12 julho 2017

Primeira mulher na PGR: Senado aprova indicação de Raquel Dodge para PGR por 74 votos a um

Plenário aprova indicação de Raquel Dodge por 74 votos contra 1

O mandato de Rodrigo Janot termina em 17 de setembro. (Foto: Amanda Perobelli)  
 O plenário do Senado acaba de aprovar, por 74 votos a um, o nome da procuradora Raquel Dodge para chefiar a Procuradoria-Geral da República (PGR). Com a aprovação, o presidente da República, Michel Temer, está autorizado a fazer a nomeação de Dodge para substituir Rodrigo Janot a partir de 17 de setembro, quando termina o mandato do atual comandante.

Antes da votação no plenário, a indicação de Dodge foi aprovada por unanimidade pela CCJ, após sabatina de quase oito horas. No novo posto, a advogada poderá pedir abertura de inquéritos para investigar presidentes da República, ministros, deputados e senadores, além de criar forças-tarefa para investigações especiais, como é o caso do grupo que atua na Lava Jato. Também pode encerrá-las ou ampliá-las.

Dodge será a primeira mulher a ocupar o cargo e terá mandato de dois anos à frente da PGR. Na tarde desta quarta-feira (12), aliás, Dodge declarou que pretende dar maior prioridade a equipes responsáveis por operações do Ministério Público, como a Lava Jato.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate