09 agosto 2017

Secretário da Previdência rejeita reforma mínima

Após o presidente Michel Temer ter admitido em entrevista ao Estado que a reforma da Previdência será a “possível”, com foco na idade mínima e na quebra de privilégios, o secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse que a fixação da idade mínima é essencial, mas insuficiente para a melhoria das contas públicas.

Caetano defendeu o texto aprovado em maio na comissão especial da Câmara e previu que o rombo das contas do INSS subirá para cerca R$ 205 bilhões em 2018 – aumento de quase R$ 20 bilhões em relação à estimativa de déficit para este ano.

O relatório dos deputados propõe que a idade mínima para aposentadoria seja de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres), idades que seriam exigidas depois de até 20 anos de transição.

Essas regras valeriam para servidores públicos.
 
Fonte: Blog do Ney Lopes

0 comentários:

Postar um comentário

Translate