21 agosto 2017

Sindicatos de empregados e patrões viraram “negócio rentável” no Brasil e já são quase 18 mil

Cláudio Humberto, hoje, 21:

O número de sindicatos no Brasil passou dos 17,2 mil este ano, no governo Michel Temer.

Em setembro de 2015, antes do impeachment de Dilma, o total já era impressionante: 15,9 mil entidades.

Quando Lula foi reeleito, o Brasil virou campeão no número de sindicatos, com mais de 90% do total mundial.

Foi autorizada a criação de 9.382 sindicatos em 2006, mais da metade dos 17.289 de hoje.

A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Ministério do Trabalho confirmou terem sido autorizadas as criações de 112 novos sindicatos, de um total de 391 solicitações só este ano.

São 11.867 sindicatos de trabalhadores, 5.408 de empregadores, sem contar federações, centrais, associações, conselhos de classe etc.

A África do Sul e Estados Unidos têm cerca de 190 sindicatos; Reino Unido, 168, Dinamarca, 164 e a Argentina, apenas 91.

Os sindicatos brasileiros tiraram compulsoriamente de trabalhadores e empregadores brasileiros mais de R$ 3,5 bilhões, apenas em 2016.

Leia a coluna na íntegra: http://www.diariodopoder.com.br/coluna.php

0 comentários:

Postar um comentário

Translate