18 janeiro 2018

Resultado do Enem sai nesta quinta (18); veja como recuperar sua senha para vê-la

Do UOL, em São Paulo

Candidatos que fizeram as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2017 poderão consultar suas notas a partir das 11h desta quinta-feira (18). A divulgação foi antecipada em um dia pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pelo exame.

O resultado estará disponível na Página do Participante e também no aplicativo do Enem, disponível para Android e iOS. É preciso ter em mãos o CPF e a senha cadastrada no sistema do Enem para ter acesso à nota. Participantes que não se lembram da senha cadastrada precisam recuperá-la –a recomendação do Inep é que os candidatos façam isso ainda antes da divulgação das notas.

Confira o passo a passo para recuperar a senha em três situações: aqueles que esqueceram a senha, mas lembram o e-mail cadastrado; aqueles que esqueceram a senha e o e-mail, mas lembram o telefone cadastrado; e aqueles que esqueceram senha, e-mail e telefone cadastrados.

Esqueceu a senha?
Acesse a Página do Participante
Forneça seu CPF; responda ao desafio e clique em “Esqueci minha senha”
Na tela seguinte, confira se o e-mail está certo, responda ao desafio e clique em “Enviar nova senha por e-mail”

Esqueceu a senha e o e-mail?
Acesse a Página do Participante
Forneça seu CPF; responda ao desafio e clique em “Esqueci minha senha”
Na tela seguinte, confira se o e-mail está certo
Se você não se lembra ou não tem acesso ao e-mail apresentado, responda ao desafio e clique em “Não tenho acesso a este e-mail”
Na tela seguinte, confira se o número do celular está certo
Responda ao desafio e clique em “Enviar nova senha por SMS”

Esqueceu a senha, o e-mail e o celular?
Acesse Página do Participante
Forneça seu CPF; responda ao desafio e clique em “Esqueci minha senha”
Na tela seguinte, confira se o e-mail está certo
Se você não se lembra ou não tem acesso ao e-mail apresentado, responda ao desafio e clique em “Não tenho acesso a este e-mail”
Na tela seguinte, confira se o número do celular está certo
Se você também não se lembra ou não tem acesso ao telefone apresentado, responda ao desafio e clique em “Não tenho acesso a este telefone celular”
Na tela seguinte, altere seus dados de contato. Preencha os campos solicitados, responda ao desafio e clique em “Salvar novos dados de contato e enviar nova senha”
A mensagem “Dados confirmados com sucesso” será exibida. Uma notificação será enviada para o e-mail cadastrado na inscrição informando que foi feita uma alteração. Uma nova senha será enviada para o novo e-mail cadastrado
O que fazer com sua nota

Com as notas do Enem, os estudantes poderão concorrer a 239.601 vagas em universidades federais e institutos tecnológicos através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Elas estão distribuídas entre todos os 26 Estados do país e o Distrito Federal. É possível consultar as vagas por curso, cidade e instituição de ensino no site do Sisu.

As inscrições serão abertas no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 do dia 1º de fevereiro. Só pode se inscrever quem fez o Enem e tirou uma nota acima de zero na redação.

No Sisu, os candidatos podem escolher até duas opções de cursos. O resultado vai ser publicado no dia 2 de fevereiro e as matrículas vão acontecer entre os dias 5 e 7 do mesmo mês.

A nota do Enem também pode ser usada para concorrer a bolsas de estudos em instituições privadas de ensino superior por meio do Prouni (Programa Universidade para Todos) e ao financiamento do Fies (Programa de Financiamento Estudantil).

Dá para estudar até no exterior com ela– ao todo, 27 universidades portuguesas já aceitam a nota do Enem como critério para ingresso nas instituições.
Entenda a nota do Enem

A metodologia utilizada para correção do Enem é a TRI (Teoria de Resposta ao Item), modelo estatístico que permite comparar o desempenho em diferentes edições da prova. Na TRI, leva-se em conta para o cálculo da nota não apenas o número de acertos do candidato, mas o nível de dificuldade de cada item.

Pela TRI, também é analisada a coerência das respostas do participante diante do conjunto das questões que formam a prova. Por isso, o número de acertos não tem correspondência direta com a pontuação final.

Não é possível comparar o número de acertos nas provas de diferentes áreas do conhecimento. Se um aluno acerta a mesma quantidade de itens nas provas de matemática e ciências humanas, por exemplo, não significa que a pontuação obtida será igual. Isso porque o nível de dificuldade de cada prova e dos diferentes itens que a compõem afetam esse cálculo final.

Veja mais...

0 comentários:

Postar um comentário

Translate