03 outubro 2017

Sem dinheiro, Planalto promete emendas de 2018 em troca de apoio na 2ª denúncia

Com orçamento estourado, o governo decidiu pedir fiado aos deputados aliados para o pagamento de emendas parlamentares nas negociações para derrubar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. A estratégia é começar a negociar a liberação adiantada das emendas de 2018.

A estratégia começou a ser colocada em prática depois que o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, alertou o Planalto na semana passada de que não há mais dinheiro em caixa para negociação de emendas nesse ano.

O alerta do ministro do Planejamento foi revelado pela repórter Delis Ortiz, da TV Globo, e confirmada pelo Blog.

A pressão de aliados por liberação de emendas e cargos no governo aumentou na última semana com a tramitação da denúncia na Câmara dos Deputados. Integrantes da base ainda cobram por promessas feitas pelo Planalto durante a negociação para derrubar a primeira denúncia.

A avaliação de aliados é que essa será a última grande votação de interesse do governo para negociar demandas com o Planalto. Sem crédito neste momento, os articuladores políticos de Temer decidiram incluir no balcão o orçamento de 2018.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate