08 março 2017

PEC do Parlamentarismo avança no Senado

Proposta de Collor terá a senadora Simone Tebet como relatora
Adotado nas melhores democracias europeias, o parlamentarismo pode ser opção às crises no Brasil. (Fotos: Agência Senado)
 
A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) será a relatora da PEC do Parlamentarismo, apresentada em 2013 pelo senador Fernando Collor (PTC-AL). Se aprovada, a proposta vai instaurar no Brasil o regime adotado em toda a Europa. Prevê um presidente no papel de chefe de Estado, mas o governo será chefiado pelo primeiro-ministro – em geral, o principal líder do partido ou coligação vitorioso em eleição direta. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Uma grande vantagem do parlamentarismo é baratear as campanhas: o eleitor votará em listas de candidatos apresentadas pelos partidos.

Campanhas no parlamentarismo são baseadas em propostas. Não existe o “vote em mim”, mas “vote neste programa de governo”.

No Parlamentarismo, o presidente é eleito e terá funções de Estado, e caberá a ele nomear primeiro-ministro o líder do partido vitorioso.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate