30 março 2013

RN decreta 2013 o Ano de Paulo Freire da Educação



Paulo Freire - patrono da educação brasileira
A edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial do Estado traz o decreto da governadora Rosalba Ciarlini, instituindo 2013 como o Ano Paulo Freire da Educação do Rio Grande do Norte. A medida marca o cinquentenário da aplicação da experiência de alfabetização de adultos, desenvolvida pelo grande educador brasileiro Paulo Freire, durante o governo de Aluísio Alves, na cidade de Angicos.
Ao decretar a medida, a governadora considera a necessidade e a urgência de incrementar as políticas de alfabetização de jovens, adultos e idosos, de modo a universalizar o acesso à educação em todo o território potiguar.
Para marcar o Ano Paulo Freire da Educação fica constituída uma Comissão Executiva com a finalidade de cumprir algumas metas, entre elas, destacar a memória e a experiência dos alfabetizandos e dos coordenadores do projeto desenvolvido por Paulo Freire no município de Angicos; desenvolver uma agenda comemorativa em referência aos 50 anos, a ser coordenada pela Secretaria de Estado da Educação, em conjunto com parceiros institucionais e sociais, como o Ministério da Educação; Instituições de Ensino Superior como a UFERSA, a UFRN, a UERN, o IFRN, UFPB, UFPE; a UNDIME, a Prefeitura Municipal de Angicos, o Fórum Potiguar de Educação de Jovens e Adultos (EJA); o Instituto Paulo Freire – IPF e entidades da sociedade civil da área da educação, entre outras.
Outro objetivo dessa comissão é elaborar o Plano Estadual de Educação de Jovens e Adultos, a ser realizado de forma democrática e participativa, incluindo professores e gestores de EJA. A construção de uma nova proposta curricular para a EJA, que integre educação, saúde, trabalho, cultura, tecnologia, meio ambiente, direitos humanos e cidadania é uma das ações concretas em que a Secretaria de Estado da Educação, em conjunto com as instituições parceiras irá realizar. “Isso significa que iremos aproveitar esse momento de celebração para implantar mudanças importantes na reconstrução das bases de gestão da educação de jovens e adultos do Estado, seguindo os princípios políticos e pedagógicos do pensamento freireano ”, ressaltou a secretária de Estado da Educação, professora Betania Ramalho.
O decreto determina ainda a disseminação do pensamento freireano por meio de práticas de formação, produção de livros e materiais didáticos, estudos e pesquisas; e institui premiações para experiências exitosas de alfabetização e de educação de jovens e adultos realizadas por professores e gestores de EJA de escolas públicas norte-rio-mgrandenses, bem como para a criação de políticas públicas pelas prefeituras municipais que visem à universalização da educação para este segmento social.

Translate