância de nossas tradições culturais e daqueles que as mantêm vivas e potentes em todas as regiões deste vasto e diverso país", destacou o ministro durante o evento, realizado em clima de festa, com apresentações de grupos de maracatu, quadrilha e outras manifestações populares.

Durante o evento, o ministro defendeu o papel da cultura como fator de união: "Independentemente da visão política, partidária, ideológica de cada um, estamos lidando com algo que está acima disso. A cultura nos une", afirmou Sá Leitão. Ele também destacou que o MinC tem lançado um novo olhar sobre a cultura, resgatando a importância econômica do setor. "Fico angustiado de ver o quanto nós temos historicamente desperdiçado, do ponto de vista econômico, os nossos ativos culturais. Cada real que o poder público coloca na cultura volta multiplicado na forma de arrecadação", destacou.

Na edição deste ano, cada um dos premiados receberá R$ 20 mil, o dobro de 2017. Serão 200 prêmios para iniciativas de mestres e mestras (pessoa física); 180 para iniciativas de grupos sem CNPJ; 70 para pessoas jurídicas sem fins lucrativos; 30 para pessoas jurídicas com ações comprovadas em acessibilidade cultural; e 20 para herdeiros de mestres e mestras já falecidos (in memoriam). As inscrições podem ser feitas de 30 de abril a 13 de junho, pela internet ou via postal.

A seleção dos premiados será conduzida por uma comissão composta por 30 membros: 15 servidores públicos e 15 membros da sociedade civil. Os critérios de seleção incluem o grau de intercâmbio de saberes e fazeres da cultura popular que tenham proporcionado aprendizado entre diferentes gerações, a relevância e a contribuição sociocultural das práticas nas comunidades em que são desenvolvidas, a capacidade de perpetuação e preservação dessas atividades tradicionais, gerando emprego e renda, entre outros.

Em cinco edições, o Prêmio Culturas Populares contou com 9 mil inscrições e distribuiu R$ 18,7 milhões em prêmios a 1545 mestres, grupos e entidades sem fins lucrativos. A premiação estava suspensa desde 2012 e foi retomada no ano passado, quando obteve número recorde de inscritos (2.862), com 500 premiados.

Na edição de 2017, foram 258 agraciados do Nordeste, 151 do Sudeste, 42 do Norte, 21 do Centro-Oeste e 28 do Sul do Brasil. Para garantir que a distribuição dos recursos seja feita de forma democrática, em 2018 serão 100 prêmios para cada região. Se uma das regiões não atingir o total de vagas existentes, as vagas restantes serão redistribuídas entre as demais regiões.

Selma do Coco

Selma do Coco foi essencial para a consolidação do coco, ritmo típico do Nordeste brasileiro (Foto: Priscilla Buhr)

A cada ano, o prêmio homenageia um grande nome da cultura popular. Nesta edição, a homenageada é a cantora pernambucana Selma Ferreira da Silva, a Selma do Coco, falecida em 2015. Nascida em 1925 na cidade de Vitória de Santo Antão, deixou como principal legado a sua contribuição para a consolidação do coco, ritmo típico do Nordeste brasileiro, como referência nacional, tendo gravado cinco discos, ganhado oito prêmios – entre eles um Prêmio Sharp – e participado de festivais internacionais nos Estados Unidos e na Europa.

Selma do Coco teve contato com a música tradicional pernambucana ainda criança, nas festas juninas que frequentava com os pais. Aos 10 anos, mudou-se com a família para Recife. Casou-se e teve 14 filhos, dos quais apenas um chegou à vida adulta. Dos demais, 10 morreram recém-nascidos, dois durante o parto e um em um acidente de caminhão, que também vitimou seu marido. Além dos filhos, também ajudou na criação de quatro sobrinhos.

Já viúva, mudou-se para Olinda. No Alto da Sé, cantava o coco enquanto trabalhava com a venda de tapiocas. A cantoria, inicialmente solitária, aos poucos se transformou em rodas de coco, realizadas no fundo do quintal da casa da artista. "Aos poucos, as pessoas foram gostando, as rodas ficaram cada vez mais cheias e assim minha avó foi ficando conhecida", conta a neta Raquel Marta, 37 anos.

"Ocupo com muito orgulho o lugar dela", destaca Raquel, que é vocalista do grupo Coco de Selma. "Além de fisicamente parecida, minha voz também se parece muito com a de minha avó", afirma. "Ela era uma mulher guerreira, uma grande mestra do coco. Tinha grande amor pelo trabalho. Eu e várias outras pessoas do coco nos espelhamos nela", destaca.

