06 abril 2017

Governo já admite aposentadorias diferenciadas

Aposentadoria diferenciada é vista como saída para aprovação 

 O governo admite dificuldades para aprovar a reforma da Previdência e por isso mesmo já admite concordar em rever alguns pontos polêmicos, como reduzir a idade mínima e/ou o tempo de contribuição para trabalhadores rurais, professores e policiais. As tratativas estão apenas no começo, mas com providências nessa direção, o Palácio do Planalto espera reverter os votos contrários à reforma, entre deputados federais. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Sensibilizam o governo os argumentos em relação ao professor, que enfrenta jornadas extenuantes, em pé, durante toda vida profissional.

O governo não vai contestar o discurso emocionado de deputados em favor de aposentadoria diferenciada para trabalhadores rurais.

A tendência será adotar aposentadorias diferenciadas para policiais, que fazem a opção de colocar a própria vida em defesa da sociedade.

Temer se emocionou com portadores de necessidades levados a ele pela deputada Rosinha da Adefal (PTdoB-AL). Deve atendê-los.

Fonte: Diário do Poder

0 comentários:

Postar um comentário

Translate