04 janeiro 2018

Bancada Federal reafirma união e preocupação com RN em reunião com governador

O governador Robinson Faria (PSD) recebeu a bancada federal para uma reunião acerca da grave crise que passa o Rio Grande do Norte.

Da bancada, o governador ouviu e sentiu o clima de preocupação e união diante da situação.

Vejam as declarações dos membros da bancada avaliando a reunião:


Senadores
Fátima Bezerra (PT): “A reunião foi propositiva, a bancada recebeu, por parte da equipe do governo, os esclarecimentos sobre a atual situação financeira do estado e decidimos que nós, parlamentares federais, somaremos esforços para ajudar o Rio Grande do Norte a enfrentar a crise, sobretudo no âmbito das demandas em Brasília.O Executivo nos apresentou as medidas fiscais que pretende adotar no Estado, entre elas a que aumenta a alíquota previdenciária cabível ao funcionalismo. Deixei claro que nem eu nem o meu partido pactuamos com ações que joguem no colo do servidor já fragilizado todo o ônus da crise”.

Garibaldi Filho (MDB): ” Vamos ajudar a buscar o apoio dos deputados estaduais para as medidas econômicas e junto ao Governo Federal vamos atuar para a liberação de recursos após o Estado aderir ao Programa de Equilíbrio Fiscal”.

José Agripino (DEM): ” Participamos da reunião na Governadoria com a bancada federal para ajudar a encontrar caminhos que solucionem a crise financeira enfrentada pelo Rio Grande do Norte. Não se trata de salvar governo A ou B, a questão é salvar o nosso Estado e o povo potiguar que vive momentos de aflição”.

Deputados Federais

Antônio Jácome (Podemos): “Reunião proveitosa porque unificou os interesses do Estado e objetivou a busca pela solução. Acertamos uma agenda conjunta em Brasília a partir do dia 15″.

Beto Rosado (PP): “Foi uma reunião importantíssima onde discutimos a questão financeira do RN. Foi apresentado que o Estado tem um déficit mensal de R$ 100 milhões. Então é um momento de extrema dificuldade e nós precisamos dessa união pelo RN”.

Fábio Faria (PSD): “Foram expostos todos os números para a bancada entender porque a situação financeira do Estado está assim, e o principal motivo é o grande aumento dos gastos com a previdência estadual, que disparou 78% nos últimos três anos. O Governo mostrou que fez economia em custeio, investimentos, na folha de comissionados que já é a menor do país e agora elabora um pacote de recuperação fiscal que será modelo no Brasil.”

Rafael Motta (PSB): “Nosso papel é manter a coesão para se conseguir a ajuda do Governo Federal. Espero que a União seja solícita”.

Rogério Marinho (PSDB): “Nós estamos felizes de termos sido convidados pelo governador, pois todos nós temos uma responsabilidade com o Estado, independente das questões políticas. É preocupante a situação do RN que tem um déficit mensal de mais de R$ 100 milhões. O Estado atualmente está sem capacidade de investimento. É uma situação que saiu do controle. É necessário, entre tantas medidas, a aprovação de leis pela Assembleia Legislativa e buscar o apoio de toda a sociedade civil. Nos dispusemos a irmos juntos à Brasília em busca de apoio do Governo Federal após o Estado fazer sua parte”.

Zenaide Maia (PR): “Foi uma reunião explicativa e produtiva. Mas o assunto principal foi o repasse não realizado pelo Governo Federal de R$ 600 milhões como havia sido prometido por Medida Provisória. É necessário o repasse para que os servidores tenham seus salários regularizados”.

Walter Alves (MDB): “A reunião foi para explanar a situação do Estado que é difícil e nosso mandato está à disposição como sempre esteve. Nós vamos participar de reuniões em Brasília e buscar ajuda o mais rápido possível para sanar o prejuízo aos servidores que estão sofrendo tanto”.
 
Fonte: Heitor Gregório

0 comentários:

Postar um comentário

Translate