24 outubro 2016

2/3 dos prefeitos eleitos não são nascidos na cidade que irão governar




Por Thiago Reis

Só um em cada três prefeitos eleitos neste ano vai governar a cidade onde nasceu. Levantamento feito pelo G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que dos 5.494 prefeitos eleitos em 1º turno, 1.885 são naturais do município (o que equivale a 34% do total).

Trata-se de um dado curioso. Mas não há exigência nenhuma em relação a isso. O prefeito precisa ter apenas domicílio eleitoral onde se candidata.

Roraima é o único estado do país onde todos os eleitos são "forasteiros". Os prefeitos que irão governar as 15 cidades do estado não nasceram no município em que disputaram a eleição.

Em apenas 3 das 8 capitais onde a disputa já foi definida em 1º turno, o prefeito é nascido no município, caso de ACM Neto, de Salvador, Firmino Filho, de Teresina, e João Doria, de São Paulo.

Apesar de governarem outras cidades, a maioria, no entanto, não foi muito longe. Só 721 chefiarão o Executivo de um município de outro estado que não o de nascimento.

Minas Gerais é o estado com o maior número de prefeitos nativos: 395. São Paulo aparece logo atrás, com 244. No Rio Grande do Sul, 190 prefeitos são nascidos nos municípios que irão governar.

DESTE BLOG: Prefeita eleita de Olho D'água do Borges nasceu e se criou no município. Agora, o atual prefeito é natural de Natal; talvez por isso tenha sido derrotado nas últimas eleições.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate