06 agosto 2017

"Cláudio Santos é um forte nome para governador do RN", diz deputada


Deputada Márcia Maia  comentou as pretensões políticas do seu partido para 2018; segundo ela, a intenção é lançar uma candidatura majoritária para o Governo
Márcia Maia, deputada estadual

Legenda com a maior bancada de deputados na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o PSDB tem experimentado também um crescimento no interior do estado, com a instalação de diretórios em diversos municípios. Tal evolução tem posto o partido em situação de destaque na política local, e nomes de figuras tucanas passaram a ser ventilados para as eleições majoritárias de 2018, quando estarão em disputa duas vagas para o Senado e a sucessão do governador Robinson Faria (PSD).

Em entrevista ao Portal Agora RN / Agora Jornal, a deputada estadual Márcia Maia, integrante da bancada tucana na Assembleia, comentou as pretensões políticas do seu para o pleito do ano que vem. Segundo a parlamentar, a intenção do partido é lançar uma candidatura majoritária para o Governo do Estado. No entanto, a ideia ainda não foi confirmada, uma vez que carece de consenso entre todos os representantes da sigla, que trabalharão possíveis nomes para o cargo principal do estado.

Questionada sobre os nomes do empresário Tião Couto (candidato a prefeito de Mossoró no ano passado) e do desembargador Cláudio Santos (ex-presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte e que tem sido cogitado na sigla) como possíveis alternativas do partido para o Governo no ano que vem, a deputada elogiou ambos e disse que são duas possibilidades a serem trabalhadas, mas que já contam com o apoio de grande parte dos membros do partido.

“O nome de Tião tem sido bem lembrado pelo desempenho que ele teve em Mossoró no ano passado e pela preocupação que ele tem com o estado onde vive. Trata-se de uma pessoa muito boa e que tem essa preocupação com o todo. Já o desembargador Claudio Santos é uma pessoa que merece nosso respeito e toda nossa atenção. Ele também tem se mostrado preocupado com a situação executiva. Acredito que o papel do partido nas próximas eleições vai ser decisivo e muito importante, caso realmente o partido vá para a disputa majoritária”, encerrou.

Especificamente sobre a possibilidade de Cláudio Santos se filiar ao partido, a deputada afirma que o desembargador é “bem-vindo”. “Tenho uma relação muito boa com ele, lhe respeito muito e conheço as boas intenções dele em relação a debater os problemas do Rio Grande do Norte. Não sei se ele será candidato, pois ele ainda não fechou questão sobre isso. Ele está dialogando, conversando, percorrendo o estado… É um nome realmente forte, mas não tem nada fechado”, complementa.

Deputada avalia que situação crítica

de Natal prejudicará Carlos em 2018

Adversária política do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), nas eleições do ano passado, a deputada estadual Márcia Maia fez uma avaliação negativa dos primeiros sete meses da nova gestão do pedetista à frente da capital potiguar. A tucana revelou não estar satisfeita com o que vem sendo feito pelo chefe do Executivo, sobretudo pela continuidade do caos registrado em 2016 em alguns setores do município, como a saúde e a educação.

“Infelizmente, a avaliação que faço é negativa. A população, da mesma forma que reclamava antes, continua reclamando agora. Os problemas nos postos de saúde continuam, como o fato das pessoas terem que chegar de madrugada para conseguir uma ficha de atendimento, arriscando a vida devido à falta de segurança”, citou a deputada peessedebista, quinta mais votada para a Prefeitura do Natal em 2016.

“Além disso tem o caso das escolas, que estão violentas, sem professores e com os próprios alunos reclamando bastante da qualidade do ensino aplicado. Fora isso vem os buracos, uma vez que Natal está sem infraestrutura. Recebemos reclamações de várias pessoas da cidade, em todas as zonas, referentes a essa questão da instabilidade das ruas e avenidas. Está tudo como estava anteriormente”, completou Márcia.

Questionada sobre se os problemas de Natal vão interferir nas intenções políticas de Carlos Eduardo em 2018 (ele almeja disputar o Governo do Estado no ano que vem), a deputada disse acreditar que sim, uma vez que a população está sofrendo diariamente com a falta de atenção do prefeito e, além disso, não está recebendo o apoio necessário.

“Na medida em que a população se mostra insatisfeita com os serviços municipais, ela não vai apostar em um mesmo nome para o Governo do Estado. Eu já ouvi comentários que ele estaria recuando desse propósito de candidatura no ano que vem, mas ainda não sei se é verdade. Todavia, vejo que o mais importante é o julgamento da população dentro desse processo político”, completou a parlamentar.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate