05 janeiro 2017

Novo presidente do TJRN, Des. Expedito Ferreira assume cargo com foco na demanda processual


Eleito presidente do Tribunal de Justiça do RN para o biênio 2017-2018, o desembargador Expedito Ferreira de Souza toma posse amanhã, quinta-feira (5) em sessão solene, no Teatro Riachuelo, às 18h. O novo presidente é natural de Alexandria (RN), nascido no dia 24 de fevereiro de 1950, filho de Pedro Ferreira de Souza e Alzenita Ferreira da Costa. Formado bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em 1979, ingressou na magistratura potiguar no ano de 1980, ao ser nomeado juiz da comarca de Upanema (1980-1983). Foi promovido ao cargo de desembargador pelo critério de antiguidade em 2004, passando a compor o TJRN. Ocupou diversos cargos no TJ potiguar como os de vice-presidente, ouvidor e diretor da Escola da Magistratura (ESMARN).

O novo presidente do Tribunal de Justiça RN chega ao mais alto cargo da magistratura potiguar elegendo como maior desafio o de enfrentar a crescente demanda processual, com apoio de magistrados e servidores, observando a estimativa de que mais de 300 mil processos devem entrar na Justiça Estadual a partir de 2017. “Iremos valorizar os servidores e magistrados. Precisamos estar unidos para os próximos desafios”, define Expedito Ferreira.

Enquanto juiz, Expedito Ferreira de Souza atuou também nas comarcas de Martins (1983-1984), Pau dos Ferros (1984-1987) e em 1987, foi removido, a pedido, para a 2ª Vara Criminal de Mossoró, quando assumiu as atividades judicantes naquela unidade em 2 de junho daquele ano, permanecendo até 27 de junho de 1991, quando assumiu a titularidade da 1ª Vara Criminal de Mossoró.

É desembargador do TJRN desde 16 de setembro de 2004. Foi vice-presidente do Tribunal de Justiça no biênio 2011/2012, diretor da Escola da Magistratura no biênio seguinte e ouvidor geral (2015/2016). Presidiu a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte até dezembro de 2016.

No ano de 2006, assumiu a Vice-Presidência e a Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) e, posteriormente, foi eleito presidente da Corte Eleitoral para comandá-la durante o biênio 2008/2010. À frente da Corte Eleitoral, inaugurou ou iniciou a construção de diversos fóruns no interior do Estado, deixando a marca da melhoria da infraestrutura e das condições de trabalho em cidades como Janduís, Pau dos Ferros, Acari, São José de Mipibu, Parelhas, Santo Antônio, Areia Branca, Cruzeta, Alexandria, Currais Novos, São Gonçalo do Amarante e João Câmara.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate