28 novembro 2017

UERN: Reitor cobra posição do governador em relação aos conflitos com servidores

Em reunião ocorrida hoje em Natal envolvendo o Fórum dos Reitores do Rio Grande do Norte e a chefe de gabinete Tatiana Mendes Cunha, o reitor Pedro Fernandes Ribeiro Neto cobrou uma posição do governador Robinson Faria em relação aos conflitos com servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

O reitor questionou a nota do Governo do Estado que colocou que os salários estão atrasados há 25 dias. “São mais de 20 meses seguidos de atrasos salariais”, frisou.

Admitindo que a situação financeira dos servidores e professores da UERN é delicada ele declarou que é preciso o governador se posicionar. “A situação entre docentes e governo está se tornando muito delicada. O governador precisa receber a categoria e se posicionar sobre os últimos acontecimentos”, declarou.

Nesse momento a secretária chefe de gabinete colocou que não há data para efetuar o pagamento.

O reitor pediu a palavra e lembrou que há tratamento diferenciado entre as categorias. “Isso complica a situação. É difícil lidar com a situação após uma categoria ser paga e outra não. Fica parecendo que o dinheiro está disponível e que não se paga porque não quer”, analisou.

As cobranças de Pedro Fernandes para que o governador receba a categoria foi reforçada pelos demais reitores presentes ao encontro. Cada um deles reforçou o respeito e a admiração pela UERN.

O reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) Arimatea Matos destacou a importância da UERN para a instituição superior que dirige. “A UERN é nossa vizinha de cerca, sua existência é fundamental para a UFERSA”, frisou.

O reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) Wyllys Farkatt destacou as parcerias com a UERN. “A UERN hoje é a maior parceira do IFRN em relação às pós-graduações onde a experiência da UERN foi fundamental para começar o nosso programa”, destacou.

A reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) Ângela Paiva lembrou do peso da UERN no interior do Estado. “Quando eu era criança no Oeste Potiguar, a única esperança que as famílias tinham se chamava UERN”, lembrou.

Ainda participaram do encontro o professor João Batista Xavier, o diretor do Campus de Natal Francisco Dantas e a pró-reitora adjunta de recursos humanos e assuntos estudantis Jéssica Neiva.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate