14 abril 2016

Impeachment de Collor: governo e oposição erraram nas previsões de votos


Previsões do “placar” do impeachment podem ser próximas do chute puro e simples, conforme esclarece a história.

No impeachment de Collor, as contagens de votos a favor e contra a abertura doprocesso na Câmara erraram feio o resultado, que foi de 441 a favor, 38 contra, 23ausências e uma abstenção.

Uma semana antes da votação, o governo dizia contar com 204 deputados para enterrar o impeachment. Ou seja, 36 votos a mais que o necessário. Os dias passaram, e o número balançou entre 102 e 220. Chutes, muitos chutes.

Ao longo da semana, a maior articuladora contra Collor, Roseana Sarney (PFL-MA), divulgou mapeamentos que variavam de 360 a 420 deputados a favor da deposição do presidente.

Na véspera da votação, o número cravado por Roseana foi de 374, acima, portanto, dos 336 necessários.

No mesmo dia, os aliados de Collor Nelson Marquezelli (PTB-SP), José Lourenço (PDS-BA) e Roberto Jefferson (PTB-RJ) disseram contar com 212, 204 e 206 votos a favor do Planalto – número bem distante do placar final.

Portanto, convém ter muito cuidado com essas previsões que os profissionais da política fazem para serem divulgadas.

Lauro Jardim


0 comentários:

Postar um comentário

Translate