11 março 2017

Prefeitura de Olho D'água do Borges realizará Campanha de "teste rápido" nos CÃES visando detectar Leishmaniose (Calazar)

Os coordenadores da Campanha serão Ubiratan Nunes e o veterinário Leandro Oliveira.
Ambos já solicitaram os "Testes Rápidos" ao órgão de Saúde animal sediado em Pau dos Ferros.
Campanha será amplamente divulgada pela Prefeitura.
Campanha foi idealizada pela prefeita Maria Helena Leite de Queiroga.
Os donos dos animais agradecem.

Leishmaniose

A leishmaniose canina, também conhecida como calazar, é uma doença causada por um parasita do género Leishmania, transmitido aos cães através da picada de mosquitos. Este parasita infiltra-se na medula óssea e em órgãos como o baço, o fígado e a pele.

Após o cão ser infetado, o período de incubação pode variar de apenas um mês até dois anos. Os primeiros sintomas verificam-se na pele, através da perda de pelo, descamação da pele e aparecimento de úlceras.

À medida que a doença evolui, o cão pode sofrer de emagrecimento, vómitos, perda de apetite, atrofia muscular, anemia, hemorragias nasais e alterações nos órgãos internos, em particular no fígado e nos rins.

Infelizmente a leishmaniose é uma doença de carácter crónico e os tratamentos disponíveis nem sempre são eficazes. É necessário haver um controlo veterinário permanente e um continuo ajuste dos tratamentos, de forma a proporcionar ao animal a melhor qualidade de vida possível.

A melhor forma de prevenir a leishmaniose é através do uso regular de coleiras, pulverizadores e pipetas inseticidas que impedem a picada dos mosquitos. Alguns produtos utilizados na eliminação das pulgas também protegem contra estes mosquitos.

É de evitar passeios em zonas húmidas, próximas de charcos e lagos, em especial ao amanhecer e ao entardecer, pois são os períodos em que os insetos estão mais ativos.

Em Portugal já existe uma vacina contra a leishmaniose, pelo que se deve aconselhar junto do seu médico veterinário.Note ainda que a leishmaniose não é uma doença exclusiva dos cães, e pode ser transmitida a humanos através das picadas dos mesmos insetos. Geralmente uma pessoa com um sistema imunitário normal corre um risco pequeno de contrair a doença, sendo necessário um maior cuidado com imunodeprimidos. No caso da leishmaniose humana, as perspetivas de cura são muito boas, acima dos 95%.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate