07 junho 2017

Nome da operação da PF no RN: “uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.”

Blog do Ney Lopes

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (Governo Michel Temer/PMDB-RN) foi preso pela Polícia Federal nesta terça-feira (6) na operação Manus.

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, deflagrou a Manus para apurar atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro envolvendo a construção da Arena das Dunas, em Natal/RN.

O sobrepreço identificado chega a R$ 77 milhões.

Na operação foram decretadas prisões de Eduardo Cosentino Cunha, Henrique Eduardo Lyra Alves, Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, Erika Montenegro Nesi e Matheus Nesi Queiroz.

Condução coercitiva: George Wilde Silva de Oliveira, Arturo Silveira Dias de Arruda Câmara, Raline Maria Costa Bezerra, José Eurico Alecrim Filho, João Gregório Júnior e Jaime Mariz de Faria Júnior

Erika Nesi e Matheus Nesi foram liberados na noite de ontem, 6.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro.

Sobre o nome da operação é referência ao provérbio latino “Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat”, cujo significado é: uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.

Folha de hoje, 7, registra que, preso nesta terça-feira (6), o ex-ministro Henrique Eduardo Alves frequentou o Planalto pelo menos até a semana passada.

Na quinta (1), ele esteve no gabinete de Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).

0 comentários:

Postar um comentário

Translate