01 março 2018

Undime integra campanha de valorização do ensino público

 TODOS PELA EDUCAÇÃO
Em um formato inédito, que mistura ficção e realidade, a Globo se une a diversos parceiros de Educação para lançar uma campanha em seus intervalos e na novela “Malhação: Viva a Diferença”. Realizada em parceria com entidades como Unicef, Fundação Roberto Marinho, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Associação Nova Escola, Organização Cidade Escola Aprendiz e Todos pela Educação, a campanha “Você é o público da escola pública” foi lançada nacionalmente nesta quarta-feira (28) como um grande movimento pelas escolas públicas. O objetivo é mobilizar a sociedade por uma educação pública de qualidade e enfatizar a importância do envolvimento de todos – educadores, alunos, familiares e comunidade. Em uma etapa posterior, a campanha contará com depoimentos de quem construiu sua trajetória na escola pública, que hoje concentra cerca de 80% dos alunos e dos professores da Educação Básica de todo o país, de acordo com dados do Censo Escolar de 2017.
“A sociedade tem apontado, com profunda razão, várias questões que precisam ser resolvidas na escola pública, mas não podemos deixar que milhões de crianças e jovens deixem de acreditar que um futuro melhor pode ser alcançado através da escola onde estudam”, afirma Sergio Valente, diretor de Comunicação da Globo. Ele ressalta que os problemas continuarão sendo mostrados assim como as oportunidades de melhorias. “Mas temos de deixar claro que a escola pública não é apenas um universo de problemas, mas um ambiente que reúne educadores dedicados, familiares e a comunidade engajados e estudantes ansiosos para aprender e construir seu futuro. Essa campanha cumpre três objetivos: mobilizar a sociedade para que cobre melhorias no ensino público, para que ela participe do ensino público e mostrar que a única forma de conseguirmos cuidar e cobrar é comparecendo, estando presente”, completa.

A diretora de Responsabilidade Social da Globo, Beatriz Azeredo, ressalta a importância da união de forças entre a Globo e os parceiros para tratar do tema. “Só com uma educação de qualidade para todos, conseguiremos enfrentar as desigualdades sociais e gerar oportunidades”, diz ela, acrescentando: “Valorizar a escola pública é uma causa de toda a sociedade brasileira e o papel da Globo é colocar sua capacidade de mobilização a serviço desta causa. O tamanho do desafio em educação exige a união de esforços e o envolvimento de organizações de referência foi fundamental”, afirma.

A estratégia de lançamento do projeto também segue um formato inovador: no contexto de uma obra comprometida com o ensino público desde o início da temporada. No capítulo de “Malhação – Viva a Diferença” desta quarta-feira, a campanha será criada pelo personagem Luis, interpretado por Ângelo Antonio. Na trama, Luis exibe para Dóris (Ana Flávia Cavalcanti), diretora do colégio público Cora Coralina, o primeiro filme da campanha de valorização à educação pública, que depois passa a ir ao ar também nos intervalos da programação e em outras plataformas. O autor Cao Hamburger defende a iniciativa: “Se queremos um dia ser um país mais decente, temos de cuidar desse sistema. A sociedade como um todo tem que abraçar, defender, valorizar a escola pública. É o único caminho! Todos os países que hoje são considerados desenvolvidos, um dia fizeram a lição de casa: priorizaram a força e a qualidade do ensino público”.

“A educação pública é um direito fundamental no Brasil. Infelizmente, mais de 2,8 milhões de meninas e meninos, entre 4 e 17 anos, ainda estão fora da escola e muitos outros não recebem a educação com a qualidade adequada. Nenhuma criança e adolescente deve estar fora da escola e todos têm o direito de aprender. Com esta iniciativa da Globo temos, juntos, ajudado a colocar o direito à educação no centro da agenda nacional e mobilizar os brasileiros pela valorização da escola pública e, claro, dos professores. A educação pública de qualidade universal é a forma mais eficiente para reduzir desigualdades e garantir o desenvolvimento pleno de nossas crianças e adolescentes”, avalia Florence Bauer, representante do Unicef no Brasil.

Para o presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, a campanha representa a crença no poder de transformação social da escola pública. “A Undime, como representante dos dirigentes municipais de educação, acredita na escola pública, por ser a expressão maior da garantia do direito à educação. É preciso que todos estejamos juntos, em defesa de uma educação pública de qualidade e com equidade. Por isso, a Undime abraça essa campanha e convida todos a fazer o mesmo. Precisamos acreditar no poder de transformação social da escola pública em nosso país”, afirma.
"É cada vez mais relevante falar sobre educação e atuar em defesa da escola pública. Campanhas como essa tem a capacidade de mobilizar pessoas para essa causa fundamental para o Brasil", pondera João Alegria, gerente geral do Canal Futura/Fundação Roberto Marinho.
A diretora executiva da Organização Cidade Escola Aprendiz, Natacha Costa, ressalta a importância de tornar o tema levantado pela campanha uma agenda prioritária no país. “É fundamental para o Brasil que a Educação pública, gratuita, laica e de qualidade para todos e todas se converta finalmente em uma agenda prioritária no país. Essa conquista requer a participação ativa de toda a sociedade: do dia a dia das escolas e territórios brasileiros à formulação e implementação de políticas públicas comprometidas com a efetivação desse direito”, avalia.
“Embora a Educação não seja capaz de, sozinha, resolver todos os problemas do país, não há caminho para melhorar o Brasil que não passe por ela. Por isso, é fundamental e urgente colocarmos a Educação como prioridade nacional, e a campanha reforça a importância da mobilização de todos em um momento especialmente promissor para mudanças, que é o ano de eleições. Uma escola pública melhor é a síntese de um Brasil mais justo”, acredita Priscila Cruz, presidente executiva do movimento Todos Pela Educação.
A diretora executiva da Associação Nova Escola, Flavia Goulart Pereira, lembra que grande parte das crianças e adolescentes do país está no ensino público. "A escola pública é responsável pela educação de 80% das crianças e dos adolescentes do país. Ao apoiar a campanha, a Associação Nova Escola reafirma seu compromisso com um ensino de alta qualidade para todos os brasileiros e brasileiras".
Clique aqui e confira a reportagem, veiculada no Jornal Hoje, sobre o lançamento da campanha.
Fonte: Rede Globo com adaptações


0 comentários:

Postar um comentário

Translate