08 junho 2017

Desembargador pede informações antes de julgar HC de Henrique

Foi o juiz titular da 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Francisco Eduardo Guimarães Farias, quem determinou a prisão preventiva de Henrique Alves
Reprodução 
 
Henrique Alves espera decisão do juiz Élio Siqueira acerca de seu pedido de habeas corpus

O desembargador Élio Siqueira, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), em Recife, recebeu o pedido de habeas corpus impetrado pelo advogado do ex-ministro do Turismo, Henrique Alves (PMDB), na última quarta-feira 7. Porém, antes de decidir se Henrique sairá ou não da Academia da Polícia Militar, no Barro Vermelho, onde está detido, o desembargador Siqueira pediu mais informações ao juiz da causa.

Foi o juiz titular da 14ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte, Francisco Eduardo Guimarães Farias, quem determinou a prisão preventiva de Henrique Alves. Na decisão expedida que culminou na prisão de Henrique, o juiz Francisco Farias escreveu: “Henrique Alves ainda exerce influência e persiste atuando na mesma esfera de atividades na qual foram praticados os crimes apurados, local onde também se concentram as atividades políticas, o que torna necessário o cerceamento de sua liberdade com a finalidade de evitar a continuidade das práticas ilícitas”.

Durante audiência que resultou nas prisões de Henrique Alves e do secretário afastado de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal, Fred Queiroz, o juiz federal Francisco Farias determinou a soltura da esposa e filho do secretário, Érika Nesi e Matheus Queiroz, ambos envolvidos nos esquemas investigados pela Operação Manus.
 
Fonte: Agora RN

0 comentários:

Postar um comentário

Translate