16 junho 2016

HENRIQUE ALVES não resiste à delação de Machado e deixa o governo

Do Diário do Poder
Delação de Sérgio Machado derruba o ministro Henrique Alves

Delação de Sérgio Machado leva ministro a pedir demissão do cargo. Foto: EBC


 Enrolado até o pescoço na Lava Jato, segundo delatores, o ministro do Turismo, Henrique Alves, acaba de pedir demissão do cargo. De acordo com a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, a carta de demissão ainda não foi entregue, mas a saída do peemedebista é oficial.

Os motivos da saída de Henrique Alves, terceiro ministro a deixar o governo em pouco mais de um mês, não foram revelados, mas a gota d’água foi a delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, na Operação Lava Jato, que revelou repasse de R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.

Mais cedo, Alves classificou as declarações de Machado como levianas e irresponsáveis e repetiu o mantra de todos os acusados de receber propina para financiar campanha: todas as doações foram oficiais e as contas foram aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O agora ex-ministro tem dois pedidos de abertura de inquérito contra ele feitos pelo procurador-geral da União, Rodrigo Janot, pelo envolvimento na roubalheira revelada pela Lava Jato. O Supremo Tribunal Federal ainda não analisou os pedidos, mas com a saída do ministério e perda do foro privilegiado, Alves deve ser mais um político nas mãos do juiz federal Sérgio Moro.


VEJA CARTA DE PEDIDO DE DEMISSÃO

Carta de emissão entregue por Henrique Eduardo Alves ao deixar o Ministério do Turismo, nesta quinta (16) (Foto: Reprodução)Carta de emissão entregue por Henrique Eduardo Alves ao deixar o Ministério do Turismo, nesta quinta (16) (Foto: Reprodução)
 

0 comentários:

Postar um comentário

Translate