09 janeiro 2018

Federação das faculdades não recomenda adesão ao novo Fies

SÃO PAULO – A Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) está recomendando, em carta, às instituições de ensino superior a não aderirem ao novo Fies, programa de financiamento estudantil do governo federal. Segundo Ademar Batista Pereira, presidente da Fenep, as novas regras do Fies exigem que as faculdades concedam contrapartidas elevadas, o que torna o Fies inviável financeiramente e com risco de as instituições terem “inviabilizada sua gestão, bem como fragilizadas as condições administrativas e econômicas.”

Nas contas da Fenep, somando as várias contrapartidas exigidas, os descontos podem variar de 30% a 40% dos valores das mensalidades. Entre as novas exigências do Fies, uma das mais criticadas é a que determina que entre 10% a 25% da mensalidade seja revertida para o fundo garantidor do programa. “Outro problema é que as mensalidades atreladas ao Fies só podem ser reajustadas por índices pré-determinados”, disse Pereira.

“Mesmo ciente de que a recomendação pode incidir no não cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), orientamos e sugerimos aos mantenedores e diretores das IES que não adiram ao Novo Fies”, diz outro trecho da carta.
 
Fonte: Blog do Primo

0 comentários:

Postar um comentário

Translate