Gravou o primeiro CD – Coco de Roda, o elogio da festa – em 1995. Em 1996, apresentou-se pela primeira vez a um grande público, durante o Festival Abril pro Rock, em Recife. O segundo CD – Cultura Viva – foi gravado em Berlim, em 1997, e relançado no Brasil em 1998 com o nome Minha História. Pela obra, que traz os sucessos A Rolinha, Santo Antônio e Dá-lhe Manoel, recebeu, em 1998, o então Prêmio Sharp, hoje Prêmio da Música Brasileira.

Participou do Festival Lincoln Center, em Nova York, e do New Orleans Jazz & Heritage Festival, em Nova Orleans, entre outros, e se apresentou em diversos países, como Alemanha, França, Bélgica, Espanha, Suíça e Portugal.

Em 2007, recebeu a Ordem do Mérito Cultural (OMC), principal condecoração pública da área da cultura, entregue pelo Ministério da Cultura (MinC). Faleceu em 9 de maio de 2015.

De todas as regiões do Brasil

Histórias de amor pela cultura, de dedicação e de superação dão a tônica do Prêmio Culturas Populares. No ano passado, um dos premiados foi o mestre Severino Vitalino, natural de Caruaru (PE). Com o pai, aprendeu a modelar o barro e retratar personagens e bonecos da realidade local. As obras de Mestre Vitalino podem ser vistas no Museu do Barro de Caruaru e no Museu Casa do Pontal, o mais importante museu de arte popular do Brasil, no Rio de Janeiro. O mestre criou uma narrativa visual expressiva sobre a vida no campo e nas vilas do nordeste pernambucano. Realizou esculturas antológicas, como "o enterro na rede", "cavalo marinho" e "casal no boi", entre outras.

O Grupo Afrolage, do Rio de Janeiro (RJ), também foi premiado no ano passado. Idealizado pela professora e coreógrafa Flávia Souza, busca dar visibilidade à cultura de matriz afro-brasileira, por meio de manifestações culturais como o jongo, a capoeira Angola, o maracatu, o coco e o samba de roda. Todo último domingo do mês, seus membros promovem, de forma voluntária, um encontro na Praça Agripino Grieco, Zona Norte da capital fluminense.

No Centro-Oeste, a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, em Alto Paraíso de Goiás (GO), foi outra expressão cultural reconhecida pelo Prêmio. Fundada em 1997, na pequena Vila de São Jorge, é sede e precursora do Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que reúne, anualmente, manifestações artísticas e expressões culturais do povo brasileiro, como a catira, a curraleira, a sussa, o lundu, o batuque e o congo, entre outros.

Já na região Norte, Mestre Damaceno, o "botador de boi", repentista, cantador de carimbó, compositor de sambas, poeta e pescador, recebeu reconhecimento. Ele criou, a exemplo do boi-bumbá, o "Búfalo-Bumbá" de Salvaterra. A escolha do búfalo se deu por ser um símbolo da paisagem de Marajó. Trata-se de uma brincadeira coletiva, que percorre as ruas da cidade duas vezes por ano, em junho e agosto.

Na região Sul, o Boizinho da Praia, do município de Cidreira (RS), foi um dos contemplados no ano passado. A manifestação cultural havia caído em desuso por mais de 50 anos e foi resgatada, registrada e socializada pelo Mestre Ivan Therra. A iniciativa conta com elementos próprios do imaginário popular do litoral gaúcho, como o Minhocão da Lagoa do Armazém, a Sereia da praia da Cidreira, o Boto Encantado da Barra do Imbé, o mestre Julinho tocador de tambor e as benzedeiras da beira do mar, entre outros.

Dúvidas e mais informações: coedi@cultura.gov.br

27 abril 2018

PERIGO! Consumidores da CAERN em Olho D'água do Borges recebem água 'in natura' em suas residências. Cadê o MP?

CAERN abastece residências com ÁGUA IN NATURA (Sem tratamento)

Consumidores da CAERN em Olho D'água do Borges recebem água 'in natura'


A água de consumo humano é um dos importantes veículos de enfermidades diarréicas de natureza infecciosa, sua contaminação pode ocorrer na fonte, durante a distribuição ou nos reservatórios. Assim, direta ou indiretamente, a água pode levar à transmissão de variados microrganismos principalmente onde as condições de saneamento básico são precárias.
Com a palavra a senhora CAERN

Nível da Barragem Santa Cruz: Ainda faltam 17m para transbordar


Eleições 2018: Quero um vice da produção, ligado ao Sudeste do País’, afirma Ciro Gomes

Estadão

Pré-candidato do PDT afirma que convidou o empresário Josué Gomes para compor sua chapa: ‘Se quiser, é dele’

Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, disse ao Estado que convidou Josué Gomes, presidente da Coteminas e filho de José Alencar (vice-presidente no governo Lula), para ser vice em sua chapa. Josué é considerado também o vice ideal pelo PT. Para Ciro, uma aliança com o PT é “possível e até desejável”, mas “improvável”.

