29 janeiro 2016

FIM DO NEPOTISMO: TCU EXIGE DEMISSÃO DA TURMA DE TIAGO CEDRAZ, FILHO DO PRESIDENTE DO TRIBUNAL

MINISTROS DO TCU ESTÃO À ESPERA QUE CDRAZ DEMITA TRÊS DIRETORES
AROLDO CEDRAZ, PRESIDENTE DO TCU, E SEU FILHO TIAGO, QUE É ADVOGADO.
Os ministros do Tribunal de Contas da União estão à espera de que o presidente, Aroldo Cedraz, demita três titulares de cargos de direção, dois dos quais indicados por seu filho, advogado Tiago Cedraz, várias vezes citado e alvo de mandado de busca na Lava Jato. Um deles, Daniel Maia, é íntimo e concunhado de Tiago, titular da estratégica secretaria que monitora toda a área de Energia do governo federal.
A demissão da dupla foi acertada antes da recondução de Aroldo Cedraz ao cargo, mas o presidente do TCU reluta em honrar o acordo.
Alguns ministros reconhecem que Daniel, o concunhado, é competente, mas a relação familiar pesa contra ele.
Experiente ministro diz que há no TCU a “forte percepção” de que Aroldo Cedraz não segue critérios de meritocracia, e sim de compadrio.
Outro ministro afirmou observar que os melhores quadros recusam função de direção e que, hoje, um segundo time dirige o TCU. Leia na Coluna Cláudio Humberto.

0 comentários:

Postar um comentário

Translate