23 fevereiro 2018

Edital de novo concurso para a Polícia Militar no RN será de nível superior

A medida foi discutida durante reunião da Comissão Especial responsável pela condução do concurso para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O encontro não foi suficiente para dirimir as outras demandas geradas após a suspensão do concurso
Crédito da foto: Divulgação Novas reuniões serão marcadas para definir formas de devolução dos valores a candidatos

Durante reunião ocorrida na tarde desta quarta-feira, 21, a Comissão Especial responsável pela condução do concurso para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte definiu que um novo edital para o certame será lançado. O novo documento será exclusivo para candidatos de nível superior.

O encontro não foi suficiente para dirimir as outras demandas geradas após a suspensão do concurso Justiça estadual por não estar de acordo com a Lei Complementar Estadual número 613/2018. Segundo a lei, o edital número 02/2018 deveria restringir a concorrência apenas aos interessados em ingressar na PM que comprovassem graduação em nível superior.

Também não ficou definido como será a forma de devolução dos valores referentes a taxa de inscrição dos candidatos que não atendem as novas exigências e para aqueles que pretendem desistir do certame. As medidas devem ser anunciadas na próxima semana.

Ainda está pendente questões como a renegociação do contrato com a empresa responsável pela elaboração das provas, e se o valor das inscrições permanecerá os mesmos R$ 100 cobrados no edital que foi suspenso.

Mesmo que o Governo do Estado republique o edital para o concurso da Polícia Militar do RN a nomeação dos mil novos policiais para o quadro de praças só será possível em 2019. Isso porque os aprovados e convocados terão de passar por um curso de formação com duração de 10 meses, com disciplinas que vão desde ao aprendizado de técnicas de abordagem, formação militar e prática de tiro.

O edital original do concurso da PMRN foi publicado em 16 de janeiro desse ano, duas semanas após a sanção da Lei Complementar Estadual número 613/2018 introduzindo a exigência do nível superior para o ingresso de Praças.
 
Fonte: Jornal de Fato

0 comentários:

Postar um comentário

Translate