Ciro ainda falou sobre o trio de formuladores econômicos de seu programa de governo – Mauro Benevides Filho, Nelson Marconi e Mangabeira Unger –, defendeu a revogação da reforma trabalhista e se comprometeu com a da Previdência. A seguir, os principais trechos da entrevista.
Para Ciro Gomes, pré-candidato ao Planalto, uma aliança com o PT é ‘muito improvável’ Foto: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Quem o sr. imagina para vice?

Eu gostaria de escolher alguém da produção ligado ao Sudeste brasileiro, Minas Gerais, São Paulo.

Já tem nomes?

Tem nomes.

Josué Gomes da Silva, da Coteminas, é um deles?

É sim, com certeza. Somos amigos há anos. Fui amigo do pai dele, José Alencar. Eu já disse a ele: se quiser, é dele. 
 
O sr. tem conversado com o ex-prefeito Fernando Haddad. Há chance de aliança com o PT?

É possível e até desejável, mas muito improvável. Nesse momento existem variáveis pendentes de definição. Do ponto de vista do PT, a mais grave, e eu tenho que respeitar isso com toda dignidade, é o momento que eles estão vivendo. Seu principal líder preso e eles constrangidos a uma solidariedade que ainda afirma a candidatura do Lula, mesmo preso e inelegível. Olho com respeito o tempo do PT, mas toco minha bandinha.

Até onde vai essa solidariedade? A bandeira ‘Lula Livre’ vai fazer parte da sua campanha?

Minha solidariedade pessoal deriva de um fato histórico. Não conheci Lula pela televisão. É um velho camarada de mais de 30 anos, com quem já tive discordâncias, mas trabalho junto há mais de 16 anos. Fui ministro dele. Dói no meu coração ver um ex-presidente que fez tanto bem ao País preso. A política, entretanto, tem uma crueldade. Nossa responsabilidade é com o futuro de 206 milhões de pessoas. Minha solidariedade não me tira a disciplina de produzir uma alternativa para o Brasil, independentemente do destino do Lula e do PT.

Mas o sr. vai levar a bandeira do ‘Lula Livre’ para a campanha?

Eu gostaria de ver o Lula livre dentro dos mecanismos da democracia e do estado de direito. Não me parece ser a providência mais razoável fazer um acampamento com palavras de ordem insultando o Judiciário às vésperas do julgamento. Das duas uma: ou você confia nas instituições e recorre a elas para corrigir injustiças ou não confia.

É a favor da revisão da possibilidade de prisão em 2ª instância?

O mundo civilizado inteiro garante apenas dois graus de jurisdição para crimes comuns. É muito raro que se dê a um julgamento de crime comum quatro graus de jurisdição. O correto era corrigir a distorção institucional que, hoje, garante quatro graus de jurisdição.

“Olho o PT com respeito, mas toco minha bandinha” diz Ciro Gomes.

Como avalia decisão do PT de manter a candidatura do Lula, mesmo como ele preso?

Há limite para isso. É preciso respeitar o tempo do PT. Acredito que o PT vai ter candidato próprio e não vai convergir em uma unidade no primeiro turno.

Como avalia o fator Joaquim Barbosa?

É a novidade do momento. Ele entra com a biografia do juiz do mensalão. Esteve por um ano no horário nobre da Globo esgrimindo decência e moralidade, que é uma grande demanda. A mim me parece que não basta ser decente e dar exemplo de combate à corrupção. É preciso responder à questão da saúde, da educação e da violência.

Teme que Barbosa ocupe espaço na centro-esquerda?

Não posso temer isso, pelo contrário. Tem um ditado no Ceará que diz: quanto mais cabra, mais cabrito. Não me sinto incomodado com a presença de um homem como Joaquim Barbosa ou de uma mulher como a Marina (Silva), mas não vou me omitir de denunciar o fascismo de uma candidatura ‘bolsaloide’. Tenho o dever de proteger nossa nação dessa coisas que na Alemanha deram no Hitler.

Que reformas o sr. defende, quem será o ministro da Fazenda?

Antes que meu patrão, o povo brasileiro, me dê a tarefa, não posso adiantar ministro. Mas tenho alguns nomes que estão me ajudando. Três nomes que estão coordenando o programa. Mauro Benevides Filho, ex-secretário de Fazenda do Ceará. Trabalha comigo há muitos anos. O outro é o professor Nelson Marconi, da FGV de São Paulo. Ele coordena o programa como um todo. E há uma figura polêmica para quem não o conhece profundamente, Mangabeira Unger.

O que pretende fazer sobre a reforma trabalhista?

Não vou para cima do muro. A reforma trabalhista tem que ser revogada pura e simplesmente. Esta representa uma aberração selvagem.

E a reforma da Previdência?

O Brasil não pode ter medo de se reformar.

O sr. defende algum tipo de privatização?

O Brasil precisa um projeto nacional de desenvolvimento. A privatização deve ser uma ferramenta. Mas como pode o Brasil imaginar privatizar a Eletrobrás? Para mim é um crime.

Há quem se preocupe com o temperamento do sr. durante a campanha.

Sou o que sou, um indignado. Fui criado a maior parte da minha vida em escola pública no interior do Ceará. Tem colegas meus que morreram em uma prisão. Se expresso com um pouco mais de calor a minha indignação, ok, são essas as manchas do meu paletó.

EXERCÍCIO DA CIDADANIA: Vereadores mirins tomam posse durante sessão do projeto Câmara Mirim



Foi dada posse, nesta quinta-feira (26), aos vereadores mirins da edição de 2018 do projeto Câmara Mirim, desenvolvido pela Câmara Municipal de Mossoró. O projeto dá a oportunidade a jovens de escolas públicas e particulares de Mossoró de conhecer de perto o trabalho do legislativo mossoroense.

Este ano, 21 estudantes de oito escolas estão participando do projeto. Os alunos foram escolhidos através do voto dos demais estudantes das escolas para serem “vereadores”. No decorrer do ano, estes jovens participaram de sessões dentro do projeto onde simularão o trabalho dos edis, apresentando projetos, realizando votações e discutindo melhorias para a cidade.

Na solenidade de posse, a vice-prefeita Nayara Gadelha representou o Poder Executivo. “O Câmara Mirim é um exemplo de democracia para estes jovens e dá a oportunidade de se criar, desde cedo, uma consciência política. Parabenizo os diretores das escolas pelo apoio ao projeto.”, declarou.

A vereadora Aline Couto (PHS) , responsável pelo projeto este ano, reconheceu a competência de Petras (DEM), que esteve à frente do projeto em 2017, e destacou a importância do Câmara Cidadã para que os estudantes das escolas conheçam o papel do vereador na sociedade. “É importante conhecer desde cedo a prerrogativa do vereador, que é cobrar ações da prefeitura, fiscalizar e desenvolver projetos de lei que beneficiem a sociedade. ”, completou.

Os vereadores Rondinelli Carlos e Emílio Ferreira (PSD) discursaram durante a posse. “Deixo as portas do meu gabinete aberta às ideias destes estudantes para podermos transformar juntos as reivindicações que eles trouxerem ao Câmara Mirim em demandas oficiais da Câmara de Mossoró.”, disse Rondinelli. “São futuros eleitores e cidadãos que irão transformar o futuro da nossa cidade.”, finalizou Emílio.

Chapa


Após a posse dos vereadores, os estudantes iniciarem os trabalhos legislativos formando chapas e escolhendo o presidente da Câmara. Na votação, a Chapa 2 foi a vencedora, com 13 votos , e o estudante Randenson Costa do Nascimento, da Escola Municipal Professora Celina Guimarães, foi escolhido como presidente.

AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO: Pisa será aplicado para 18 mil estudantes de 661 escolas

Entre 2 e 30 de maio, 18 mil alunos serão avaliados pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). O público-alvo são estudantes de 15 anos, nascidos no ano de 2002 e matriculados a partir do sétimo ano do ensino fundamental. A amostra definida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) contempla até 33 estudantes de cada uma das 661 escolas brasileiras, públicas e particulares, escolhidas. O Pisa será aplicado em mais de 80 países.

A avaliação, totalmente feita em computador, abrange as áreas de leitura, matemática e ciências. O foco do Pisa 2018 é leitura, que terá maior número de questões. Os estudantes selecionados também responderão questões sobre letramento financeiro. Serão ainda coletadas informações contextuais por meio de questionários aplicados aos estudantes, professores e diretores de escola. Pela primeira vez, os pais dos estudantes selecionados também deverão responder a um questionário.

A partir dos resultados, serão produzidos indicadores que contribuem para a discussão da qualidade da educação nos países participantes. Eles também permitem a comparação da atuação dos estudantes e do ambiente de aprendizagem entre diferentes países. A divulgação dos dados será em 2019.

Pisa – O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, tradução de Programme for International Student Assessment, é uma iniciativa de avaliação comparada, aplicada de forma amostral a estudantes na faixa etária dos 15 anos, idade em que se pressupõe o término da escolaridade básica obrigatória na maioria dos países. O Pisa é realizado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Há uma coordenação nacional em cada país participante. No Brasil, a coordenação do Pisa é do Inep.

Assessoria de Comunicação Social do MEC

DINHEIRO: Governo estuda liberar saques do PIS/Pasep para qualquer idade

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, confirmou hoje (26) que o governo pretende liberar os saques do PIS/Pasep para os trabalhadores, independentemente de idade
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
 
O texto em tramitação no Congresso é relatado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS) e aguarda votação

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, confirmou hoje (26) que o governo pretende liberar os saques do PIS/Pasep para os trabalhadores, independentemente de idade. O objetivo é dar uma injeção de estímulo à economia em torno de R$ 10 bilhões a R$ 15 bilhões. Pela proposta, poderão sacar os recursos os trabalhadores cadastrados no fundo até 4 de outubro de 1988 e que ainda não retiraram o saldo total de cotas nas contas individuais.

Após participar da 2ª Conferência do Banco de Desenvolvimento da América Latina Infraestrutura para o Desenvolvimento da América Latina, em Buenos Aires, Colnago disse que está em estudo a hipótese de abrir uma “janela temporal de um ou dois meses” para que os trabalhadores façam os saques dos recursos retidos. Porém, a medida ainda depende de aprovação no Congresso Nacional.

O texto em tramitação no Congresso é relatado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS) e aguarda votação. Atualmente, o fundo só pode ser sacado por aposentados ou pessoas de mais de 70 anos. A proposta do governo era reduzir a idade para 60 anos.

Servidores

Colnago sinalizou ainda que o governo ainda examina a possibilidade de reajustar os salários dos servidores federais, em 2019. Segundo ele, o Executivo analisa “janelas” para ter “mais liberdade” sobre o que deve ser colocado em prática.

De acordo com o ministro, no momento o que há é uma proposta para adiar concessões de reajustes e, não suspendê-los de forma definitiva. Ele disse que a proposta é para dar uma margem de manobra maior ao próximo governo, que tomara posse em 2019 tendo apenas R$ 100 bilhões para despesas de custeio. “É um valor baixo. Para se ter uma ideia, este ano nós temos R$ 128 bilhões”, disse.

Dólar

Questionado sobre a alta do dólar, que chegou ontem a R$ 3,48, o valor mais alto em quase dois anos, Colnago admitiu que a continuidade do valor alto não contribui para a economia. Segundo ele, esta volatilidade é ruim. Porém, o ministro se disse convencido que deve uma estagnação em torno de R$ 3,50.

Colnago reiterou que a alta do dólar impacta diretamente na inflação, mas não demonstrou preocupação: “Temos uma certa gordura, nível de inflação abaixo da meta [por exemplo]”. De acordo com ele, o volume de reservas em torno de US$ 380 bilhões e a balança comercial em superávit de US$ 65 bilhões colaboram para um clima de equilíbrio, mesmo com a volatilidade da moeda norte-americana.

Crescimento

Segundo ministro, o governo trabalha com uma estimativa de 3% de crescimento para este ano, alinhada com o mercado. “Não tem uma posição oficial. O mercado está caminhando para 2,7% a 2,8%, seria um bom crescimento”, disse. “Nosso produto potencial seria de 2,5%.”

Colnago lembrou que a perspectiva de crescimento econômico está diretamente associada à utilização do que hoje é uma capacidade ociosa na indústria nacional, o que pode mudar a estrutura atual, e também considerar as possibilidades de reformas em curso, como a da Previdência.

Para o ministro, o processo como um todo deve levar de três a quatro anos. De acordo com ele, em 2022, o Brasil deve “estar no mesmo patamar” de 2014. Ele ressaltou que a inflação está “muito bem comportada”, assim como os juros nominal e real estão mais baixos. “O importante é que a gente consiga manter baixos a inflação e os juros”, afirmou.

Reforma da Previdência

O ministro defendeu ainda a retomada das discussões sobre a reforma da Previdência. De acordo com ele, a despesa em torno de R$ 40 a R$ 50 bilhões por ano. “O novo presidente terá um conjunto de desafios pela frente”, observou.

Translate