21 março 2018

SINTE/RN vai avaliar propostas do governo em assembleia da Rede Estadual nesta quinta (22)

A primeira proposta apresentada pelo governo nos primeiros momentos da negociação da campanha salarial da educação, era pagar a correção do Piso Salarial 2018, de 6,81%, apenas para o nível médio, distorcendo a tabela salarial e prejudicado a carreira. A proposta foi rechaçada pela direção do Sindicato que nem chegou a submete-la à categoria.

Depois, o governo propôs pagar o Piso em cinco parcelas iguais de julho a novembro, para aposentados e ativos. A proposta foi rejeitada em Assembleia no dia 16 de março e a greve foi aprovada.

Na audiência realizada na tarde desta segunda-feira (19), a primeira proposta de pagamento, de 3% em junho e 3,81% em setembro, foi recusada pela direção do SINTE/RN. A pressão fez com que o Governo apresentasse uma nova proposta: pagar 3 % para ativos em junho e em julho seriam 3,81%. Para os aposentados a primeira parcela seria de 3% também em junho, mais 3,81% em setembro.

Mais uma vez a direção pressionou por uma melhora na proposta. Após diálogo com o governador, a secretária de educação Claudia Santa Rosa, apresentou a proposta que, segundo ela, seria a final: pagar 6,81% para os ativos em abril e neste mesmo mês iniciar o pagamento de seis parcelas de 1% para os aposentados, sendo a sexta a ser paga em setembro no percentual de 1,81%.

Com o fim da possibilidade de avanço além dessa proposta, a direção do SINTE/RN deverá levar as informações para serem avaliadas pela categoria, a em assembleia da Rede Estadual a ser realizada nesta quinta-feira, dia 22/03, às 14h na Escola Estadual Winston Churchill, no Centro de Natal.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate