17 junho 2016

No dia em que Temer assumia, Janot protocolava no STF a delação de Machado


Posse de Temer em paralelo a delação de Machado

Enquanto o processo de impeachment tramitava no Senado e Michel Temer se preparava para assumir a presidência, Sérgio Machado e filhos prestavam depoimento à Procuradoria-Geral da República.

O acordo de colaboração entre Machado e o Ministério Público Federal foi assinado no dia 4 de maio e seu depoimento, que faz 24 citações a Temer, durou dois dias. Na semana seguinte, Daniel, Sérgio e Expedito Machado, filhos do ex-presidente da Transpetro, depuseram. A colaboração de Expedito terminou um dia antes do afastamento de Dilma Rousseff.

Enquanto Temer assumia, no dia 12, Janot pedia a homologação da delação que mais estragos pode causar ao novo presidente. Ela só foi aceita pelo ministro Teori Zavascki no dia 24, um dia depois do procurador pedir a prisão de Renan, Sarney e Jucá, citados na delação.

No último dia 9, Janot pediu levantamento do sigilo dos autos. Ontem, Teori negou o pedido de prisão dos peemedebistas.
Fonte: Radar Online

0 comentários:

Postar um comentário

Translate