26 julho 2017

Assembleia da ADUERN irá discutir atrasos salariais e possibilidade de indicativo de greve na UERN


Em assembleia movimentada na manhã de hoje (26), cerca de 150 professores e professoras associadas à ADUERN debateram por mais de 3h sobre os reiterados atrasos salariais vividos pela categoria.

Após extensa discussão, os docentes deliberaram pela constituição de um comando de mobilização, formado pela base e diretoria, e convocação de nova assembleia no dia 18 de agosto, para discutir estratégias de enfrentamento da situação atual, incluindo possibilidade de indicativo de greve.

A proposta visa construir estratégias de resistência aos ataques sofridos pela categoria e universidade e garantir que os salários sejam pagos em dia, respeitando professores e professoras da UERN que há 18 meses convivem com os atrasos e incertezas.

Também durante a assembleia foi discutida a proposta de apoio financeiro da ADUERN aos professores e professoras da UERJ, que convivem com três meses de salários atrasados e sem perspectiva de pagamento.

O presidente da ADUERN, Lemuel Rodrigues, resgatou os antecedentes sobre a campanha em favor dos servidores da UERJ, promovida pelo ANDES junto às Associações de Docentes de todo o Brasil. Ele explicou que os recursos arrecadados destinam-se a um fundo de solidariedade do sindicato nacional e que, logo que essa situação financeira se resolver, tais valores serão devolvidos.

Após amplo debate sobre a temática, ficou definido que a ADUERN fará doações mensais até Dezembro de 2017 no valor de R$ 2.000,00. 
 
Fonte: Portal da ADUERN

0 comentários:

Postar um comentário

Translate