26 fevereiro 2018

RN: Disputa pelo Governo do Estado começou a ser configurada

 
As correntes políticas do RN começaram a definir seus projetos de candidaturas ao Governo do RN. Alguns nomes já estão colocados no tabuleiro..

A disputa promete ser muito acirrada no primeiro turno..

No atual momento, neste final de fevereiro e inicio de março, podemos constatar uma provável disputa no primeiro-turno com principais candidatos como: senadora Fátima Bezerra, governador Robinson Faria, prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, desembargador Claudio Santos e agora a candidatura do vice-governador Fábio Dantas pelo PSB.. Com muitos candidatos a eleição tende a ser definida no segundo turno..

Pesquisas de opinião pública revelam que a senadora Fátima Bezerra está garantida do segundo turno liderando intenções numa margem de 30% , caso a eleição fosse hoje.. A outra vaga que disputaria com a senadora Fátima Bezerra aparecem os candidatos Robinson Faria, Fábio Dantas, Carlos Eduardo Alves e Cláudio Santos e outros candidatos com menores potenciais..

Levando em consideração que a senadora Fátima Bezerra mantenha seus 30% de intenções de votos, retirando uma margem histórica de 25% de votos brancos, nulos e abstenção, deverá sobrar 45% dos votos válidos para serem disputados pelos demais candidatos..

Nesta eleição, Fátima Bezerra vai fazer o discurso petista atrelando sua candidatura ao projeto político do PT e do ex-presidente Lula, que sendo ou não candidato, terá forte influência na eleição, sobretudo no Nordeste onde ele é muito forte.

Robinson Faria deverá fazer o discurso de governo, elencando suas obras e justificando às crises que enfrentou e certamente apresentando uma receita para resolver os problemas do RN.

Carlos Eduardo Alves terá em seu palanque os caciques-senadores Garibaldi Alves, José Agripino Maia, os filhos de Agripino e Garibaldi Alves, Walter Alves e Felipe Maia. O discurso de Carlos Eduardo Alves já sabemos qual é, ele certamente vai alegar que reorganizou Natal quando sucedeu a ex-prefeita Micarla de Sousa.. Carlos Eduardo Alves com as presenças dos senadores Alves e Maia investigados não poderá fazer um discurso moralizador pregando ética e probidade- não se fala em corda em casa de enforcado.. Pesquisas indicam que os senadores Garibaldi Alves e José Agripino contaminam o palanque de Carlos Eduardo Alves por serem investigados e réu em ações penais sob acusados recebimento de propina. Será que Carlos Eduardo Alves teria coragem de ser candidato sem o apoio dos caciques Alves e Maia?

O desembargador Claudio Santos, mantendo sua candidatura, irá fazer um discurso reformista pregando uma mudança geral não apenas no campo administrativo, mas também no comportamento político partidário..

O vice-governador Fábio Dantas deverá montar sua candidatura com o apoio do grupo político dos deputados da Assembleia Legislativa e do deputado federal Rogério Marinho. A candidatura de Fábio Dantas deverá ser atrelada à candidatura do governador Geraldo Alckmin à Presidência da República, até agora ele não adotou um discurso de oposição..

Neste contexto, com vários candidatos, é imprevisível apontar qual o candidato que irá para o segundo turno disputando com Fátima Bezerra. É preciso lembrar que historicamente os candidatos do governo, ou seja, da situação, nunca obtiveram menos de 20% dos votos apurados.

No primeiro turno Garibaldi Alves em 1998 obteve 50,17%; Fernando Freire obteve 30,9% derrotado o senador Fernando Bezerra; em 2010, o então candidato do Governo do Estado, Iberê Ferreira de Souza obteve 36,24% dos votos validos e apurados não indo para o segundo turno pelo fato do candidato Carlos Eduardo Alves ter obtido uma votação inexpressiva.. Em 2014 Rosalba era governadora, mas não foi candidata à reeleição pelo fato do senador José Agripino Maia ter negado legenda, então, neste caso, não podemos registrar o percentual de votos do esquema governista.

Neste embolado, ainda existe um grupo de empresários que estão anunciando candidaturas ao Governo do Estado e ao Senado, mas, até agora eles estão sem definição partidária..

0 comentários:

Postar um comentário

Translate