07 novembro 2017

Servidores da saúde do Rio Grande do Norte iniciarão greve na próxima segunda-feira

Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte já realizaram greve na gestão do governador Robinson Fari

Os servidores estaduais da Saúde do Rio Grande do Norte entrarão em greve na próxima segunda-feira (13), sem previsão pra terminar. A decisão foi tomada nesta segunda (6), em assembleia realizada no auditório do Sinpol, em Natal.

Os servidores exigem o salário em dia, que desde janeiro de 2016, o Governo do Estado paga em atraso, e a anulação do pacote de ajuste fiscal enviado à Assembleia Legislativa.

A categoria também aprovou a participação do Dia Nacional de Paralisações e Greves, no dia 10 de novembro. A data foi aprovada em uma plenária nacional do “Movimento Brasil Metalúrgico” e incorporada pelas centrais sindicais. O dia também é véspera da entrada em vigor da Reforma Trabalhista, que acaba com direitos históricos dos trabalhadores.

Em Natal, um ato unificado está marcado para o dia 10, com concentração às 14h, no bairro do Alecrim e às 15h, caminhada até o Centro da cidade.

UERN

Outra categoria que já definiu greve por tempo indeterminado é de docentes da Universidade do Estado do Rio Grande. As atividades serão paralisadas na próxima sexta-feira (10), Dia Nacional de Paralisação, sem data para terminar.

Os professores tomaram a decisão em assembleia geral na semana passada, sob a orientação da Associação dos Docentes da Uern (ADUERN). Eles reclamaram o atraso no pagamento de salários (quem ganha acima de R$ 4 mil ainda não recebeu o mês de setembro) e a falta de proposta por parte do governo, além de outras demandas represadas.

A última greve dos professores da Uern durou mais de cinco meses.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate