28 setembro 2017

STF permite ensino religioso confessional nas escolas públicas

No Brasil, escolas públicas poderão ensinar uma só religião
Nesta quarta (27), por 6 votos a 5, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que professores de ensino religioso promovam suas crenças nas salas de aulas de escolas públicas de todo o país, cancelando na prática o princípio segundo o qual o Estado é laico.

Os votos favoráveis ao modelo confessional foram dos ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e o voto decisivo foi da presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia.

O modelo de ensino religioso confessional é ministrado com informações exclusivas de uma determinada religião, seja católica, protestante, evangélica, umbandista ou budista, por exemplo.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate