27 janeiro 2018

Campeonato Potiguar: América-RN aproveita "apagão" do ABC, faz 3 a 0 e abre vantagem no primeiro turno

Cascata, Guilherme e Adriano Pardal garantem vitória rubra na Arena das Dunas. Alvinegro teve Yan Petter expulso no início e não resistiu
compartilhe este jogo

BAILE EM VERMELHO E BRANCO

 O Campeonato Potiguar agora tem um líder isolado. Com direito a "olé" no fim, o América-RN soube aproveitar a vantagem numérica em campo após a expulsão de Yan Petter no primeiro tempo e venceu o ABC por 3 a 0 na tarde deste sábado. A vitória no primeiro Clássico Rei do ano coloca o Mecão com três pontos de vantagem na ponta do primeiro turno - tem 12 contra 9 do rival. Cascata, Guilherme e Adriano Pardal fizeram os gols para a alegria do lado vermelho da Arena das Dunas. 


ATRASO

O clássico deste sábado começou com um atraso de 15 minutos devido à falta de energia em parte dos refletores da Arena das Dunas. Após a espera, o goleiro Edson, do ABC, conversou com o árbitro Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro e disse que não teria problema para o início do jogo - ele estava do lado mais escuro.



LANCE CAPITAL

Aos 21 minutos do primeiro tempo, Danilo fez o cruzamento da esquerda, Cleiton deixou passar e atrapalhou o goleiro Edson, que deu o rebote. Livre, Juninho Tardelli finalizou e Yan Petter evitou o gol com o braço. O árbitro Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, em cima do lance, marcou o pênalti e expulsou o lateral-esquerdo do ABC. Cascata converteu e abriu caminho para a vitória.

DOMÍNIO RUBRO

Até os 15 minutos de jogo, o domínio foi total do ABC. Coincidentemente, este foi o período que os refletores estiveram apagados. Quando a iluminação foi restabelecida e veio a expulsão de Yan Petter e o gol de Cascata, a história do clássico mudou. O América aproveitou a desorganização do rival para marcar o segundo. Em três toques: de Pardal para Danilo, de Danilo para Guilherme, de Guilherme para as redes.

COM DIREITO A OLÉ

Mesmo com um a menos, o ABC esboçou uma reação. Teve chance com Wallyson, em jogada individual pela esquerda, e acertou a trave em chute de primeira de Anderson Pedra, ainda no fim da primeira etapa. O balde de água fria veio no início do segundo tempo. Após cruzamento para a área, a defesa não conseguiu cortar e Adriano Pardal apareceu para completar em cima da linha. A fatura estava liquidada. Depois, por mais que o Alvinegro insistisse em chegar ao campo adversário, o América tinha o controle do jogo e levava mais perigo. Cascata, Tadeu e Mateusinho tiveram chances de ampliar, mas vacilaram. Nos minutos finais, os jogadores rubros ainda fizeram a festa com a torcida, com direito a "olé".

0 comentários:

Postar um comentário

Translate